Festival de Cannes 2019 e os vencedores das Palmas

A cerimônia de encerramento é direta e objetiva. Sem muito glamour. O conteúdo dos prêmios é muito mais relevante e importante. Vamos a eles!

CURTA-METRAGEM

Menção Honrosa: MONSTRUO DIOS (MONSTRE DIEU), de Agustina San Martin

Palma de Ouro: THE DISTANCE BETWEEN US AND THE SKY, de Vasilis KEKATOS

LONGA-METRAGEM

Camera D’or: NUESTRAS MADRES, de César Díaz

É apresentado o Júri oficial com o discurso de seu presidente mexicano Alejandro González Iñárritu e as dificuldades de escolher experiências.

Uma apresentação especial. A atriz Chiara Mastroianni do filmes “Chambre 212”, de Christophe Honoré, sobre ao palco para apresentar:

Menção Especial: IT MUST BE HEAVEN, de Elia Suleiman

E Gael Garcia Bernal anuncia o vencedor de:

Melhor Roteiro: PORTRAIT DE LA JEUNE FILLE EN FEU, de Céline Sciamma

Melhor Atriz: Emily Beecham, por LITTLE JOE, de Jessica Hausner

Viggo Mortensen, em francês, fala sobre a inspiração.

Melhor Mise-en-scène: O JOVEM AHMED, dos Irmãos Dardenne, sobre a vocação do cinema

Michael Moore diz em francês que só sabe falar Festival de Cannes apresenta

Prêmio Especial do Júri Ex-Aequo: LES MISERABLES e BACURAU

Melhor Ator: Antonio Bandeiras, por “Dor e Glória”, de Pedro Almodóvar (aqui na sala de imprensa, os jornalistas aplaudiram com vontade)

Sylvester Stallone sobre ao palco ao som de “Rocky” e é ovacionado.

Grande Prêmio: ATLANTIQUE, de Mati Diop (emocionada e honrada)

E para apresentar a Palme D’or, a atriz Catherine Deneuve

Palma de Ouro: PARASITE, de Bong Joon-Ho

(os sul-coreanos aqui lotam a sala de imprensa, esperam a Palma e quando é anunciado, eles gritam muito)

Anuncie no Vertentes do Cinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *