Tudo Sobre a Edição Especial do Festival do Rio 2021 no Telecine

De 17 de 31 de julho, quinze filmes inéditos de nove países serão exibidos na plataforma digital

Por Redação

“Aqui, o filme é só o começo!”. Este é o lema da edição especial do Festival do Rio 2021 que acontece de 17 a 31 de julho na plataforma digital Telecine, “a casa do Festival do Rio!”. A mini maratona carioca ganha o Brasil inteiro, literalmente, ao acontecer online, muito pela pandemia do Coronavírus. Serão 15 filmes internacionais inéditos, de nove países e com quatro indicados ao Oscar. Um por dia. E estarão disponíveis por 24 horas no streaming. E não para por aí. A “experiência” (definida pela produção do Telecine, o organizador da mostra) contará ainda com conteúdos exclusivos e lives nas redes sociais.
Baixe a Revista Exclusiva AQUI
A edição especial do Festival do Rio ganhou uma versão digital com “tudo o que você precisa saber sobre os filmes, além das dicas dos nossos especialistas”.
As sessões do Festival do Rio no Telecine Cult serão aos sábados. Se você já é assinante dos canais Telecine, já tem direito a usar o streaming. Para acessar é só fazer login com o seu usuário e senha da operadora. Se você ainda não é assinante, você tem direito a 30 dias grátis para experimentar. É só acessar aqui: teleci.ne/2BK2Enz

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Druk

DIA 17/07

DRUK – MAIS UMA RODADA

(Druk, 2020, Dinamarca, 117 minutos, de Thomas Vinterberg) CRÍTICA AQUI

Martin (Mads Mikkelsen), Tommy (Thomas Bo Larsen), Nikolaj (Magnus Millang) e Peter (Lars Ranthe), são quatro professores de ensino médio que estão insatisfeitos com a parte social e profissional de suas vidas. Para contornar isso, eles decidem testar a teoria de que, ao manter um teor constante de álcool no sangue, suas vidas melhorarão. Tudo parece correr bem no experimento, mas rapidamente as coisas começam a sair do controle dos amigos. Dirigido por Thomas Vinterberg e vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Dorogie tovarishchi

DIA 18/07

CAROS CAMARADAS!

(Dorogie tovarishchi, 2020, Rússia, 121 minutos, de Andrei Konchalovsky) CRÍTICA AQUI

Em 1962, Lyudmila (Julia Vysotskaya), uma devota executiva do partido Comunista, está convicta de que seu trabalho criará uma nova sociedade. Mas após testemunhar um massacre de trabalhadores em greve e descobrir que sua filha desapareceu após o ataque, sua visão de mundo começa a ruir e ela começa a questionar suas crenças.

Slalom

DIA 19/07

SLALOM – ATÉ O LIMITE

(Slalom, 2020, França, Bélgica, 92 minutos, de Charlène Favier) CRÍTICA AQUI

Lyz (Noée Abita) é uma jovem e determinada atleta de esqui que se junta a prestigiosa equipe do colégio Bourg Saint-Maurice. Ela passa então a receber instruções de Fred (Jérémie Renier), um rigoroso ex-campeão da modalidade. Mas a intensidade e a constante pressão do técnico rapidamente começam a afetar o psicológico e as performances da jovem.

DIA 20/07

O MAURITANO

(The Mauritanian, 2021, Estados Unidos, Reino Unido, 89 minutos, de Kevin Macdonald) CRÍTICA AQUI

A história real da luta de Mohamedou Ould Slahi (Tahar Rahim) pela liberdade após ficar preso injustamente por mais de uma década. Já sem esperanças, ele conhece a advogada de defesa Nancy Hollander (Jodie Foster), que entra no caso disposta a fazer justiça. Junto a seu associado Teri Duncan (Shailene Woodley), Nancy reunirá provas inéditas que ajudarão a tirar Slahi de trás das grades. Dirigido por Kevin Macdonald e indicado a 5 categorias do BAFTA, incluindo Melhor Filme.

DIA 21/07

EDIFÍCIO GAGARINE

(Gagarine, 2020, França, 95 minutos, de Fanny Liatard e Jérémy Trouilh) CRÍTICA AQUI

Yuri (Alseni Bathily) é um menino de 16 anos que mora em um conjunto habitacional nos subúrbios de Paris e sonha em ser astronauta como seu ídolo Yuri Gagarin. Mas quando o prédio passa a sofrer risco de demolição e com os moradores à beira do despejo, Yuri decide reunir a comunidade para evitar que seu lar seja perdido.

DIA 22/07

QUO VADIS, AIDA?

(2020, Bósnia, Herzegovina, Romênia, Áustria, 101 minutos, de Jasmila Zbanic) CRÍTICA AQUI

Aida Selmanagic (Jasna Djuricic) é uma tradutora que trabalha em uma missão da ONU na pequena cidade de Srebrenica. Quando a região é dominada pelo exército sérvio, milhares de cidadãos buscarão abrigo no acampamento da ONU onde ela trabalha, incluindo sua própria família. Enquanto lida com as negociações que envolvem o conflito diplomático, Aida fará de tudo para tirar seus filhos do meio do fogo cruzado. Dirigido por Jasmila Zbanic, o longa foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e ao Leão de Ouro no Festival de Veneza.

DIA 23/07

DE VOLTA A ITÁLIA

(Made In Italy, 2020, Itália, Reino Unido, 94 minutos, de James D’Arcy) CRÍTICA AQUI

Robert (Liam Neeson) viaja de Londres a Toscana, na Itália, para revisitar um imóvel caindo aos pedaços deixado pela falecida esposa. Com a ajuda de Jack (Micheál Richardson), filho com quem mantém uma complexa relação, o artista tenta reconstruir o local ao passo que estabelecem uma nova conexão.

Better Days

DIA 24/07

DIAS MELHORES

(Shaonian de Ni, 2019, China, 135 minutos, de Derek Tsang) CRÍTICA AQUI

A estudante Nian (Dongyu Zhou) se concentra para as provas finais que vão definir seu futuro acadêmico, mas precisa lidar com a ausência da mãe e o constante bullying que sofre por parte de suas colegas. Enquanto volta da escola, ela acaba conhecendo Xiao Bei (Jackson Yee), um jovem misterioso que passa a protegê-la, e uma amizade improvável surge entre eles. Indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Promising Young Woman

DIA 25/07

BELA VINGANÇA

(Promising Young Woman, 2020, Estados Unidos, 113 minutos, de Emerald Fennell) CRÍTICA AQUI

Cassie (Carey Mulligan) é uma mulher inteligente e astuta que tem seu futuro promissor arruinado por um evento misterioso. Para lidar com seus traumas, ela passa a ter uma vida dupla secretamente, frequentando bares todas as noites e fingindo estar bêbada, buscando se vingar de homens mal-intencionados. Mas tudo muda quando um encontro inesperado lhe dá a chance de corrigir os erros do passado.

A Boa Esposa

DIA 26/07

A BOA ESPOSA

(La Bonne Épouse, 2020, França, 108 minutos, de Martin Provost) CRÍTICA AQUI

Paulette Van der Beck (Juliette Binoche) e seu marido, Robert (François Berléand), dirigem uma escola que educa adolescentes para serem esposas submissas e donas de casa. Quando seu marido morre, Paulette descobre que a escola está à beira da falência e fará de tudo para contornar a situação. No entanto, o período de efervescência social que vivem em 1968, com protestos e difusão do feminismo, faz com que ela e suas alunas repensem suas crenças e ideais.

ADN

DIA 27/07

DNA

(ADN, 2020, França, 90 minutos, de Maïwenn). Neige (Maïwenn) é uma mulher divorciada e mãe de 3 filhos, que possui uma relação muito forte com seu avô argelino Emir. Mas quando Emir morre, Neige se vê diante de uma grande instabilidade que se instala dentro da família enquanto lida com sua própria crise de identidade.

Falling

DIA 28/07

AINDA HÁ TEMPO

(Falling, 2020, Canadá, Dinamarca, Reino Unido, 112 minutos, de Viggo Mortensen). John (Viggo Mortensen) mora na Califórnia com seu marido Eric (Terry Chen) e seu filho, longe da vida de fazendeiro que já teve. Mas quando o seu pai Willis (Lance Henriksen) começa a apresentar sinais de demência, John decide vender a fazenda da família e trazer seu pai para a cidade grande. Porém, Willis se recusa a quebrar diversos preconceitos, incluindo lidar com a orientação sexual do filho.

The Perfect Candidate

DIA 29/07

A CANDIDATA PERFEITA

(The Perfect Candidate, 2019, Alemanha, Arábia Saudita, 112 minutos, de Haifaa Al Mansour). Em uma pequena cidade saudita, a jovem médica Maryam Alsafan (Nora Al Awadh) decide se candidatar às eleições municipais com o objetivo de trazer melhorias para a clínica onde trabalha. Entretanto, ela terá que lidar com seu impacto na cultura conservadora do local, que afetará não só a ela, mas também a sua família. Indicado ao Leão de Ouro no Festival de Veneza.

Ete 85

DIA 30/07

VERÃO DE 85

(Ete 85, 2020, Bélgica, França, 90 minutos, de François Ozon). Em um verão na década de 80, Alexis (Félix Lefebvre) comemora seu aniversário de 16 anos no mar da costa da Normandia, quando é heroicamente salvo pelo jovem David (Benjamin Voisin). Os dois rapidamente desenvolvem uma amizade que transforma a vida de Alexis em diversos assuntos da vida, como arte, amizade e orientação sexual.

La Nuit des rois

DIA 31/07

NOITE DE REIS

(La Nuit des rois, 2020, Canadá, Costa Do Marfim, França, Senegal, 93 minutos, de Philippe Lacôte). Um jovem criminoso (Bakary Koné) é transferido para “La Maca”, uma prisão na Costa do Marfim totalmente dominada por seus prisioneiros. Lá, prestes a surgir a Lua Vermelha no céu, o governante dos detentos (Steve Tientcheu) submete o rapaz recém-chegado a um ritual. Para sobreviver, ele deve contar uma história que vai da noite ao amanhecer.

Tudo Sobre a Edição Especial do Festival do Rio 2021 no Telecine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *