Tudo Sobre o Festival de Gramado 2020

De 18 a 26 de setembro totalmente online pelo Canal Brasil

Por Redação

A trajetória do Festival de Cinema de Gramado acompanhou todas as fases do cinema nacional. “Se olharmos para a história do Festival, podemos saber como foi o nosso Brasil e o nosso cinema nos últimos 40 anos”, atesta o diretor Fernando Meirelles. Em 1992, com a internacionalização, o evento também passou a fazer um panorama da produção ibero-americana, ampliando seus horizontes cinematográficos. Agora, fortalece a cada ano o título de maior festival de cinema ininterrupto do Brasil, sempre se adaptando a novas tendências do audiovisual e trazendo os novos olhares de um cinema brasileiro contemporâneo e em constante mudança.

Em 2020, em meio à crise pandêmica mundial do Covid-19, o festival sulista será transmitido não presencial de 18 a 26 de setembro. Completamente online e inclusivo, visto que todas as sessões serão exibidas pela Canal Brasil a partir das 20h, com curtas e longas-metragens nacionais e internacional da Mostra Competitiva.

Os curadores do Festival de Cinema de Gramado, O jornalista e crítico Marcos Santuario, o jornalista e apresentador de televisão Pedro Bial e a atriz argentina Soledad Villamil, além da seleção das mostras, ainda escolheu homenagear o ator Marco Nanini (”O Festival de Cinema de Gramado sente-se honrado com a presença de Marco Nanini na galeria dos grandes nomes homenageados com o Troféu Oscarito”, palavras dos curadores), a cineasta Laís Bodanzky (“Por todo trabalho destacado como artista comprometida com o crescimento do cinema brasileiro, o Festival de Cinema de Gramado concede o Troféu Eduardo Abelin de 2020”), a atriz brasileira Denise Fraga (“Mesmo isolados e à distância, a comunidade gramadense sente-se honrada em conceder a esta grande artista brasileira o troféu Cidade de Gramado 2020”) e o ator uruguaio César Troncoso com o Troféu Kikito de Cristal 2020 (“Caro hermano uruguaio Cesar Troncoso, os mapas definem os limites geográficos das nossas nações, mas para a arte não existem fronteiras. Até criamos um dialeto para nos aproximar ainda mais: o portunhol. O Festival de Cinema de Gramado sente-se honrado em outorgar uma de suas maiores honrarias ao ator que aproxima dois povos. O Kikito de Cristal de 2020 está em boas mãos. Muchas gracias e felicitaciones, mui estimado Cesar Troncoso”).

O Canal Brasil, a “Casa do Cinema Brasileiro”, mais simbólico impossível neste momento atual, de 18 a 26 de setembro, terá a programação do horário nobre ocupada pelo 48o Festival de Cinema de Gramado. De sexta (dia 18) a quinta (dia 24), vão ao ar, a partir das 20h, os filmes das mostras competitivas – Curtas Brasileiros, Longas Brasileiros e Longas Estrangeiros. Na sexta (dia 25), o canal exibe a noite dedicada às homenagens e o filme de encerramento “Bye Bye Brasil”, de Cacá Diegues, que este ano completa 40 anos. A cerimônia de encerramento também será transmitida pelo canal, ao vivo, direto do Palácio dos Festivais, no sábado (dia 26), a partir das 21h. A programação poderá ser assistida por toda a base de assinantes do Canal Brasil no linear ou, via simulcast, no Canal Brasil Play. Os curtas-metragens ficam disponíveis por 24h após a exibição no Canal Brasil Play. Os longas e os curtas-metragens gaúchos poderão ser assistidos no Canal Brasil Play.

Os tradicionais debates, o Educavídeo e o Gramado Film Market serão transmitidos pelas redes sociais e alguns conteúdos contam com a parceria da TVE (TV Educativa de Porto Alegre) e TV Assembleia, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. O longa-metragem estrangeiro Tu me manques não faz mais parte da mostra competitiva.

Confira AQUI nossa cobertura da edição de 2019! A 48a será realizada pelos críticos Fabricio Duque, Victor Faverin e Vitor Velloso. Acompanhe!

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

SEXTA-FEIRA, 18 DE SETEMBRO

Curta Brasileiro – 4 bilhões de infinitos (MG) (2020) (15’)

Horário: Sexta, 18/09, às 20h

Direção: Marco Antonio Pereira

Sinopse: Brasil. 2020. Após a morte do pai, uma família vive com a energia de casa cortada. Enquanto a mãe trabalha, seus filhos ficam em casa conversando sobre ter esperança.

Curta Brasileiro – Receita de caranguejo (SP) (2020) (20’)

Horário: Sexta, 18/09, às 20h20

Direção: Issis Valenzuela

Sinopse: Após a morte do pai, Lari e sua mãe vão passar alguns dias na praia. Elas resolvem cozinhar caranguejos. E os bichos, aos poucos, transformam-se em seres luminosos.

Longa Brasileiro – Por que você não chora? (DF) (2020) (98’)

Horário: Sexta, 18/09, às 20h40

Direção: Cibele Amaral

Sinopse: Forte e feminino, “Por que você não chora?” aborda o delicado tema do suicídio. Jéssica é muito fechada, Bárbara é uma bomba relógio. As duas se encontram quando, no estágio da faculdade de psicologia, Jéssica atende Bárbara. A convivência leva Jéssica a questionar sua vida vazia e sem significado.

Longa Estrangeiro – El silencio del cazador (Argentina) (2019) (103’)

Horário: Sexta, 18/09, às 22h20

Direção: Martin Desalvo

Sinopse: Guzmán é um guarda florestal que patrulha a selva em busca de caçadores ilegais. Venneck é um querido colono da região e caçador. Sara, uma médica rural comprometida, é casada com Guzmán e foi companheira de Venneck. O aparecimento de um jaguar mítico reacenderá uma antiga rivalidade entre eles.

SÁBADO, 19 DE SETEMBRO

Curta Brasileiro – Inabitável (PE) (2020) (19’)

Horário: Sábado, 19/09, às 20h

Direção: Matheus Farias e Enock Carvalho

Sinopse: Pouco antes da pandemia, o mundo experimenta um fenômeno nunca antes visto. Marilene procura por sua filha Roberta, uma mulher trans que está desaparecida. Enquanto corre contra o tempo, ela descobre uma esperança para o futuro.

Curta Brasileiro – Subsolo (RS) (2020) (8’)

Horário: Sábado, 19/09, às 20h25

Direção: Erica Maradona e Otto Guerra

Sinopse: Três amigos frequentam diariamente a mesma academia em busca de seus ideais de corpos. Apesar de assíduos, convivem com os frustrantes deslizes que acontecem longe das esteiras, fazendo girar as engrenagens de um ciclo interminável.

Longa Brasileiro – Todos os mortos (SP) (2020) (120’) CRÍTICA AQUI

Horário: Sábado, 19/09, às 20h30

Direção: Caetano Gotardo e Marco Dutra

Sinopse: Na São Paulo de 1899, entre o passado conturbado do Brasil e seu presente fraturado, as mulheres da família Soares tentam se agarrar ao que resta de seus privilégios. E Iná Nascimento, que fora escravizada pelos Soares anos antes, luta para reunir seus entes queridos enquanto procura dar vazão a suas próprias vontades.

Longa Estrangeiro – La Frontera (Colômbia) (2019) (90’)

Horário: Sábado, 19/09, às 22h35

Direção: David David

Sinopse: Em meio a uma crise de fronteira entre Colômbia e Venezuela, uma jovem indígena vive com seu marido e seu irmão, roubando viajantes que seguem por trilhas, até que o destino a empurra para o limite de sua ilusão, fazendo-a se perder em sonhos misteriosos.

DOMINGO, 20 DE SETEMBRO

Curta Brasileiro – Atordoado, eu permaneço atento (RJ) (2020) (15’)

Horário: Domingo, 20/09, às 20h

Direção: Henrique Amud e Lucas H. Rossi dos Santos

Sinopse: O jornalista Dermi Azevedo nunca parou de lutar pelos direitos humanos e agora, três décadas após o fim da ditadura, assiste ao retorno das práticas daquela época.

Curta Brasileiro – Blackout (RS) (2019) (19’)

Horário: Domingo, 20/09, às 20h20

Direção: Rossandra Leone

Sinopse: Em um Rio de Janeiro futurista nada parece ter mudado. Abuso de autoridade, violações de direitos, racismo e machismo ainda dão o tom da relação do poder público com a favela. Dessa vez, entretanto, algo parece estar para mudar.

Longa Brasileiro – Um Animal Amarelo (RJ) (2020) (115’) CRÍTICA AQUI

Horário: Domingo, 20/09, às 20h35

Direção: Felipe Bragança

Sinopse: Fernando, 33, um cineasta brasileiro falido, mergulha em uma jornada entre Brasil, Portugal e Moçambique, em busca de pistas sobre o passado violento de seu avô. Uma tragicômica fábula tropical.

Longa Estrangeiro – Días de Invierno (México) (2020) (90’)

Horário: Domingo, 20/09, às 22h25

Direção: Jaiziel Hernández

Sinopse: Nestor quer ir morar com a irmã nos Estados Unidos. No entanto, ele é o único que mora com a mãe e não pode deixá-la sozinha.

SEGUNDA, 21 DE SETEMBRO

Curta Brasileiro – Wander Vi (DF) (2020) (20’)

Horário: Segunda, 21/09, às 20h

Direção: Augusto Borges e Nathalya Brum

Sinopse: Wanderson Vieira é um músico da cidade de Samambaia e nesse curta documentário, nos conta um pouco como concilia seu trabalho noturno e ensaios de dança, com criar sua carreira, lançando seu pseudônimo Wander Vi, para alcançar seu sonho.

Curta Brasileiro – Extratos (SP) (2019) (8’)

Horário: Segunda, 21/09, às 20h25

Direção: Sinai Sganzerla

Sinopse: Extratos é um curta-metragem com imagens entre o período de 1970 até 1972 nas cidades do Rio de Janeiro, Salvador, Londres, Marrakech, Rabat e a região do deserto do Saara. As imagens foram filmadas por Helena Ignez e Rogério Sganzerla no exílio, nos anos de chumbo. O filme é também sobre a esperança. Algo afável é possível mesmo quando há indicações do contrário.

Longa Brasileiro – O samba é primo do jazz (RJ) (2020) (76’)

Horário: Segunda, 21/09, às 20h30

Direção: Angela Zoé

Sinopse: O documentário O Samba é Primo do Jazz vai mostrar a  trajetória musical de Alcione Dias Nazareth, a nossa grande intérprete brasileira, a partir de suas referências musicais, sua inserção no mundo da música e sua relação com família e amigos. A cinebiografia nos aproxima de uma Alcione descontraída, divertida e matriarcal com a vida e o fazer artístico.

Longa Estrangeiro – El gran viaje al país pequeño (Uruguai) (2020) (106’)

Horário: Segunda, 21/09, às 21h45

Direção: Mariana Viñoles

Sinopse: Partindo do encontro do diretor com os protagonistas de um campo de refugiados, o filme acompanha o processo de adaptação de duas famílias sírias que, tendo deixado suas terras e tradições para trás, começam uma nova vida em um país distante do qual nada sabiam, chamado Uruguai.

TERÇA, 22 DE SETEMBRO

Curta Brasileiro – Dominique (RJ) (2019) (19’)

Horário: Terça, 22/09, às 20h

Direção: Tatiana Issa e Guto Barra

Sinopse: Ao deixar o Brasil, César conhece Martin em um café vazio de Tallinn, Estônia. Em frente aos dois homens, apenas o incerto infinito do mar.

Curta Brasileiro – Joãosinho da Goméa – O Rei do Candomblé (RJ) (2019) (15’)

Horário: Terça, 22/09, às 20h25

Direção: Janaina Oliveira ReFem e Rodrigo Dutra

Sinopse: O filme apresenta Joãosinho da Goméa como narrador principal de sua história. Com músicas cantadas por ele, performances provocadoras e arquivos diversos que ressaltam o quanto ele é importante para as religiões de matriz africana. A Rainha Elizabeth II disse que se o candomblé tivesse um rei, esse seria Joãosinho da Goméa, o Rei do Candomblé.

Longa Brasileiro – Aos pedaços (RJ) (2019) (92’)

Horário: Terça, 22/09, às 20h35

Direção: Ruy Guerra

Sinopse: Eurico Cruz amanhece irritado. Sabe que algo está por acontecer. Um bilhete, assinado por um A. lhe anuncia sua morte. Quem o ameaça? Embaralham-se os espaços, as personagens, suas paixões extremas, seus ódios, amores e suspeitas.

Longa Estrangeiro – Matar a um muerto (Paraguai) (2019) (87’)

Horário: Terça, 22/09, às 22h15

Direção: Hugo Giménez

Sinopse: Durante o regime militar no Paraguai, dois homens enterraram secretamente corpos na floresta. Uma manhã, entre a pilha de mortos, eles descobrem alguém que ainda está respirando.

QUARTA, 23 DE SETEMBRO

Curta Brasileiro – Remoinho (PB) (2020) (13’)

Horário: Quarta, 23/09, às 20h

Direção: Tiago A. Neves

Sinopse: Após um longo período de afastamento, Maria retorna à casa de sua mãe. Ela está decidida sair do remoinho que a fez voltar.

Curta Brasileiro – Você tem olhos tristes (SP) (2020) (18’)

Horário: Quarta, 23/09, às 20h20

Direção: Diogo Leite

Sinopse: Luan trabalha como bikeboy de aplicativo e enfrenta dilemas e preconceitos na sua jornada diária de entregas em uma cidade grande. Sem hesitar, sonha com um futuro melhor.

Longa Brasileiro – Me chama que eu vou (SP) (2020) (70’)

Horário: Quarta, 23/09, às 20h35

Direção: Joana Mariani

Sinopse: O documentário conta a trajetória dos 50 anos de carreira de Sidney Magal. Os momentos mais significativos da vida do cantor, dançarino, ator e dublador que se tornou um ícone da música popular brasileira. O homem por trás do ídolo, sob o ponto de vista dos próprios participantes da história.

Longa Estrangeiro – Los Fuertes (Chile) (2019) (98’)

Horário: Quarta, 23/09, às 21h50

Direção: Omar Zúñiga

Sinopse: Lucas viaja para visitar sua irmã em uma cidade remota no sul do Chile. Em frente ao mar e à névoa, ele se apaixona por Antonio, um contramestre de um barco de pesca local.

QUINTA, 24 DE SETEMBRO

Curta Brasileiro – Trincheira (AL) (2020) (15’)

Horário: Quinta, 24/09, às 20h

Direção: Paulo Silver

Sinopse: Num aterro de lixo, um garoto observa o imponente muro de um condomínio de luxo. Gabriel usa de sua imaginação para construir seu mundo fantástico.

Curta Brasileiro – O Barco e o rio (AM) (2020) (17’)

Horário: Quinta, 24/09, às 20h20

Direção: Bernardo Ale Abinader

Sinopse: Vera é uma mulher religiosa que cuida de uma embarcação no porto de Manaus. Ela precisa lidar com a irmã Josi com quem diverge em relação a como lidar com o barco e sobre como viver a vida.

Longa Brasileiro – King Kong em Asunción (PE) (2020) (90’)

Horário: Quinta, 24/09, às 20h35

Direção: Camilo Cavalcante

Sinopse: Um velho matador de aluguel está escondido no interior da Bolívia, na região desértica do Salar de Uyuni. Acabou de cometer o seu último assassinato. Após meses isolado, ele viaja para o interior do Paraguay onde recebe uma boa recompensa e segue para Asunción com o objetivo de conhecer sua filha.

SEXTA, 25 DE SETEMBRO

Programa Especial – Homenagens

Horário: Sexta, 25/09, às 20h

Homenageados: Cesar Troncoso (Troféu Kikito de Cristal), Denise Fraga (Troféu Cidade de Gramado), Laís Bodanzki (Troféu Eduardo Abelin) e Marco Nanini (Troféu Oscarito).

Filme de Encerramento – Bye Bye Brasil (1980) (110’)

Horário: Sexta, 25/09, às 20h

Direção: Cacá Diegues

Sinopse: Salomé, Lorde Cigano e Andorinha são três artistas ambulantes que cruzam o país juntamente com a Caravana Rolidei, fazendo espetáculos para o setor mais humilde da população brasileira, que ainda não tem acesso à televisão. A eles se juntam o sanfoneiro Ciço e sua esposa, Dasdô, em uma jornada da Amazônia até Brasília.

SÁBADO, 26 DE SETEMBRO

Cerimônia Final de Premiação

Horário: Sábado, 26/09, às 21h

Tudo Sobre o Festival de Gramado 2020

Anuncie no Vertentes do Cinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *