Vida Invisivel

“A Vida Invisível” é o filme brasileiro selecionado para concorrer a uma vaga no Oscar® 2020

Longa de Karim Aïnouz está na disputa por um lugar na categoria Melhor Longa-Metragem Internacional

A Academia Brasileira de Cinema acaba de anunciar hoje, dia 27/08/2019), em coletiva na Cinemateca de São Paulo,   “A Vida Invisível”, dirigido por Karim Aïnouz,  como o filme brasileiro que irá concorrer a uma vaga entre os indicados ao Oscar de Melhor Longa-Metragem Internacional pela Academy of Motion Picture Arts and Sciences. O longa tem estreia marcada para 31 de outubro.

O comunicado aconteceu após uma reunião dos especialistas responsáveis pela seleção, formada por membros indicados pela Academia Brasileira de Cinema: Anna Muylaert (presidente); Amir Labaki; Sara Silveira; David Shurmann; Ilda Santiago; Mikael de AlbuquerqueVania CataniWalter Carvalho; Zelito Viana e na presença  de Jorge Peregrino, presidente da Academia.

O longa, coproduzido pelo Canal Brasil, que fala da invisibilidade dos mais variados tipos de violência sofridos por mulheres, foi selecionado entre uma lista de 12 concorrentes e, agora, aguarda o anúncio dos finalistas, que acontece no dia 13 de janeiro, em Los Angeles. A cerimônia do Oscar® está marcada para o dia 9 de fevereiro. Os demais longas previamente selecionados foram:

Bacurau“, de Kleber Mendonça Filho
Simonal“, de Leonardo Domingues
Los silencios“, de Beatriz Seigner
Sócrates“, de Alex Moratto
A última abolição“, de Alice Gomes
A voz do silêncio“, de André Ristum
Bio“, de Carlos Gerbase
Legalidade“, de Zeca Brito
“Humberto Mauro”, de André Di Mauro
Espero tua (re)volta“, de Eliza Capai
Chorar de Rir“, de Toniko Melo

A última vez que o Brasil emplacou uma indicação foi em 1999, com o filme “Central do Brasil”, de Walter Salles.

A Vida Invisível” foi exibido na mostra Un Certain Regard do Festival de Cannes 2019, saindo vitorioso com a estatueta de Melhor Filme. E junto de “Bacurau“, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, que ganhou o Prêmio do Júri Ex-aequo. É um grande momento para nossa cinematografia.

O sétimo longa-metragem da carreira do diretor cearense Karim Aïnouz, se tornou o primeiro título latino-americano a ganhar distribuição pela Amazon Studios nos cinemas dos Estados Unidos. A negociação foi realizada pela alemã The Match Factory em parceria com a Creative Artists Agency (CAA), maior agência de talentos do mundo, que representa Aïnouz e o produtor Rodrigo Teixeira no país norte-americano.

“Estamos muito animados com essa negociação. A recepção em festivais tem sido tocante e certamente a aquisição da Amazon Studios dá um selo importante para o filme nos Estados Unidos, além de reafirmar o potencial que acreditamos que o longa tenha em dialogar com as diferentes audiências”, afirma o produtor Rodrigo Teixeira.

Além de Cannes, o filme também arrebatou os prêmios do público de Melhor Filme e do júri de Melhor Fotografia, no Festival de Cinema de Lima, e do CineCoPro Award, no Festival de Munique. E já tem exibição garantida em mais de 30 países, como Grécia; França; Polônia; China; Hungria; Eslovênia; Croácia; Luxemburgo; Bélgica; Holanda; Sérvia; Argélia; Egito; Iran; Israel; Jordânia; Líbia; Marrocos; Emirados Árabes; Reino Unido; Portugal; Itália; Coréia do Sul; Rússia; Cazaquistão; Ucrânia; Taiwan; Suíça; Espanha e Turquia. Em setembro, ‘A Vida Invisível‘ terá sua primeira exibição na América do Norte no prestigiado Festival de Toronto.

“Ter um filme veiculado por uma plataforma do porte da Amazon é ter a possibilidade de alcançar uma parcela significativa de espectadores pelo mundo. Esse selo reforça a capacidade do filme de transitar entre grandes audiências e é mais uma conquista inédita para o cinema nacional”, afirma o diretor do filme, que, depois de estrear nos cinemas, estará disponível na Amazon Prime Video, plataforma de streaming da empresa americana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *