Tudo Sobre a III Semana Vertentes Online de Curtas

A terceira edição exibe um curta-metragem por dia de 09 a 15 de julho de 2020 no site Vertentes do Cinema e conversa com os diretores em Live no Instagram

Por Redação

120 dias em confinamento social e solidário. Nestes quatro meses, o Vertentes do Cinema buscou ajudou com duas edições da SEMANA VERTENTES ONLINE DE CURTAS-METRAGENS, com a exibição de quinze filmes e conversas sobre as obras. A terceira edição estreia no dia 09/07 e a mostra segue até 15/07.

Será exibido um curta-metragem brasileiro por dia na página principal do Vertentes do Cinema, sempre começando 00:01 até 23:59, por 24 horas. O objetivo é promover e divulgar obras conceituadas de realizadores brasileiros.

Se analisarmos historicamente, perceberemos que a duração de uma obra cinematográfica é irrelevante se a historia for bem contada e executada. O Dicionário Houaiss define curta-metragem como “filme com duração de até 30 minutos, de intenção estética, informativa, educacional ou publicitária, geralmente exibido como complemento de um programa cinematográfico”. Sim, mas também não apenas isso. Curta-metragem é uma forma de exercitar a linguagem e a ideia. E que, em muitos casos, o conceito só funciona se for assim. E desse jeito.

Na primeira edição da Semana Vertentes Online foram exibidos oito curtas, de diferentes temáticas, gêneros e narrativas. A segunda edição exibiu sete curtas e sete Lives. Dessa vez, a mostra conservará os requisitos das anteriores.

Todos os dias, às 18:00 no Instagram do @vertentesdocinema, haverá um LIVE com os diretores, diretoras e idealizadores dos curtas exibidos. Após uma semana, todas as LIVE serão disponibilizadas no site Vertentes do Cinema.

A III SEMANA VERTENTES DE CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS chega agora com força total e com uma curadoria mais independente, visto que muitos dos filmes foram realizados em 35mm e 16mm e transpostos ao digital, como é o caso dos curtas de Petrus Cariry, Frederico Machado e Lino Meireles.

A SVO 3 (aos mais íntimos SEMANA VERTENTES ONLINE), como já foi dito, mas não é sempre bom reiterar, acontece de MEIA-NOITE E UM do dia 09/07 até 23:59 do dia 15/07. A mostra é totalmente gratuita, inclusiva e aberta ao público.

A PROGRAMAÇÃO COMPLETA

DIA 09/07 – QUINTA – 00:01 – SESSÃO DE ABERTURA

A MONTANHA MÁGICA

(2009, Brasil, Ceará, 35mm, Dolby Digital, 13 minutos, de Petrus Cariry, CRÍTICA AQUI). De tanto se divertir lá em cima, ele caiu, quinze metros, faltou ar! Quais são os limites entre a realidade e ficção? Eu gostaria de lembrar um pouco mais. Um olhar sobre a infância. Direção de Fotografia: Ivo Lopes Araújo. Produção Executiva: Bárbara Cariry. Melhor Fotografia – CINE PE 2010.

LIVE, dia 10/07, às 19:30, no Instagram @vertentesdocinema com o realizador Petrus Cariry.

DIA 10/07 – SEXTA – 00:01

KAIRO

(2018, Brasil, São Paulo, DCP, 15 minutos, de Fábio Rodrigo, CRÍTICA AQUI). Em uma escola na periferia de São Paulo, a Assistente social Sônia precisa retirar o garoto Kairo, de nove anos, da sala de aula para ter uma conversa difícil. KAIRO é o segundo curta-metragem do diretor Fábio Rodrigo. Assistente de Direção: Luh Moreira; Direção de Fotografia: Felipe Poroger e Rodrigo Provazi Mesquita; Edição de Som: Fábio Baldo. Com Pedro Guilherme, Vaneza Oliveira, Samuel de Assis, Fernanda Viacava.

LIVE, às 18:00 no Instagram @vertentesdocinema com o realizador Fábio Rodrigo.

DIA 11/07 – SÁBADO – 00:01

PASSEIO

(2016, Brasil, Distrito Federal, Digital, 32 minutos, de Lino Meireles, CRÍTICA AQUI). Claudinho é um adolescente de 15 anos prestes a ter uma experiência com a qual sempre fantasiou — um dia de adulto. Ao encontrar Danilo, Ricardo e Zoeber, todos com mais de 30, ele parte para descobrir que a maturidade não é tudo aquilo que imaginou. Com  André Araújo, Daniel Villas Bôas, Gustavo Haeser, Larissa Sacramento, Marisol Ribeiro, Sérgio Sartório. Fotografia: André Lavenere. Montagem: Umberto Martins.

LIVE, às 18:00 no Instagram @vertentesdocinema com o realizador Lino Meireles.

DIA 12/07 – DOMINGO – 00:01

LITANIA DA VELHA

(1997, Brasil, Maranhão, 35mm, 17 minutos, de Frederico Machado, CRÍTICA AQUI). Último passeio de velha mendiga pela antiga São Luiz revelando o desamparo de ambas sob o signo de um tempo injusto. Com Aldo Leite, Miguel Veiga, Porfíria de Jesus Primeiro curta-metragem de Frederico Machado. É um dos poucos filmes realizados em 35mm em São Luís, MA. Premiado em diversos festivais nacionais e internacionais. Baseado numa poesia de Arlete Nogueira da Cruz e com narração do ator Othon Bastos (Deus e o Diabo na Terra do Sol e O Dragão da Maldade, ambos de Gláuber Rocha). Melhor Montagem no Festival de Guarnicê em 1997.

LIVE, às 18:00 no Instagram @vertentesdocinema com o realizador Frederico Machado.

DIA 13/07 – SEGUNDA – 00:01

PROTOCOLO SPIKES

(2017, Brasil, Rio de Janeiro, Digital, 9 minutos, de Pedro Tavares, CRÍTICA AQUI). A classe dominante abandonou a Terra, mas não sabe o que está por vir. Produção, Roteiro e Fotografia: Pedro Tavares.

LIVE, às 18:00 no Instagram @vertentesdocinema com o realizador Pedro Tavares.

DIA 14/07 – TERÇA – 00:01

O PEIXE

(2016, Brasil, Pernambuco, 16mm digitalizado em 2k, 37min, de Jonathas de Andrade, CRÍTICA AQUI). Uma vila de pescadores com o ritual de abraçar os peixes na hora de pescar. Um abraço limite – rito de passagem – onde o homem retoma sua condição de espécie e, olho no olho diante de sua presa, a acalma através de uma ambígua sequencia de gestos: afeto, solidariedade e violência. O sonho romântico da comunidade em harmonia com o seu entorno atesta a falta de conexão do homem da cidade com a natureza que está ao seu serviço. A naturalidade da dominação esconde a espinha dorsal desta relação, constituída pelo constante exercício da força, poder, devoração. Este filme foi realizado com um grupo de pescadores de Piaçabuçu e Coruripe, na foz do Rio São Francisco, encontro com o mar, entre Alagoas e Sergipe. Direção de fotografia: Pedro Urano. Montagem: Tita e Ricardo Pretti.

LIVE, às 18:00 no Instagram @vertentesdocinema com o Diretor de Fotografia Pedro Urano.

DIA 15/07 – QUARTA – 00:01 – SESSÃO DE ENCERRAMENTO

EU, SIDARTA

(2012, Brasil, Rio de Janeiro, Digital, 15 minutos, de Walter Daguerre, CRÍTICA AQUI). O filme foi totalmente captado por um Iphone. Livremente inspirado em Sidarta, de Hermann Hesse, o filme narra o fluxo de pensamento de um aspirante a cineasta em sua busca por encontrar seu caminho próprio como artista criador.

LIVE, às 18:00 no Instagram @vertentesdocinema com o realizador Walter Daguerre.


SERVIÇO

Mostra III Semana Vertentes Online de Curtas-Metragens Brasileiros

De 09/07 a 15/07

Horário: todo dia às 00:01 um novo filme

No site Vertentes do Cinema

vertentesdocinema.com

Gratuito.

LIVE: todo dia às 18h

No Instagram

@vertentesdocinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *