Fabricio Duque

Fabricio Duque

Crítico | Editor Geral

Um jornalista apaixonado por cinema que resolveu criar um espaço com o objetivo de mostrar subjetividades a quem também é louco por filmes. Um crítico que sempre busca o melhor do cinema e assim tenta semear no mundo um pensamento mais questionador. É um completo extra-terrestre. Um chato fofo e um vertenteiro inveterado. Um nostálgico que ama 35mm e que acredita na pureza do som do LP. Que se encanta com o novo e que com psicanálise e filosofia tenta traduzir os meandros da alma humana.

Melhor filme da vida:
2001 - Uma Odisseia no Espaço

Melhor trilha sonora da vida:
"2001 - Uma Odisseia no Espaço"

Jorge Cruz

Jorge Cruz

Crítico | Editor

Formado em Direito e estudante de Produção Cultural, teve no Cinema seu primeiro amor e é a partir dele que exercita seu pensamento crítico. Com a Sétima Arte, atravessou todas as dores e as delícias que o destino lhe reservou. O Cinema já lhe ensinou, afagou, deslumbrou - mas nunca o decepcionou. Não admite que exista algo sem propósito e que algum debate não vale a pena ser registrado - mas segue amando a maneira como o Cinema materializa tudo isso. Pode ser definido como um eterno curioso e teimoso.

Melhor filme da vida:
Na Natureza Selvagem

Melhor trilha sonora da vida:
"Hair"

Vitor Velloso

Vitor Velloso

Crítico

Buscando sinceridade e uma fagulha de vida que me foi proporcionado por alguns filmes ao longo da minha vida. Fagulha esta que busco criar nas pessoas que me leem e assistem. Estou a procura do sentido da vida, me falaram que é um tal de Cinema. Não sei se faz bem ou faz mal. Prometo um dia ser uma pessoa melhor, mas hoje sou crítico de cinema e faço de meus textos um palco para a realidade nacional, na medida do possível. Ou até onde a sanidade permitir. De Kinema Brazyleiro.

Melhor filme da vida:
A Idade da Terra

Melhor trilha sonora da vida:
"A Noite do Espantalho"

Roberta Mathias

Roberta Mathias

Crítica

Graduada em Ciências Sociais, com Mestrado em Filosofia e especialização em Arte e Filosofia, sou Doutoranda em Antropologia Social e Ciências Sociais. Minha aproximação com o cinema foi através dos clássicos e dos musicais. Posteriormente, o cinema russo me levou a estudar o movimento-tempo dessa arte. Interessada por todas as cores e formas produzidas pelo homem, foi na relação entre Antropologia, Filosofia e Arte que encontrei novas possibilidades de transitar pelo mundo.

Melhor filme da vida:
Stalker

Melhor trilha sonora da vida:
"Magnólia"

Adriano Monteiro

Adriano Monteiro

Crítico

Lembro de me falarem que o cinema te tira da zona de conforto como nenhuma outra arte faz. Hoje concordo e busco por esse deslocamento pessoal. Cinema para mim é minha jornada de autoconhecimento, emoção e afeto. Aprendizado constante pela projeção em tela de estados de espírito. Crítico iniciante, estudante de cinema e corajoso o suficiente para compartilhar percepções de vida através da escrita. Melhor filme da vida: Cléo de 5 às 7

Melhor trilha sonora da vida:
Pele de Asno

Posts

Daniel Guimarães

Daniel Guimarães

Crítico

Estudante de cinema que, além de apaixonado por filmes, sempre se interessou pela vertente teórica e crítica. Acredita no cinema como a representação máxima de empatia. Na imagem em movimento, conseguimos nos transportar para a realidade de outros. Uma visão de mundo particular através da câmera. Na crítica, busco também transmitir uma existência: a minha. Escrevo com uma perspectiva própria sobre esse mundo. Sem qualquer verdade absoluta, mas com um relato crítico de experiência. MELHOR FILME DA VIDA: "Os Incompreendidos".

Melhor trilha sonora da vida:
Paris, Texas

Posts