Oscar 2021

Tudo Sobre os Indicados ao Oscar 2021

“Mank” lidera com dez indicações e o Brasil está fora da disputa

Por Fabricio Duque

Os indicados oficiais ao prêmio Oscar 2021 (todos escolhidos por seus votantes ao redor do Mundo, “uma comunidade diversa de cineastas”), a mais famosa estatueta dourada e norteamericana, foram anunciados nesta manhã de segunda, de Londres pelos mestres de cerimônia Pryanka Chopra Jonas (atriz indiana de “O Tigre Branco” e de “Matrix 4”, em pós-produção) e Nick Jonas (músico, americano do Texas, integra o grupo Jonas Brothers e é ator em “Jumanji: Próxima Fase”, “O Trote”, “Midway – Batalha em Alto Mar”.

Os dois, que estão casados desde 2018,  foram apresentados pelo Presidente da Academia, David Rubin, direto do Academy Museum of Motion Pictures, uma “entrada à experiência Oscar para descobrir a magia”, em Los Angeles, que abrirá no outono, dia 30 de setembro de 2021. Já é no possível fazer um “aperitivo virtual” no site pelas exposições “História do Cinema 1: Galeria da Família Spielberg”; “Histórias do Cinema 2: Galeria Wanda”; “História do Cinema 3: Galeria Rolex”; “Experiência Oscar: Galeria East West Bank”; “O Caminho do Cinema: Coleção Richard Balzer”; “Hayao Miyazaki”.

A cerimônia da edição 83 acontecerá no dia 25 de abril (estava originalmente marcado para 28 de fevereiro), totalmente online (e ao mesmo tempo) na “histórica” estação de trem Union Station e no Teatro Dolby, seguindo a estrutura do Globo de Ouro e do Critcs Choice Awards deste ano, por causa da pandemia mundial do Coronavírus. A decisão de ser direto do Reino Unido pode sinalizar que a  Academia de Artes e Ciências Cinematográficas expande agora geografias e possibilidades de outros cinemas? Será um efeito Joe Biden? Será uma união “coroada” com a Rainha de “The Crown”? Não sabemos ainda, mas a música Rap de espera desta apresentação, e “Mank”, de David Fincher, ser indicado a dez Oscars, só reforçam a “ideia Oscar”, a de ser uma ilusão momentânea. Um conto de fadas, como se estivéssemos assistindo à coroação da Monarquia. É um Guilty Pleasure. Uma futilidade tradicional que não celebra de forma alguma a sétima arte, porém nos diverte como uma final de Copa do Mundo em sua celebração da indústria cinematográfica de Hollywood. Cadê “First Cow”, de Kelly Reichardt, por exemplo? Muito independente e fora dos padrões da “festa”?

O evento será transmitido pelo canal de televisão TNT. O Brasil ficou de fora da disputa com “Babenco – Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou”, de Bárbara Paz, e “Bacurau”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles; e com os curtas-metragens “Carne”, de Camila Kater, e “Umbrella”, de Helena Hilario e Mario Pece.

O Oscar 2021 também cancelou sua cerimônia anual do Governors Awards, mas anunciará o Prêmio Humanitário Jean Hersholt para Tyler Perry (“pelo seu envolvimento ativo com a filantropia e empreendimentos de caridade nos últimos anos, incluindo esforços para lidar com os desabrigados e as dificuldades econômicas enfrentadas por membros de sua comunidade”); e para Motion Picture & Television Fund (“pelos serviços de alívio e ajuda emocional e financeiro que oferece aos membros da indústria do entretenimento”).

Outras informações foram anunciadas. A Academia votou para unir a categoria Melhor Mixagem de Som e Melhor Edição de Som em Melhor Som.  A de Melhor Trilha Sonora Original agora exige que “a trilha sonora de um filme inclua no mínimo 60% de músicas originais, e os filmes e sequências de franquia devem ter no mínimo 80% de músicas novas”. Em Em 8 de dezembro de 2020, “Jesse CollinsStacey Sher e Steven Soderbergh foram nomeados os produtores da cerimônia”.

Vamos aos indicados oficiais! E leia as críticas clicando nos nomes dos filmes. Essa matéria será atualizada até o dia da cerimônia oficial. Favorite esta postagem e não perca nada! E sim, mesmo amando ou odiando, o Oscar é uma tradição.

OS INDICADOS AO OSCAR 2021

Oscar

MELHOR FILME

“Meu Pai”
‘”Judas e o Messias Negro
Mank
Minari – Em Busca da Felicidade
Nomadland
Bela Vingança
O Som do Silêncio
Os 7 de Chicago


MELHOR DIREÇÃO

Thomas Vinterberg – “Druk – Mais uma rodada
David Fincher – “Mank
Lee Isaac Chung – “Minari – Em Busca da Felicidade
Chloé Zhao – “Nomadland
Emerald Fennell – “Bela Vingança


MELHOR ATRIZ

Viola Davis – “A Voz Suprema do Blues
Andra Day – “Estados Unidos Vs Billie Holiday”
Vanessa Kirby – “Pieces of a Woman
Frances McDormand – “Nomadland
Carey Mulligan – “Bela Vingança


MELHOR ATOR

Riz Ahmed – “O Som do Silêncio
Chadwick Boseman – “A Voz Suprema do Blues
Anthony Hopkins – “Meu Pai”
Gary Oldman – “Mank
Steve Yeun – “Minari – Em Busca da Felicidade


MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Maria Bakalova – “Borat: Fita de Cinema Seguinte
Glenn Close – “Era uma Vez um Sonho
Olivia Colman – “Meu Pai”
Amanda Seyfried – “Mank
Yuh-Jung Youn – “Minari – Em Busca da Felicidade


MELHOR ATOR COADJUVANTE

Sacha Baron Cohen – “Os 7 de Chicago
Daniel Kaluuya – “Judas e o Messias Negro
Leslie Odom Jr. – “Uma Noite em Miami
Paul Raci – “O Som do Silêncio
Lakeith Stanfield – ‘Judas e o Messias Negro


MELHOR FILME INTERNACIONAL

Druk – Mais uma rodada” (Dinamarca)
“Shaonian de ni” (Hong Kong)
Collective” (Romênia)
“O Homem que Vendeu Sua Pele” (Tunísia)
“Quo vadis, Aida?” (Bósnia e Herzegovina)


MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Borat: Fita de Cinema Seguinte
“Meu pai”
Nomadland
Uma Noite em Miami
O Tigre Branco


MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Judas e o Messias Negro
Minari – Em Busca da Felicidade
Bela Vingança
O Som do Silêncio
Os 7 de Chicago


MELHOR FIGURINO

Emma.
A Voz Suprema do Blues
Mank
Mulan
Pinóquio


MELHOR TRILHA SONORA

Destacamento Blood
Mank
Minari – Em Busca da Felicidade
Relatos do Mundo
Soul


MELHOR ANIMAÇÃO

Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica
A Caminho da Lua
Shaun, o Carneiro: O Filme – A fazenda contra-ataca
Soul
“Wolfwalkers”


MELHOR FOTOGRAFIA

Judas e o Messias Negro
Mank
Relatos do Mundo
Nomadland
Os 7 de Chicago


MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO

“Burrow”
“Genius Loci”
“If anything happens I love you”
“Opera”
“Yes People”


MELHOR CURTA-METRAGEM EM LIVE ACTION

“Feeling Through”
“The Letter Room'”
“The Present”
‘”wo distant strangers”
“White Eye”


MELHOR DOCUMENTÁRIO

Collective
Crip Camp
O Agente Duplo
Professor Polvo
Time


MELHOR CURTA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO

“Collete”
“A Concerto is a Conversation”
“Do not Split”
“Hunger Ward”
“A Love Song for Natasha”


MELHOR SOM

Greyhound: Na Mira do Inimigo
Mank
Relatos do Mundo
Soul
O Som do Silêncio


MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

“Fight for you” – “Judas e o Messias Negro
‘Hear my voice’ – “Os 7 de Chicago
“Husa’vik” – “Festival Eurovision da Canção: A saga de Sigrit e Lars”
“Io sì” – “Rosa e Momo
“Speak now” – “Uma Noite em Miami


MELHOR MONTAGEM

“Meu Pai”
Nomadland
Bela Vingança
O Som do Silêncio
Os 7 de Chicago


MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

“Meu Pai”
A Voz Suprema do Blues
Mank
Relatos do Mundo
Tenet


MELHOR MAQUIAGEM E CABELO

Emma.
Era uma Vez um Sonho
A Voz Suprema do Blues
Mank
Pinóquio


MELHOR EFEITOS VISUAIS

“Problemas monstruosos”
O Céu da Meia-Noite
Mulan
“O grande Ivan”
Tenet



ORSON WELLES, MANK E O OSCAR

(clique AQUI ou na foto e leia o artigo de João Lanari Bo)

Mank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *