Tudo sobre o Cine Ceará 2021

Cine Ceará 2021

Tudo sobre o 31º Cine Ceará

Em formato misto, Festival Internacional Iberoamericano de Cinema reúne coletânea variada de curtas e longa-metragens

Por Ciro Araujo

Acontece agora, entre os dias 27 de novembro a 3 de dezembro, o 31º Cine Ceará. A formatação será dada no formato chamado “misto”, isto é, parte dos filmes exibidos presencialmente em diversos locais e de forma digital, através da televisão pelo Canal Brasil e no streaming, pela plataforma de streaming Globoplay+ Canais ao Vivo (acesse AQUI).

A curadoria para os longas fica a cargo da produtora, diretora (e curadora) Margarita Hernandez, que dirige a programação do festival desde o ano 2000. Já a seleção à dedo dos curtas ficou para o diretor Vicente Ferrar Gonçalves. A venezuelana-brasileira Desirée Langel, cineasta com especialidade em direção de documentários, também dedica seu tempo para as escolhas dos filmes da Mostra Competitiva Olhar do Ceará.

Fortaleza Hotel
Cena do filme “Fortaleza Hotel”, de Armando Praça.

A Mostra Competitiva Ibero-americana de Longa-metragem, competição principal do festival, é a escolhida para transmissão nas opções “em casa”, assim como também a exibição no Cineteatro São Luiz. São seis longas inéditos no país, dentro deles dois brasileiros de ficção que estreiam mundialmente. “Fortaleza Hotel”, de Armando Praça, diretor vencedor do 29º Cine Ceará com “Greta”. Já no novo longa, apresenta a história de Pilar, uma camareira que cruza o caminho de Shin, uma hóspede sul-coreana buscando o corpo de seu falecido marido. “A Praia do Fim do Mundo”, de Petrus Cariry, acompanha também com seu lançamento. Um filme sobre o mar que avança cada vez mais em casas e as destrói, junto com as famílias que as habitam.

Ainda na mostra, dois documentários que saíram diretamente do IDFA (Festival Internacional de Documentários de Amsterdã); a coprodução do Uruguai e Itália, “Bosco” e o brasileiro “5 Casas”. O último, dirigido por Bruno Gularte Barreto apresenta uma antologia documental sobre uma cidade no sul do Brasil.

Outras duas ficções premiadas internacionalmente também compõem a seleção de longas. “Perfume de gardênias”, de Macha Colón, em um filme sobre uma idosa que se descobre ao decorar funerais. O equatoriano “Vacío”, de Paul Venegas, acompanhando dois chineses que chegam clandestinamente ao Equador, complementa.

Perfume de gardencia
Cena do filme “Perfume de gardênias”, de Macha Colón.

Para a Mostra Competitiva Brasileira de Curta-metragem, uma variada seleção, entre eles “Ato”, novo filme de Bárbara Paz e que previamente estreou em Veneza e “Sideral”, de Carlos Segundo, exibido em Cannes. O cearense Petrus Cariry apresenta não apenas um longa, como também tem selecionado seu curta “Foi um tempo de poesia”, sobre o poeta Patativa do Assaré. São doze filmes de nove estados, todos apresentados de forma presencial apenas, no Cineteatro São Luiz.

A Mostra Olhar do Ceará apresentará três longa-metragens documentais do estado, todos com visionamento também no Cineteatro São Luiz. Outros dezessete curtas, entre ficcionais e não-ficcionais estarão disponíveis já a partir do primeiro dia de festival (27 de novembro) para o público através do canal oficial do Cine Ceará. Acompanharão debates com realizadores após as exibições, também pelo Youtube e pela TV Ceará, de segunda a sexta-feira, às 23h30 do horário de Brasília.

Como é de costume, haverão Mostras Sociais, realizadas no formato híbrido. São três filmes, “Pequenos guerreiros” de Bárbara Cariry, “Se arrependimento matasse”, de Lília Moema Santana e “Amália, a secretária”, de Andrés Burgos. O primeiro desses será exibido no Cineteatro São Luiz, enquanto os outros dois na TV Ceará. O Prêmio Água e Resistência apresenta cinco curtas de até três minutos que estarão disponíveis na plataforma de vídeos online. Por fim, a Mostra Pontes Criativas também apresentará o mesmo número de curtas com o mesmo limite de tempo. Para a seleção, haverá apresentação dos dois curtas vencedores no Cineteatro São Luiz.

Quem também está interessado na teoria, poderá aproveitar o Masterclass online em parceria com a Rede Cuca e ministrada pelo realizador Vicente Ferraz. O nome da aula será “Jornada do herói e uso da dramaturgia em documentários”, em encontro virtual na segunda, dia 29 de novembro, às 14h30.
Os debates ficaram presenciais, com coletivas acompanhadas da produção de cada obra e credenciados pelo festival, no Hotel Plaza Praia Suítes, Fortaleza.


PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO FESTIVAL

Zé Tarcísio, Testemunha
Documentário “Zé Tarcísio, Testemunha”, de Delano Gurgel.

CINETEATRO SÃO LUIZ

27 de novembro – 19h30

ABERTURA DO 31º CINE CEARÁ – FESTIVAL IBERO-AMERICANO DE CINEMA

Homenagem: Marta Aurélia e Halder Gomes

LANÇAMENTO PRÊMIO ÁGUA E RESISTÊNCIA

“Água-Viva: e se a água tivesse vida?” Direção: Emily Coelho. Ficção. 3′. 2021.

MOSTRA COMPETITIVA IBERO-AMERICANA DE LONGA-METRAGEM

“Fortaleza Hotel”. Direção: Armando Praça. Ficção. 77’. Brasil. 2021.

28 de novembro – 19h

PRÊMIO ÁGUA E RESISTÊNCIA

“Rachel”. Direção: Isaac Apolônio e Fernando Lessa. Ficção. 3′. 2021.

MOSTRA COMPETITIVA BRASILEIRA DE CURTA-METRAGEM

“O durião proibido”. Direção: Txai Ferraz. Documentário. 19’. Pernambuco. 2021.

Foi um tempo de poesia
Cena do filme “Foi um tempo de poesia”, de Petrus Cariry. Leia a crítica AQUI.

Foi um tempo de poesia“. Direção: Petrus Cariry. Documentário. 13’. Ceará. 2021.

“Ausências”. Direção: Antônio Fargoni. Ficção. 19’. São Paulo. 2021.

MOSTRA COMPETITIVA IBERO-AMERICANA DE LONGA-METRAGEM

“Bosco”. Direção: Alicia Cano Menoni. Documentário. 82’. Uruguai-Itália. 2020.

29 de novembro – 14h

MOSTRA O PRIMEIRO FILME A GENTE NUNCA ESQUECE

“Pequenos guerreiros”. Direção: Bárbara Cariry. Ficção. 74’. Ceará. 2021.

29 de novembro – 19h30

PRÊMIO ÁGUA E RESISTÊNCIA

“Água e Resistência”. Direção: JJ. Documentário. 3′. 2021.

MOSTRA COMPETITIVA BRASILEIRA DE CURTA-METRAGEM

“Encarnado”. Direção: Otávio Almeida e Ana Clara Ribeiro. Ficção. 22’. Piauí. 2021.

Chão de fábrica“. Direção: Nina Kopko. Ficção. 24’. São Paulo. 2020.

MOSTRA COMPETITIVA IBERO-AMERICANA DE LONGA-METRAGEM

“Vacío”. Direção: Paul Venegas. Ficção. 92’. Equador-Uruguai. 2020.

30 de novembro – 14h

MOSTRA OLHAR DO CEARÁ LONGA-METRAGEM

“Transversais”. Direção: Émerson Maranhão. Documentário. 84’. Fortaleza/Ceará. 2021.

30 de novembro – 19h30

PRÊMIO ÁGUA E RESISTÊNCIA

“JEANStopia”. Direção: Gabriel Viggo e Murilo da Paz. Ficção. 2′. 2021.

MOSTRA COMPETITIVA BRASILEIRA DE CURTA-METRAGEM

“O Resto”. Direção: Pedro Gonçalves Ribeiro. Documentário híbrido. 20’. Minas Gerais. 2021.

“Sideral”. Direção: Carlos Segundo. Ficção. 15’. Rio Grande do Norte. 2021.

MOSTRA COMPETITIVA IBERO-AMERICANA DE LONGA-METRAGEM

“5 casas”. Direção: Bruno Gularte Barreto. Documentário. 97’. Brasil. 2020.

01 de dezembro – 14h

MOSTRA OLHAR DO CEARÁ LONGA-METRAGEM

“De uma distância esquizoide”. Direção: Gabriel Silveira. Documentário. 60′. Fortaleza/Ceará. 2021.

01 de dezembro – 19h30

MOSTRA COMPETITIVA BRASILEIRA DE CURTA-METRAGEM

“Mar concreto”. Direção: Julia Naidin. Documentário. 15’. Rio de Janeiro. 2021.

“Como respirar fora d’água”. Direção: Júlia Fávero e Victoria Negreiros. Ficção. 16’. São Paulo. 2021

MOSTRA COMPETITIVA IBERO-AMERICANA DE LONGA-METRAGEM

“Perfume de gardenias”. Direção: Macha Colón. Ficção. 97’. Porto Rico-Colômbia. 2021.

02 de dezembro – 14h

MOSTRA OLHAR DO CEARÁ LONGA-METRAGEM

“Minas urbanas”. Direção: Natália Gondim. Documentário. 97’. Fortaleza/Ceará. 2020.

02 de dezembro – 19h30

MOSTRA PONTES CRIATIVAS

Exibição de 1 curta de até 3 minutos.

MOSTRA COMPETITIVA BRASILEIRA DE CURTA-METRAGEM

“O amigo do meu tio”. Direção: Renato Turnes. Documentário. 8’. Santa Catarina. 2021.

“Hawalari”. Direção: Cássio Domingos, Ficção. 15’. Goiás. 2021.

“Ato”. Direção: Bárbara Paz. Ficção. 20’. Minas Gerais. 2021.

MOSTRA COMPETITIVA IBERO-AMERICANA DE LONGA-METRAGEM

“A praia do fim do mundo”. Direção: Petrus Cariry. Ficção. 88’. Brasil. 2021.

O Marinheiro das Montanhas
Cena do filme “O Marinheiro das Montanhas”, de Karim Aïnouz. Leia a crítica AQUI.

03 de dezembro – 19h30

CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO

EXIBIÇÃO ESPECIAL

“O Marinheiro das Montanhas”. Direção: Karim Aïnouz. Documentário. 98′. Brasil. 2021.


CANAL DO YOUTUBE

a partir do dia 27 de novembro até 03 de dezembro

SESSÃO 1 – MOSTRA OLHAR DO CEARÁ CURTA-METRAGEM

Estreia: Dia 27/11 – 08h

“A casa que eu vivo hoje não é Casa”. Direção: Lara Muniz e Marcus Antonius. Documentário. 4’. Fortaleza/Ceará. 2021.

“Joelhos”. Direção: Yasmin Gomes. Documentário. 15’. Juazeiro do Norte/Ceará. 2021.

“Curva sinuosa”. Direção: Andréia Pires. Experimental/Ficção. 21’. Fortaleza/Ceará. 2021.

“Corpas”. Direção: Arthur Almeida. Documentário. 23’. Fortaleza/Ceará. 2020.

SESSÃO 2 – MOSTRA OLHAR DO CEARÁ CURTA-METRAGEM

Estreia: Dia 27/11 – 09h

“Memória da memória”. Direção: Idson Ricart. Documentário.14’. Quixadá/Ceará. 2021.

“Boi coração”. Direção: Marcelo Alves e Angela Gurgel. Documentário. 25’. Fortaleza/Ceará. 2020.

“Zé Tarcísio, testemunha”. Direção: Delano Gurgel Queiroz. Documentário. 26’. Fortaleza/Ceará. 2021.

SESSÃO 3 – MOSTRA OLHAR DO CEARÁ CURTA-METRAGEM

Estreia: Dia 27/11 – 10h

“Fôlego vivo”. Direção: Associação dos Índios Cariris do Poço Dantas – Umari. Documentário experimental. 25’. Crato/Ceará. 2021.

“Arte na palha”. Direção: Augusto Cesar dos Santos. Documentário. 19’. Meruoca- Forquilha/Ceará. 2021.

“Saudades dos Leões”. Direção: João Paulo Magalhães. Documentário. 19’. Fortaleza/Ceará. 2021.

SESSÃO 4 – MOSTRA OLHAR DO CEARÁ CURTA-METRAGEM

Estreia: Dia 27/11 – 11h

“As Aventuras de Ana e João”. Direção: Augusto Cesar dos Santos. Animação. 07′. Meruoca/Ceará. 2021.

“Sebastiana”. Direção: Cláudio Martins. Animação, 14’. Fortaleza/Ceará. 2020.

“Ibiapaba, como nascem as montanhas”. Direção: George Alex Barbosa. Animação. 14′. Tianguá/Ceará. 2021.

“Muxarabi”. Direção: Natália Maia e Samuel Brasileiro. Documentário. 19’. Fortaleza/Ceará. 2021.

SESSÃO 5 – MOSTRA OLHAR DO CEARÁ CURTA-METRAGEM

Estreia: Dia 27/11 – 12h

Estilhaços“. Direção: Gabriela Nogueira. Horror/Fantasia. 15’. Fortaleza/Ceará. 2021.

“2020”. Direção: Oziel Herbert. Ficção Científica/Sertãopunk. 22’. Fortaleza/Ceará. 2020.

“Entre o passado”. Direção: Larissa Estevam. Ficção. 18′. Fortaleza/Ceará. 2021.

PRÊMIO ÁGUA E RESISTÊNCIA

Estreia: Dia 27/11 – 13h

MOSTRA PONTES CRIATIVAS

Estreia: Dia 27/11 – 14h


SERVIÇO

31° Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema – De 27 de novembro a 03 de dezembro de 2021 em formato presencial no Cineteatro São Luiz e no Cinema do Dragão, em Fortaleza, no Canal Brasil, Canais Globo e Globoplay + Canais ao Vivo e canal Cine Ceará no YouTube.

Informações: www.cineceara.com

Instagram: @cineceara, Facebook: Festival Cine Ceará.

E-mail: [email protected]

Banner Vertentes Anuncio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.