Os Melhores do Vertentes: Top 10 de Fabricio Duque

Facebook
Twitter
WhatsApp
Pinterest
LinkedIn


Trilha-sonora que marcou o ano de 2018 e que embala esta lista de Melhores:

“A Menina Dança”, dos Novos Baianos



TOP 10 Melhor Longa-Metragem


“Projeto Flórida”, de Sean S. Baker
Justificativa: Um filme que deve fincar lugar na lista dos dez melhores filmes de todos os tempos.

“Me Chame Pelo Seu Nome”, de Luca Guadagnino
Justificativa: Um filme que conduz o espectador pelo naturalismo das emoções humanas.

“Corpo e Alma”, de Ildikó Enyedi
Justificativa: A melhor definição das metáforas surreais.

“Sueño Florianópolis”, de Ana Katz
Justificativa: Vem chegando e não sai mais.

“The Square”, de Ruben Östlund
Justificativa: Uma experiência visceralmente libertária e confrontadora.

“Híbridos, Os Espíritos do Brasil”, de Vincent Moon, Priscilla Telmon
Justificativa: É assim que um documentário deve ser.

“Custódia”, de Xavier Legrand
Justificativa: A maestria da tensão sem manipulações.

“Salto no Vazio”, de Patricia Niedermeier e Cavi Borges
Justificativa: Um filme que representa a própria vida de cada um de nós.

“O Beijo no Asfalto”, de Murilo Benício
Justificativa: A forma que encanta.

“Verão 1993”, de Carla Simón
Justificativa: Cotidianos que viciam o público.


Menções Honrosas


“Benzinho”, de Gustavo Pizzi
“Canastra Suja”, de Caio Soh
“Hilda Hilst Pede Contato”, de Gabriela Greeb
“Henfil”, de Angela Zoe
“A Excêntrica Família de Gaspard”, de Antony Cordier

Posts Relacionados

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *