Tudo Sobre a Mostra Recine 2021

Com a temática A Memória do Cinema Brasileiro, programação exibe 200 obras audiovisuais de 30 de setembro a 13 de outubro

Por Redação

O RECINE, Festival de Cinema de Arquivo, muda de gênero em 2021 para mostra, que evoca a essência da Memória do Cinema Brasileiro, trazendo homenagens de mestres e responsáveis em fomentar nosso audiovisual. A citação de que um povo sem memória é um povo sem identidade prova a importância da sétima arte em preservar estéticas, narrativas, tentativas e épocas brasileiras. E o cineasta, produtor e agitador cultural Cavi Borges sabe bem disso quando assinou a curadoria da RECINE 2021. O tom impresso é de urgência, de impulsividade, de querer orgânico, de cinefilia entranhada. Cavi também tem a plena noção de que é impossível atuar sua paixão sem a radicalidade nas escolhas agregadas. De uniões homenagens e de não permitir que nenhuma lembrança fique de fora. A RECINE 2021 realiza-se sem nenhum patrocínio. Apenas (e já é mais que muito) por seus parceiros também apaixonados, como o Vertentes do Cinema, Estação Net Rio e o site norteamericano Cine Limite.

Na sua 19° edição, que comemora Bodas de Água-Marinha, a RECINE acontecerá de 30 de setembro a 13 de outubro de forma online (plataforma no vimeo.com/recine2021, no site vertentesdocinema.com, no site cinelimite.com e na plataforma vimeo.com/vertentesdocinema) e presencial no Cinema Estação Net Rio, em Botafogo, Rio de Janeiro. A sessão de abertura será dia 30 de setembro, no mesmo dia da inauguração da loja Cavideo, da exposição e mostra do diretor Neville D’Almeida, além de performances e lançamento de livros.

O início do evento será às 18h e a sessão às 21h no Estação Net Rio, com curtas de todos diretores homenageados. O livro do Geraldo Veloso será lançado também no dia 30 e um site-livro do Carlos Alberto Mattos site-livro Paisagens do Fim dia 04/10, às 16 horas. Haverá também uma Live sobre o Processo Criativo de Marcelo Ikeda, dia 05/10, às 16:30. As lives acontecem no Youtube do Vertentes do Cinema.


LIVE OFICIAL DE ABERTURA

A live de abertura da RECINE 2021 acontece nesta quarta, dia 29/09, às 16:00. E a Mostra Vertentes da Memória já começa 00:01 desta quinta-feira.

Recine 2021

A Cavideo também se muda definitivamente da Cobal do Humaitá e abre um novo espaço no Espaço Estação/Cavideo no Estação Net Rio, uma loja de cinema (com dvds, blu-ray, livros, trilhas de filmes, cartazes e muitas outras novidades também do Vertentes do Cinema) e espaço cultural, seguindo o mesmo modelo do Espaço Cultural Cavideo nas Casas Casadas.


EXPOSIÇÃO COSMOVILLE: NEVILLE LADO B

Recine 2021

A Mostra RECINE 2021 realizará a Exposição “COSMOVILLE: NEVILLE LADO B” com uma série de filmes raros e praticamente inéditos do grande Neville D’Almeida. A partir do dia 30 de setembro na plataforma Vimeo do RECINE e no Estação Net Rio. A mostra “NEVILLE LADO B”  tem curadoria de Cavi Borges e Igor Nolasco e a exposição a curadoria de Cavi Borges e Rodrigo Fonseca. “Mangue Bangue”, “New York Anos 70” (em parceria com Hélio Oiticica), “O Bem Aventurado”, “Hoje é Dia de Rock”, “Jardim de Guerra”, “Cosmococas”, “Maksuara”, “O Poder Negro”, “Redenção”, entre outros curtas e video-artes.


MOSTRA VERTENTES DA MEMÓRIA

(clique AQUI ou na foto e leia tudo)

Recine 2021 Mostra Vertentes da Memoria


HOMENAGENS

Recine 2021

Com a temática “A MEMÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO”  serão realizadas várias homenagens e retrospectivas de cineastas: MILENA MANFREDINI, FÁBIO BARRETO, DANIELA BROITMAN, VICENTE DUQUE ESTRADA, o cartunista OTA (Otacílio Costa d’Assunção Barros), MIS – Museu da Imagem e do Som, CULTNE – Canal de Filmes da Cultura Negra, além de NEVILLE D’ALMEIDA, e ainda:

OCTÁVIO III

A Recine 2021 apresenta a Retrospectiva Octávio III, uma homenagem ao ator, músico e produtor cultural, que nos deixou ano passado. Serão disponibilizados 20 Filmes, entre curtas e longas-metragens, onde Octávio trabalhou atuando e performando: “O Signo Do Caos”, ” Os Príncipes”, “Quebranto”, ” Amaxon”, ” A Balada Do Provisório”, “Djalioh”, “Paixão E Virtude”, “Boa Noite Cinderela”, “O Obsessor”, “A Forma Do Vazio”, ” O Filme Da Montagem”, “Fausto De Octávio III”, “Benjamin Zambraia”, entre Outros. A Curadoria dessa Mostra é do realizador Felipe Cataldo com colaboração de João Lanari Bo.

BEBETO ABRANTES

Uma das novidades dentro da programação da Recine 2021 é a Mostra completa dos filmes do documentarista Bebeto Abrantes. Pela primeira vez, o cineasta tem sua obra reunida em um único evento, o que dá uma inédita medida de sua bem sucedida trajetória de diretor. “TV – quem faz, quem vê” (2000), “As Batidas do Samba” (2011), “Caminho do Mar” (2017) são alguns dos 10 filmes que estarão disponíveis online, pelo período de 30 de setembro a 13 de outubro próximos. Dois destaques recentes de sua obra, “Me Cuidem-se” e “You Tubers”, dirigidos, respectivamente, com Cavi Borges e Sandra Werneck, serão exibidos presencialmente, em uma das salas do Estação Net, nos dias 04/10 e 09/10, sempre as 19 horas.

FABIANO CANOSA

“Uma das figuras mais importantes do cinema brasileiro e um verdadeiro fio condutor entre realizadores, cinéfilos, curadores, programadores e amantes da sétima arte.”, declara Cavi.

GERALDO VELOSO

“A mostra homenageará o querido e saudoso Geraldo Veloso. Vamos exibir o curta-metragem “Toda memória das Minas”, o longa “Perdidos e malditos” e o episódio inédito com Geraldo da série “Material Bruto”. Além disso, vamos relançar seu livro “O Cinema Através de Mim” no dia 30 de setembro na abertura do Festival no Estação Net Rio.”, declara Cavi.

EUNICE GUTMAN

Outra homenageada será a grande diretora e montadora EUNICE GUTMAN, pioneira na realização de filmes com temáticas feministas e politicas do cinema brasileiro, com uma retrospectiva com 10 de seus filmes documentais além também de alguns filmes onde foi montadora.

CARLOS HUGO CRISTENSEN

Um Deles Será Carlos Hugo Cristensen. Com 11 Filmes da sua fase brasileira: “Meus Amores No Rio”, “Amor Para Três”, “Viagem Aos Seios De Duília”, “Crônica Da Cidade Amada”, “O Menino E O Vento” , “Anjos E Demônios” , “Uma Pantera Em Minha Cama” , “Enigma Para Demônios”, “A Mulher Do Desejo”, “A Morte Transparente” e “A Intrusa”.

OLNEY SÃO PAULO

O baiano Olney São Paulo será outro homenageado. Serão apresentados seus Filmes: “Grito Da Terra”, “Dias De Erê”, “Manhã Cinzenta” e “Ciganos Do Nordeste”. Além do documentário de Henrique Dantas sobre Olney “Sinais De Cinza”.

RONALD MONTEIRO

Ronald F. Monteiro formou-se em direito pela PUC-RJ, mas não exerceu a profissão. Durante 40 anos assinou críticas em jornais como “Correio da Manhã”, “Jornal do Brasil” e “Tribuna da Imprensa”. Vários de seus trabalhos foram publicados no exterior. Criador e editor do “Guia de filmes”, Ronald dedicou-se também ao ensino, ministrando cursos livres na Cinemateca do MAM, de onde também foi, como apaixonado pela pesquisa, curador e responsável pelo acervo de papel. Foi fundador e presidente da Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro.

Recine 2021


LANÇAMENTO DO SITE-LIVRO “PAISAGENS DO FIM”

Dentro da programação da RECINE 2021, o crítico e pesquisador de cinema Carlos Alberto Mattos (do blog carmattos.com) vai lançar online o seu site-livro “PAISAGENS DO FIM – Cenários reais pós-catástrofe no cinema de ficção”. A live de lançamento será na segunda-feira, 4 de outubro, às 16 horas, no canal Youtube Vertentes do Cinema.

Abordando desde filmes rodados durante a I Guerra Mundial até títulos recentes, o site-livro examina o tratamento dramatúrgico de cenários devastados por guerras, desastres naturais, acidentes nucleares, construção e destruição de barragens, etc. As “paisagens do fim” podem se referir a seus próprios momentos históricos ou serem agenciadas para outros significados puramente ficcionais.

A pesquisa cobriu obras de cineastas como David W. Griffith, Abel Gance, John Huston, Roberto Rossellini, Billy Wilder, Chris Marker, Abbas Kiarostami, Volker Schlöndorff, Andrei Takovski, Spike Lee, Sion Sono, Jia Zhang-ke e Walter Salles, entre outros.

O site-livro reúne textos, fotos e trechos de filmes, além de remeter a outros trabalhos que tratam do mesmo tema. O estudo abrange a íntima relação do cinema com a ideia de catástrofe e a fascinação que as ruínas exercem sobre as artes desde o Renascimento.

PROGRAME-SE E ASSISTA AQUI


PROGRAMAÇÃO PRESENCIAL NO ESTAÇÃO NET RIO

Ney - À Flor da Pele

QUINTA – 30 DE SETEMBRO – SALA 2

18:00 – Inauguração do Espaço Estação/Cavideo

19:00 – Inauguração da Exposição “Cosmoville: Neville d’Almeida Lado B”

21:00 – Sessão de abertura (com curtas dos homenageados)

“MATERIAL BRUTO – Geraldo Veloso” – dir: Cavi Borges e Sérgio Gag

“VIVA CANOSA! ” dir: Cavi Borges e Brunno Rodrigues

“MANHÃ CINZENTA” – dir: Olney São Paulo

“CINEMA É DROPS” – dir: Aline Castella

“JOÃO POR INEZ” – dir: Bebeto Abrantes

“AS SETE MARAVILHAS DO RIO DE JANEIRO” – dir: Carmem Santos

SEXTA – 01 DE OUTUBRO – SALA 2

19:00“NEY À FLOR DA PELE” (2021) – Documentário – 72 minutos – dir: Felipe Nepumuceno – MAIS INFORMAÇÕES E CRÍTICA AQUI

(Homenagem aos 80 anos de Ney Matogrosso). Documentário sobre a trajetória artística de Ney Matogrosso a partir de suas canções. Enquanto Ney Matogrosso é conhecido por sua versatilidade provocadora, o documentário de Nepomuceno acaba traçando um certo percurso musical a partir de canções do artista. É mais um recorte parcial que uma análise da obra, ou mesmo uma biografia. Como uma singela homenagem ao grande performer/artista/cantor brasileiro, funciona momentaneamente, já que não é fácil fugir da cantoria à cada nova canção que aparece no projeto.

SÁBADO – 02 DE OUTUBRO – SALA 2

19:00“DEPOIS DO VENDAVAL” (2021) – Documentário – dir: José Carlos Asbeg, Luiz Arnaldo campos e Sérgio Péo – MAIS INFORMAÇÕES E CRÍTICA AQUI

Inventário político-amoroso dos anos 1978-1980, período marcante da História recente do Brasil, quando irromperam no cenário nacional uma série de manifestações: as greves operárias do ABC paulista, a campanha pela anistia aos presos políticos, a refundação da UNE. Fatos que mudaram radicalmente o país e marcaram o início da democratização do Brasil.

Também será exibido “Rocinha 77”, de Sérgio Péo, na Mostra Vertentes do Memória, durante 24 horas no dia 11/10, no site Vertentes do Cinema.

DOMINGO – 03 DE OUTUBRO – SALA 2

19:00“ANTENA DA RAÇA” (2021) – Documentário – dir: Paloma Rocha e Luis Abramo – MAIS INFORMAÇÕES E CRÍTICA AQUI

No final de 70, Glauber estava à frente do “Abertura” e suas falas, obras cinematográficas e textos, são parte fundamental da construção do Brasil, político, social. E o debate para o atual país, segue. O filme de Paloma Rocha e Luís Abramo é uma homenagem ao profeta e à televisão brasileira e sua “Abertura”, é o monumento dialético da misancene (como Glauber chamava) brasileira. O séc.XX e o início do séc.XXI em transa constante, atravessados pela compreensão das razões do nosso subdesenvolvimento. É o terceyro mundo em consonância de ações políticas dependentes e frágeis.

SEGUNDA – 04 DE OUTUBRO – SALA 2

19:00“ME CUIDEM-SE!” (2021) – Documentário – dir: Bebeto Abrantes e Cavi Borges – MAIS INFORMAÇÕES E CRÍTICA AQUI

É possível rodar um documentário sem encontros presenciais? Este foi o desafio de “Me cuidem-se!”, dos diretores Bebeto Abrantes e Cavi Borges. Para este filme-processo, como a dupla define a obra, foram convidadas oito pessoas para registrarem em vídeo suas rotinas durante o período de isolamento social, em função da pandemia do COVID-19. O cinema respondeu rápido às demandas artísticas, criando a estética da quarentena logo em seus primeiros meses com os seis curtas-metragens pioneiros da série “Me Cuidem-Se! – Um Filme-Processo”, de Bebeto Abrantes e Cavi Borges. O que os realizadores brasileiros fizeram foi muito mais do que uma simples obra documental de subjetivação substitutiva.

TERÇA – 05 DE OUTUBRO – SALA 2

19:00“BENJAMIM ZAMBRAIA E O AUTOPANÓPTICO” (2021) – Ficção – dir: Felipe Cataldo – MAIS INFORMAÇÕES E CRÍTICA AQUI

HOMENAGEM OCTÁVIO TERCEIRO. Benjamim Zambraia é um jovem beberrão que vagueia pela cidade e é tratado ora com mimos, ora com porrada pelos pais (Helena Ignez e Octávio III). Como no livro do Chico, o rapaz é obcecado por uma grande pedra.

QUARTA – 06 DE OUTUBRO – SALA 2

19:00 – “ASTERÓIDES” (2022) – Documentário – dir: Vicente Duque Estrada – CRÍTICA EM BREVE

QUINTA – 07 DE OUTUBRO – SALA 2

19:00SESSÃO CINEMA DE RUA: CINÉFILOS & CINEMEIROS

Com Curadoria de Christian Jafas. 81 minutos.

“ARROZ, FEIJÃO E CINEMA” (2020), dir: Léo Barros – 20 min – Rio de Janeiro/RJ

“CINEMA É DROPS” (2021), dir: Aline Castella – 16 min Petrópolis/RJ

“COLEÇÃO PRECIOSA” (2021), dir: Rayssa Coelho e Filipe Gama – 15 min – Vitória da Conquista/BA

“O COLECIONADOR” (2020), dir: Christian Jafas, Felipe Davson, Tiago Quintes e Vinícius Carvalho – 15 min – Niterói/RJ

“CINE GUARANI” (2021), dir: Luiz Claudio Motta Lima e Léo Barros – 15 min – Rio de Janeiro/RJ

“O ESPLENDOR DO SUBÚRBIO” (2021) de Luiz Claudio Motta Lima – 9 min – Rio de Janeiro/RJ

SEXTA – 08 DE OUTUBRO – SALA 2

19:00“DORIVAL CAYMMI – UM HOMEM DE AFETOS” (2019) – Documentário – dir: Daniela Broitman – MAIS INFORMAÇÕES E CRÍTICA AQUI

Dirigido por Daniela Broitman, o documentário busca resgatar algumas memórias do cantor, recolher depoimentos da família e de cantores amigos. Não trata-se de uma biografia exatamente, muito menos de um levantamento de importância histórica, mas sim acerca da pessoa por trás da música. Encantador é um adjetivo pífio na descrição de Dorival, carismático é eufemismo, a brasilidade que ele emana é divina.

SÁBADO – 09 DE OUTUBRO – SALA 2

19:00“YOU TUBERS” (2021) – Documentário – dir: Bebeto Abrantes e Sandra Werneck – MAIS INFORMAÇÕES E CRÍTICA AQUI

O documentário “You Tubers” acompanha a rotina de quatro atuantes influenciadores digitais da atualidade — Jout Jout, Bispo Arnaldo, Rita Von Hunty e Spartakus —, pessoas comuns que arrebataram um enorme público através da internet, usando o como ferramenta o audiovisual. Acompanhando suas rotinas, bastidores e através de depoimentos de seus amigos e familiares, é possível conhecer as trajetórias destas novas celebridades e compreender melhor um novo universo construído através das redes sociais.

DOMINGO – 10 DE OUTUBRO – SALA 2

19:00HOMENAGEM MILENA MANFREDINI (CURTAS) + SESSÃO MILENA CONVIDA (CURTAS)

SEGUNDA – 11 DE OUTUBRO – SALA 2

19:00“DE CABRAL A GEORGE FLOYD – ONDE ARDE O FOGO SAGRADO DE LIBERDADE” (2021) – Documentário – dir: Paulinho Sacramento – MAIS INFORMAÇÕES E CRÍTICA AQUI

Através de recortes de depoimentos históricos, intervenções poéticas e musicais, debates, entrevistas, matérias jornalísticas, animação e relatos importantes de diversas personalidades negras do mundo, o filme traça uma linha narrativa entre a construção do racismo no Brasil e nos Estados Unidos, tendo como base a invasão europeia no país, a violência policial, o genocídio do provo negro, o massacre dos povos indígenas, a violência religiosa, a criminalização do funk, o racismo estrutural na arte e na educação, a importância da política de cotas e a necessidade de uma urgente reparação histórica como compromisso do estado brasileiro ao povo negro.

TERÇA – 12 DE OUTUBRO – SALA 2

19:00“EM BUSCA DE CARLOS ZÉFIRO” (2021) – Documentário – dir: Silvio Tendler – MAIS INFORMAÇÕES E CRÍTICA AQUI

Esta versão sem cortes é inédita, porque as cenas de sexo foram cortadas quando o filme passou no Canal Curta!

Como uma crônica dos subterrâneos do amor e dos desejos do corpo, as revistinhas em quadrinhos vendidas de forma clandestina em bancas de jornal nos anos 1950 e 60 sob o pseudônimo de Carlos Zéfiro romperam com os limites do erotismo e revelaram as entranhas de uma sociedade moralista nas aparências e permissiva por debaixo dos panos. O documentário aborda a relevância dessas publicações para a sexualidade de gerações que se formaram em tempos onde comercialização de obras pornográficas era considerada crime. Distribuídas por todo o país, alimentaram os desejos reprimidos e foram responsáveis por apresentar aos jovens e até aos adultos o mundo do sexo. Eram tempos em que os mistérios da anatomia eram desvendados com bastante pudor e não havia aulas sobre sexo. Com um traço inconfundível e um estilo narrativo marcante, os quadrinhos de Carlos Zéfiro eram os mais pedidos pelos clientes e também os mais imitados pelos concorrentes. “Em busca de Carlos Zéfiro” nos leva ao seu autor, um pacato funcionário público, e a um dos mais bem guardados segredos do mercado editorial, que só foi desvendado nos anos 1990.

QUARTA – 13 DE OUTUBRO – SALA 2

19:00“CAMERATA JOVEM – CONDUZINDO SONHOS À REALIDADE” (2021) – Documentário – dir: Marcio Ribeiro – MAIS INFORMAÇÕES E CRÍTICA AQUI 

Após a sessão, haverá um pocket show (aproximadamente 25 minutos) com os músicos na própria sala do cinema. 

O filme um caso de documentário com boas intenções formalizadas por uma linguagem que não consegue se distanciar da padronização institucional. A questão interna da obra, parte para a exposição do coletivo e da importância da prática musical para cada um daqueles jovens. Inicialmente, quando a apresentação é feita em planos rápidos, com detalhes e a música de fundo, a coisa toda já se apresenta em uma base institucional para o espectador, contudo quando passa a traçar as particularidades dos músicos e de suas regiões de moradias, o filme ganha um corpo distinto que aloca um tom político imediato na projeção.

21:00“MÁQUINA DO DESEJO – 60 ANOS DO TEATRO OFICINA” (2021) – Documentário – dir: Joaquim Castro e Lucas Weglinski – MAIS INFORMAÇÕES E CRÍTICA AQUI

Em seis décadas, o Teatro Oficina fez mais que revolucionar a linguagem teatral no país: a influência estética da companhia de José Celso Martinez Corrêa estende-se do Tropicalismo à renovação das linguagens audiovisuais brasileiras a partir dos anos 1960. O filme revisita uma história que envolve personalidades como Caetano Veloso, Glauber Rocha, Lina Bo Bardi, Chico Buarque e Zé do Caixão, aproxima arte cênica, ecologia, arquitetura e sexualidade, e mistura arte e vida na busca de uma linguagem verdadeiramente brasileira.


ESTAÇÃO OCUPADA

O cinema Estação NET Rio (Botafogo) será ocupado em toda a sua extensão. Trata-se do projeto “Estação Ocupada”, que integra a programação da RECINE 2021, dirigido pelo cineasta Cavi Borges.

Do dia 30 de setembro à 13 de outubro, além das sessões previstas para o Festival, a Cia Gente e diversos convidados protagonizam uma ação mais ampla contemplando diversas expressões artísticas. Servindo como uma forma de retorno às atividades presenciais da Companhia (que completou 9 anos em 2021), a Ocupação tem como eixo curatorial o uso das estações do ano de modo cíclico, totalizando 5 marcos (Verão, Outono, Inverno, Primavera e Verão).

Tratando-se especificamente das ações presenciais,  1) Espaço externo, localizado no hall/café; 2) Espaço interno, situado no interior das salas de cinema.

As ações externas são todas gratuitas e ocorrem sempre a partir das 18:40 e as ações internas, às 19h, sendo classificação e ingresso das salas necessárias de consulta à programação do Festival. A apresentação da Ocupação será do MC Slow DaBF e a produção de Paula Lopes.  


EXPOSIÇÃO ISABEL PARANHOS – ARTE E FIGURINO

Recine 2021

ISABEL PARANHOS é diretora de arte e figurinista, tendo feito filmes como “O homem da Capa Preta”, de Sérgio Resende e “O Quatrilho”, de Fábio Barreto. É também artista plástica e nessa exposição estarão desenhos, colagens e porcelanas.
Na exposição que começa dia 01 de outubro, às 18h, no Estação Net Rio, também será possível ver alguns dos figurinos do filme “O Quatrilho” ao vivo.


LANÇAMENTO ONLINE DA SÉRIE INÉDITA “MATERIAL BRUTO – A MEMÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO”

Material Bruto Recine 2021

A RECINE 2021 lança com exclusividade a série “MATERIAL BRUTO – A MEMÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO”. Criada a partir do material bruto de filmagens anteriores não utilizadas de outros projetos. Com entrevistas inéditas de mestres do cinema brasileiro. Uma coprodução entre a CAVIDEO e a DGT FILMES. A primeira temporada tem 10 episódios e mostrará depoimentos de  mestres do cinema nacional sobre seus processos criativos e seus filmes. Estará disponível a partir do dia 1 de outubro disponível no canal do Vimeo da RECINE 2021.


NO CINELIMITE

Recine 2021 Cinelimite Recine 2021 Cinelimite

CINELIMITE é uma organização de arte e mídia sem fins lucrativos com sede em Nova York, dedicada à exibição do cinema brasileiro e à promoção do intercâmbio cultural entre os EUA e o Brasil. Assista no site: http://cinelimite.com/

Banido! Censurado! Cinema Latino Americano Radical & Revolucionário!
O Cinelimite está emocionada por fazer parceria com Cavi Borges e REcine-Festival Internacional de Cinema de Arquivo para apresentar a 1968 obra prima de Neville d ‘ Almeida, “Jardim de Guerra”. Esta apresentação especial conta com a participação de Laura Batitucci, que entrevistou Neville sobre o filme, um novo artigo de Igor Nolasco, e uma nova tradução de Gustavo Menezes. De 1 a 14 de outubro na Cinelimite. Tornado possível graças ao REcine International Archive Film Festival.

OFICINA LEIA O FILME, VEJA O LIVRO

Recine 2021

uma reflexão sobre a empreitada de transpor uma obra para outra linguagem. Começamos com as dificuldades da adaptação literária, passamos pela fotografia e terminamos com uma reflexão sobre os usos possíveis de arquivos para filmes ficcionais. Nos dias: 5 e 6 de outubro, de 10h às 12h. 

O CINEDUC é uma entidade sem fins lucrativos que se dedica a ações no âmbito de Cinema e Educação desde 1970. Por ter sido pioneira no trabalho com crianças, jovens e educadores para o entendimento da linguagem cinematográfica, o Cineduc atuou em todos os segmentos que se mostraram necessários, como a formação, com cursos e oficinas; a produção de ideias e conhecimento, com pesquisas, publicações e palestras; a exibição, através de projetos e festivais.

BETE BULLARA

Formada em Cinema pela Universidade Federal Fluminense. Jornalista e fotógrafa. Atual Secretária Executiva do CINEDUC, onde trabalha desde 1975. Participa de cursos para crianças e adolescentes, treinamento de professores, criação de materiais didáticos, publicações, mesas redondas, palestras, curadoria de festivais e consultorias.
Ações mais recentes: Festival do Rio – curadoria e coordenação de produção da Mostra Geração (2008 a 2021); Oficinas e curadoria da mostra infantil na Mostra de Gostoso (2013 a 2019); Oficinas na Mostra de Tiradentes (2004 a 2019); Coordenação e oficinas no Projeto Amazônia das Palavras, realizado em 8 cidades nos rios Negro, Amazonas e Madeira (2019 a 2021); Oficina para professores no Festival Primeiro Plano (MG 2019); Júri do FRICINE (2019); Mesa redonda no Festival comKids (2019); Mesa redonda na Mostra de Cinema Ecofalante (2018). Durante 2020/2021 realizou 2 oficinas 0nline Mostra de Audiovisual de Petrópolis e FRICINE e mediação de lives e debates na Mostra Cineamazônia.

Coautora do livro Cinema: uma janela mágica, com Marialva Monteiro (3ª edição UFMG); Participação como roteirista e produtora no programa Olho Mágico (TV Educativa); Roteiro e produção e vários vídeos e filmes de curta-metragem.

MARIALVA MONTEIRO

Graduada em Filosofia pela PUC-RJ e Mestre em Filosofia da Educação pela FGV-RJ. Fundadora e atual presidente do Cineduc, entidade que trabalha há 50 anos com o uso da linguagem audiovisual no processo educativo.

Coautora do livro Cinema: uma janela mágica, com Bete Bullara, sobre linguagem cinematográfica, destinado a jovens, (terceira edição em 2015). Coordenou a realização do vídeo didático Cinema para Todos (50 min) sobre a linguagem cinematográfica com patrocínio do Fundo Nacional de Cultural com distribuição gratuita para universidades e centros culturais e o programa Olho Mágico, veiculado pela TV Educativa. Escreveu o argumento e acompanhou a produção da série A Trama do Olhar, Para o programa TV Escola.

Participou como jurada em vários festivais infanto-juvenis na América Latina (Bolívia, Venezuela, Uruguai, Argentina), na Europa (Bulgária, Polônia, França, Rússia) e Índia. Jurada e curadora da seleção de curtas do FECIBA – Festival de Cinema Baiano em Ilhéus, BA de 2013/16.


LIVE PROCESSO CRIATIVO DE MARCELO IKEDA

Recine 2021 Marcelo Ikeda


EXPOSIÇÃO PRESENCIAL NAS CASAS CASADAS COM FOTOS E CARTAZES DOS FILMES DE NOILTON NUNES

Recine 2021


SERVIÇO

RECINE 2021

O Festival realizará atividades no Espaço Cultural Cavideo nas Casas Casadas em Laranjeiras, no Estação Net Rio em Botafogo, na plataforma online do RECINE e nos sites Vertentes do Cinema e no CINELIMITE.

A programação do Cinema no Estação Net Rio é presencial, paga e é OBRIGATÓRIO a apresentação do Caderneta-Atestado (Passaporte) de Vacinação, inclusive para o saguão.

Endereço:
Rua Voluntários da Pátria, 35 – Botafogo, Rio de Janeiro – RJ

Lotação:

Sala 2: 78 poltronas – 1 cadeirante

Ingressos:

Seg/Ter/Quarta: R$30,00 | R$15,00
Qui a Dom: R$38,00 | R$19,00

Programação Online e Gratuita:

Vimeo Recine 2021: https://vimeo.com/recine2021

Site Vertentes do Cinema: https://vertentesdocinema.com/

Site Cinelimite: https://www.cinelimite.com/

Vimeo Vertentes do Cinema: https://vimeo.com/vertentesdocinema

Além das exposições e mostras.

O Festival é uma realização da CAVIDEO e do site VERTENTES DO CINEMA e conta com o apoio e parceria do CIRCUITO ESTAÇÃO NET DE CINEMA. e do site americano LIMITE.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *