Revista da Semana | 19 de novembro de 2020

Estreias e Dicas desta quinta-feira

Por Redação

A Revista da Semana, em seu editorial, continua preocupado. A pandemia do Coronavírus está, novamente, com níveis crescentes de contaminações e mortes. Uma segunda onda se instaura um “novo” confinamento, visto que pessoas continuaram a viver suas vidas de forma normal, como se nada estivesse acontecendo. O negacionismo de muitos gera o aprisionamento de tantos outros. Praias, bares, igrejas, parques, festas (como a do LovePark no Aterro do Flamengo), cinemas, restaurantes, enfim, tudo reabriu não se importando com a extinção de vidas humanas. Um dos exemplos é o Festival Varilux de Cinema Francês que bateu o martelo e manteve o evento presencialmente nas salas de cinema de todo o Brasil. Imprudência ou necessidade? Será que temos que abrir mão de nossas vidas para salvar a economia? Estamos em guerra e no front. Seremos soldados heróis? Precisamos deixar de ser “maricas”? Somos covardes com essa “gripezinha”? Também não podemos negar, saber que um cinema está funcionando causa uma tentação muito grande. A solução à salubridade mental é se refugiar na cultura, na oferta insana de milhões de filmes e eventos online. Dicas imperdíveis como o seminário Na Real_Virtual Parte 2. E o Cabíria Festival – Mulheres e Audiovisual. Esta Revista continua a duas mãos. Um trabalho árduo que só quem entende o amor incondicional pela sétima arte pode compreender. Estreias nos cinemas, lançamento streaming, curtas-metragens, cobertura de festivais, Cineclube Recine, Programa Cinema em Conversas, e muito mais. Vamos lá! Boa leitura e ótimos filmes!

CURTA DA SEMANA

Preto no Branco

SESSÃO MÊS DA CONSCIÊNCIA NEGRA

PRETO NO BRANCO

ASSISTA AQUI (2017, Brasil, 15 minutos, de Valter Rege). Roberto Carlos, 20 anos, jovem negro, encerrou o expediente e corre, em frente ao shopping onde trabalha para não perder o ônibus. Essa é sua versão. Sem que se dê conta é abordado violentamente por dois policiais que o algema e o joga dentro da viatura. Na delegacia é informado de que foi acusado de ter roubado a bolsa de uma jovem, Isabella. Mais do que isso, ele será reconhecido pela mesma. A acusação de Isabella é tão firme e a alegação de inocência de Roberto Carlos é tão tocante, que a delegada Patrícia não arrisca nenhum parecer. Instala-se o embate: Roberto alega inocência e Isabella, a culpa dele. Quem fala a verdade? “Preto no Branco” é fruto do edital “ Curta Afirmativo para jovens produtores negros”.. Valter Rege, produz filmes desde os 14 anos, há 20 anos.

PRÓXIMO CURTA

SESSÃO MÊS DA CONSCIÊNCIA NEGRA

O XADREZ DAS CORES

(2004, Brasil, 21 minutos, de Marco Schiavon). Cida é negra, tem 40 anos e trabalha para Maria, uma velha de 80 anos, viúva e sem filhos, que é extremamente racista. A patroa tripudia sobre a empregada, que atura ser maltratada em silêncio, mas encontra uma forma de vingança em um jogo de xadrez. ESTREIA 26/11, 00:01.


EM CASA

Sem Seu Sangue

SEM SEU SANGUE

(2019, Brasil, 104 minutos, de Alice Furtado, CRÍTICA AQUI). Silvia é uma jovem que leva uma rotina apática, desinteressada pela escola e pela vida em casa. Os dias da garota se tornam agitados quando ela conhece Artur, skatista e poeta nas horas vagas, que foi expulso de várias escolas. Os dois têm uma conexão intensa e instantânea, mas a relação é interrompida quando o rapaz morre em um acidente. Desolada, Silvia tenta de todas as formas recuperar o namorado. Disponível na plataforma digital Netflix. 

WELCOME TO CHECHNYA

(2020, Estados Unidos, 107 minutos, de David France). O documentário nos leva para dentro do trabalho de um grupo clandestino de ativistas que enfrentam enormes riscos para resgatar vítimas LGBTQ da brutal campanha governamental da Chechênia. A república, que faz parte da federação russa, é um local onde a comunidade LGBTQ vive sob medo, ameaça de detenção, tortura e morte, ações que, na maioria das vezes, são cometidas pelas mãos das próprias autoridades. O amplo acesso a esse notável grupo de ativistas —da Rede LGBT Russa e do Centro Comunitário de Moscou para Iniciativas LGBTI+— e as imagens assustadoramente brutais de abuso trazem à tona as atrocidades pouco relatadas e os perigos de expô-las publicamente. Disponível para compra e locação nas plataformas Claro Now, Vivo Play, iTunes / Apple TV e Sky Play, e apenas para compra no Google Play e YouTube Filmes.


ESTREIAS NOS CINEMAS

 

MARIA LUIZA

(2019, Brasil, 80 minutos, de Marcelo Díaz, CRÍTICA AQUI). Maria Luiza da Silva é a primeira militar reconhecida como transexual na história das forças armadas brasileiras. Após 22 anos de trabalho como militar, foi aposentada por invalidez. O filme investiga as motivações para impedi-la de vestir a farda feminina e a sua trajetória de afirmação como mulher trans. “Maria Luiza” é um filme conceito, que vai além da simples “performance de gênero” (nas manifestações acadêmicas da filósofa feminista Judith Butler), tudo devido ao desenvolvimento de sua narrativa, que escolhe traduzir Maria Luiza da Silva pelos detalhes de seus objetos coletados (seus bibelôs) e pelas crenças mantidas (ainda católica praticante) e pelos gostos simples e idiossincráticos (aviação e a felicidade desmedida de tocar os pés na água do mar pela primeira vez).

CIDADE PÁSSARO

(2020, Brasil, 102 minutos, de Matias Mariani, CRÍTICA AQUI). O nigeriano Amadi (O.C. Ukeje) procura seu irmão Ikenna (Chukwudi Iwuji) na cidade de São Paulo. Aos poucos percebe que o supostamente bem sucedido professor de matemática inventou para sua família uma narrativa imaginária de sua vida no Brasil. Amadi descobre lentamente a verdade em uma missão pelo submundo da cidade. “Cidade Pássaro” é uma experiência que nos faz voar junto, com suas investigações-crônicas, imergindo nas dificuldades de estrangeiros imigrantes, que trazem as raízes em seus “corações e mentes”. Pode também ser um poema contemporâneo por enaltecer a diversidade do ser e do agir (de revolta, defesa e/ou resiliência). Ora forçando a mente a apagar a nova língua para preservar o passado.

The Witches

CONVENÇÃO DAS BRUXAS

(Roald Dahl’s The Witches, 2020, Estados Unidos, 106 minutos, de Robert Zemeckis, CRÍTICA AQUI). Conta a história do jovem órfão (Bruno) que em 1967, vai viver com a sua Avó (Spencer) numa cidade rural do Alabama, Demopolis. Quando o rapaz e a Avó encontram umas bruxas encantadoras, mas diabolicamente traiçoeiras, a avó decide levar o neto para um luxuoso resort à beira-mar. Infelizmente, estes chegam exatamente na mesma altura em que a Grande Bruxa-Mor (Hathaway) decide reunir-se com todas as suas amigas bruxas – disfarçadas – para executar os seus abomináveis planos.

Der Fall Collini

O CASO COLLINI

(Der Fall Collini, 2019, Alemanha, 118 minutos, de Marco Kreuzpaintner, CRÍTICA AQUI). Baseado no romance de Ferdinand von Schirach, o filme narra a história dramática de um jovem advogado chamado Caspar Leinen, que é incumbido de fazer a defesa obrigatória em um caso espetacular: há mais de 30 anos, o italiano Fabrizio Collini, que desde os anos 1970 trabalha de forma honesta na Alemanha, aparentemente, mata o respeitado industrial Hans Meyer (Manfred Zapatka ) em sua suíte de hotel em Berlim. “O Caso Collini” pode ser entendido como um “ação social” de seu diretor: de dizer que fez sua parte contra um das feridas, ainda abertas, de nossa trágica História.


TUDO SOBRE O CABÍRIA FESTIVAL MULHERES E AUDIOVISUAL 2020

(clique AQUI ou na foto e saiba tudo)


TUDO SOBRE O FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS 2020

(clique AQUI ou na foto e saiba tudo)


LIVE CURADORIA DO FESTIVAL DE BRASÍLIA DO CINEMA BRASILEIRO 2020


ACESSE O FESTIVAL CURTA CINEMA 2020

(clique AQUI ou na foto e saiba tudo acessando o site do festival)


Revista da Semana | 19 de novembro de 2020

CINEMA EM CONVERSAS #26: SEGUNDA TEMPORADA

NOVO HORÁRIO. Toda sexta-feira às 21:00 no youtube Lume Filmes Oficial e no youtube do Vertentes do Cinema tem o programa CINEMA EM CONVERSAS com Frederico Da Cruz Machado, Marco Fialho e Fabricio Duque. No dia 20/11 começa a SEGUNDA TEMPORADA com a vigésima primeira edição. Nós encontraremos UMBERTO D, de Vittorio De Sica.

Enquanto o programa inédito (e ao vivo) não começa, confira os anteriores da PRIMEIRA TEMPORADA:

#01: A HORA DO LOBO, de Ingmar Bergman 
#02: A LIBERDADE É AZUL, de Krzysztof Kieślowski
#03: QUERELLE, de 
Rainer Werner Fassbinder
#04: CIDADÃO KANE, de Orson Welles
#05: CLEO DE 5 AS 7, de Agnès Varda
#06: FAÇA A COISA CERTA, de Spike Lee
#07: AS DIABÓLICAS, de Henri-Georges Clouzot
#08: S. BERNARDO, de Leon Hirszman
#09: VELUDO AZUL, de David Lynch
#10: ASAS DO DESEJO, de Win Wenders
#11: VIVER, de Akira Kurosawa
#12: MORTE EM VENEZA, de Luchino Visconti
#13: QUANTO MAIS QUENTE MELHOR, de Billy Wilder
#14: O ANJO EXTERMINADOR, de Luis Buñuel
#15: PAISAGEM NA NEBLINA, de Théo Angelopoulos
#16: DANÇANDO NO ESCURO, de Lars von Trier
#17: A HORA DA ESTRELA, de Susana Amaral
#18: LANTERNAS VERMELHAS, de Zhāng Yìmóu
#19: ZERO DE CONDUTA, de Jean Vigo
#20: OITO DE MEIO, de Federico Fellini

SEGUNDA TEMPORADA

#21: NO TEMPO DAS DILIGÊNCIAS, de John Ford
#22: REPULSA AO SEXO, de Roman Polanski
#23: O SILÊNCIO, de Mohsen Makhmalbaf
#24: CORAÇÃO SATÂNICO, de Alan Parker
#25: TIO BOONMEE, QUE PODE RECORDAR SUAS VIDAS PASSADAS, de Apichatpong Weerasethakul

INSCREVA-SE YOUTUBE VERTENTES DO CINEMA

(clique AQUI ou na foto e fique conectado nas novidades)

CINECLUBE RECINE #14


ESPECIAL SUSANNA LIRA

(clique AQUI ou na foto e saiba tudo)


RELEMBRE A LIVE REABERTURA DOS CINEMAS: IMPRUDÊNCIA OU NECESSIDADE?


TUDO SOBRE O FESTIVAL MIX BRASIL 2020

(clique AQUI ou na foto e saiba tudo)


TUDO SOBRE O FESTIVAL CINEMA E TRANSCENDÊNCIA ONLINE 2020

(clique AQUI ou na foto e saiba tudo)


TUDO SOBRE NA REAL_VIRTUAL PARTE 2

(clique AQUI ou na foto e saiba tudo)


TUDO SOBRE A MOSTRA MACABRO – HORROR BRASILEIRO CONTEMPORÂNEO

(clique AQUI ou na foto e saiba tudo)

Revista da Semana | 19 de novembro de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *