Tudo Sobre o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro 2023

Tudo Sobre o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro 2023

Mais longevo e historicamente polêmico festival de cinema do país acontece de 9 a 16 de dezembro, com exibições no Cine Brasília, no Complexo Cultural de Planaltina e no Complexo Cultural de Samambaia

Por Fabricio Duque (baseado no release oficial)

Pense em um ano insanamente corrido! Pois é, 2023, “superou” as expectativas e deve ter entrado no Livro dos Recordes como o que mais causou o caos temporal, aniquilando totalmente a contagem de horas, que provavelmente foi substituída por segundos. Um dia parecia ter no máximo cento e vinte minutos. E uma dessas consequências reverberou em cheio no meio cinematográfico, que ainda precisou lidar com o fato de que a verba só foi liberada no segundo semestre, gerando assim a “corrida maluca” dos festivais de cinema para organizar e lançar suas edições ainda neste ano. Houve mês que tinha oito ou nove festivais acontecendo simultaneamente no mesmo período. E a maioria exibindo quase os mesmos filmes, visto que foi preciso abolir o quesito da exclusividade das obras audiovisuais, como é o caso de “O Dia que Te Conheci”, de André Novais Oliveira; “Sem Coração”, de Nara Normande e Tão; “Levante”, de Lillah Halla, entre outros. Sim, totalmente esquizofrênico. Não há melhor palavra para definir 2023. E no caminho disso tudo, grandes festivais também precisaram adequar suas datas para acontecer. Um deles, o foco desta matéria, é o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o mais longevo festival de cinema do país (e nesta edição, mais tecnológico e acessível), chegando a sua 56a edição, que acontece agora, de hoje, 09 a 16 de dezembro, quase às vésperas do Natal. E mais um ano terá a cobertura in loco do Vertentes do Cinema, pelo correspondentes e vertenteiros locais, Pedro Sales e Paula Hong.

O Festival de Brasília do Cinema Brasileiro 2023 tem parceria da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal, com a organização da sociedade civil Amigos do Futuro. E com exibições da Mostra Competitiva Nacional, Mostra Brasília e três mostras paralelas no Cine Brasília, Complexo Cultural de Planaltina, Complexo Cultural Samambaia e Auditório II do Museu Nacional da República, em programação exibida inteiramente em tela 4K e sistema de som Dolby pela primeira vez na história do evento. E com tradução de Libras (na cerimônias de abertura e premiação). Todos os filmes das mostras Brasília e Competitiva Nacional terão legenda descritiva para pessoas surdas e audiodescrição para pessoas cegas. A Cerimônia de Abertura acontece mais tarde, às 20 horas, e “oferece um mimo a seus frequentadores” (frase oficial do próprio Festival de Brasília) com a exibição do inédito “Ninguém Sai Vivo Daqui”, novo longa-metragem de André Ristum (“O Outro Lado do Paraíso”), que estreou mundialmente no Black Nights Film Festival (Estônia) e terá sua primeira projeção nacional na capital federal. O filme é livremente adaptado do livro “Holocausto Brasileiro”, de Daniela Arbex, e da série “Colônia”, do Canal Brasil, abordando ficcionalmente os casos de internação compulsória, torturas e assassinatos no Hospital Psiquiátrico Colônia de Barbacena, em Minas Gerais.

Sobre a Cerimônia de Abertura do 56º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, a apresentação terá como host os atores Rocco Pitanga e Gabriela Corrêa e prestará “tributos a profissionais do setor do audiovisual”. O grande homenageado desta edição é o ator Antonio Pitanga, que será premiado com um Troféu Candango pelo conjunto de sua obra. Já a Medalha Paulo Emílio Salles Gomes, a sétima honraria conferida anualmente pelo Festival de Brasília para profissionais destacados pela dedicação à pesquisa e preservação do cinema nacional, será atribuída à professora da UnB e documentarista premiada Dácia Ibiapina. A Associação Brasiliense de Cinema e Vídeo (ABCV) que historicamente entrega seu prêmio na abertura, outorgará uma distinção especial em reconhecimento ao trabalho realizado pela documentarista, poeta, professora e artista plástica Maria Coeli, mineira radicada em Brasília. Também serão lembrados em homenagens póstumas, duas personalidades históricas do audiovisual brasiliense: o ex-projecionista do Cine Brasília Elmar Umberto “Beto” Techmeier e o premiado cineasta e fotógrafo André Luís da Cunha, vencedor de quatro Troféus Candango, que trabalhou em mais de 50 produções do cinema local.

Leia também:

Cobertura do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro 2022

Cobertura do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro 2021

Sinopses e trailers dos filmes do Festival de Brasília 2023

A mostra paralela Coproduções, que faz um panorama de realizações cinematográficas que apontam para a importância da internacionalização da produção audiovisual brasileira, exibirá gratuitamente quatro longas-metragens realizados entre Brasil e outros países, no Cine Brasília, dias 11, 12 e 15 de dezembro, “O Livro dos Prazeres” (Argentina e Brasil), de Marcela Lordy; “Puan” (Argentina, Itália, Alemanha, França e Brasil), de Maía Alché e Benjamín Naishat; “Levante” (Brasil e Uruguai), de Lillah Halla, e “Sem Coração” (Brasil, França e Itália), de Tião e Nara Normande. Para a diretora artística do festival, Anna Karina de Carvalho, o Brasil tem se tornado um grande coprodutor ao longo dos anos: “O FBCB garimpou filmes que foram lançados e que se destacaram neste ano no mercado de festivais internacionais. Nossa missão foi trazer para o público de Brasília um recorte desse cenário.”

O 56º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro 2023 apresenta cinco oficinas online, três seminários, dez palestras, uma masterclass e os debates do filme de abertura e da mostra Competitiva Nacional, sendo apenas este último no Hotel Hplus Vision, sempre às 9h30 da manhã seguinte às exibições, e das mostras Brasília, Outros Olhares e Coproduções na feira cultural no Cine Brasília, sendo a primeira sempre às 14h do dia seguinte às exibições, e as duas demais às 18h da sexta (15) e às 10h do sábado (16). No dia 10 de dezembro, o Auditório II do Museu da República recebe a masterclass “Cinemas Fora do Eixo Representando o Brasil no Mundo”, ministrada pelo diretor de “Marte Um”, Gabriel Martins. Ao longo de duas horas, ele rememora seus caminhos como roteirista, fotógrafo, diretor e montador, dos primeiros curtas à sagração de “Marte Um” à seleção como representante do Brasil no Oscar 2023. O Espaço Cultural Renato Russo também será palco para os seminários e palestras. 

As oficinas online trazem como temas, “Curadoria e Programação de Cinema no Brasil – Pesquisas, Conceitos e Práticas”, com o pesquisador cearense Pedro Azevedo; “Desenho de Audiência: Novos Caminhos para Distribuição e Comercialização de Filmes Brasileiros”, ministrada pela distribuidora e pesquisadora Marina Tarabay; “Funcionamento de salas de roteiros”, com a roteirista, professora e consultora de roteiros Francine Barbosa; “Preparação de Projetos e Produtores para Mercados Audiovisuais”, com a preparadora para pitching Krishna Mahon; e “Produção Executiva – Introdução a Modelos e Aplicação”, com Flávia Santana, diretora executiva da Mulungu Realizações Culturais. Com todas as atividades gratuitas e de livre acesso, somente as oficinas e masterclass demandavam inscrição prévia pelo site do festival. Além das palestras, o festival apresenta três seminários voltados para o audiovisual, nos dias 11, 13 e 15 de dezembro, também no Espaço Cultural Renato Russo, das 10h às 12h30. São eles: Audiovisual e políticas públicas, Protagonismo de olhares femininos no Audiovisual e Audiovisual e Educação.

Neste ano, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – ApexBrasil, o Ambiente de Mercado do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro se fortalece ainda mais. Graças ao programa Exporta Mais Brasil: Audiovisual, da ApexBrasil, as Rodadas de Negócios do festival ganham a presença de 24 produtoras ligadas aos setores de serviços do audiovisual, ampliando as possibilidades de negociação entre os projetos aprovados para as rodadas e fornecedores de ponta. Além disso, somam-se à lista de participantes oito compradores internacionais vindos da Rússia, China, Singapura, Portugal, Alemanha e Bélgica. “A Apex trabalhando em conjunto com o festival contribui com a promoção do cinema dos vários Brasis que temos: o Brasil profundo, o Brasil regional. É uma parceria que veio para ficar e que fortalece o festival”, constata a coordenadora do Ambiente de Mercado, Sinônia Queiroz. A indústria audiovisual brasileira tem na capital um grande pólo criativo, visto que o incentivo público à produção local de forma contínua vem criando gerações de talentos reconhecidos nacionalmente. Por isso, alguns dos maiores nomes do mercado audiovisual nacional confirmaram presença nas Rodadas de Negócio. 

O objetivo das Rodadas é promover reuniões entre canais, distribuidores e outros agentes do mercado nacional, e realizadores e produtores audiovisuais locais. Entre os players confirmados estão: Globo Filmes, Canal Brasil, Sales Agent, Cardume, Descoloniza Filmes, Olhar Filmes, Vitrine/Manequim, Box Brazil, Glaz, Boutique e Paramount. Nos Encontros com Players, a ideia é que estes mesmos canais partilhem de forma breve e coletiva com o mercado local qual tipo de projetos procuram e como acessá-los para apresentação de propostas. Ainda na programação há a Clínica de Projetos, ministrada por Marton Olympo, roteirista e diretor responsável por séries e filmes de grande sucesso para diferentes canais, entre eles, TV Brasil, GNT, AXN, Paramount, FOX, Canal Brasil e Disney. Seis projetos audiovisuais serão selecionados para esta atividade fechada e, ao longo de quatro dias, serão aprimoradas as ideias sobre o arco narrativo, personagens, roteiro, sinopse, bíblia, plano de negócios e comercialização, culminando em um desenho de pitching para vendas. As inscrições para Clínicas também já se encerraram e os projetos que por elas passam, apresentam, no dia 15 de dezembro, pitchings abertos para o Canal Brasil, Paramount+, Box Brazil e à sales agent Júnia Matsuura.

“O ano de 2023 mal começou e um ato contra a democracia parou o país. A partir de lentes e olhares, o Brasil testemunhou cenas fortes em tempo real, cenas que tiraram o fôlego de quem mal voltava a respirar e ainda acreditava na reconstrução. Foi uma tentativa de calar a democracia, mas ao contrário do que um grupo desejou, estamos aqui durante um ano de grandes feitos e da retomada do diálogo no Brasil. O 56o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, um dos principais festivais do país, acontece esse ano em dezembro, e retoma sua natureza, o seu DNA do encontro e do diálogo, espaço criativo onde o cinema naturalmente acaba por unir seus ‘atores’, seus trabalhadores e seu público. A tradição do festival se faz presente nessa edição, porque o FBCB desde seu nascedouro é uma grande ágora: lugar de debater, criar e co-criar, de ver e de se encontrar. O momento é de comemoração pois batemos o recorde de inscrições no ano de 2023. Diante disso, nossas comissões não só aceitaram o desafio como também garimparam entre os 1269 curtas e longas inscritos, aqueles que durante a semana do festival vão estar não só concorrendo aos prêmios que chancelam a trajetória de um filme para sempre, mas também refletindo a diversidade produtiva do cinema do país. Às comissões de seleção que trabalharam em tempo recorde, e a todos os trabalhadores envolvidos na produção do festival, gratidão pela dedicação plena e intensa para que o evento acontecesse ainda em 2023, sem deixar lacunas no circuito de festivais brasileiros. O maior desafio, sem dúvida, foi o de trazer para Brasília neste ano, obras que se comunicam com cada um que senta na poltrona dos cinemas e aguarda algo de novo, sensações que somente o cinema promove de viajar e mergulhar em realidades em tempo real e em conjunto. Salientamos que nosso recorte do ano, primou em não privilegiar somente um tipo de cinema, já que histórias podem ser contadas de diversas formas, sobretudo quando buscamos pluralidade e diversidade de gênero, raça, descentralização de pensamentos na representatividade. Esse ano o festival chega em dezembro, despedindo-se do ano de 2023 com uma grande celebração, uma oportunidade de refletir, provocar e acima de tudo, de apurar o nosso olhar. Nesse contexto, também vislumbrar novas visões, formas e formatos dos veteranos, dos estabelecidos, mas também daqueles que estão chegando”, complementou a Diretora Artística do Festival de Brasília, Anna Karina de Carvalho, também Cineasta e Atriz; e que tem Fernando Borges como Diretor Geral e presidente da OSC Amigos do Futuro. E que conta com a Assessoria de Imprensa Nacional e Local de Guilherme Lobão e Myke Guilherme (da Agência Um Nome).

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO FESTIVAL DE BRASÍLIA DO CINEMA BRASILEIRO

O Dia que te conheci

FILME DE ABERTURA – HORS CONCOURS
9 de dezembro às 20h, no Cine Brasília
Ninguém Sai Vivo Daqui
Direção: André Ristum

SESSÃO ESPECIAL HORS CONCOURS –
ENCERRAMENTO
16 de dezembro às 16h, no Cine Brasília
Raoni – Uma Amizade Improvável
Direção: Jean-Pierre Dutilleux

SESSÃO BENEFICENTE
Doação de 1kg de alimento não-perecível
10 de dezembro às 18h, no Cine Brasília
Utopia Tropical
Direção: João Amorim


MOSTRA COMPETITIVA NACIONAL
LONGAS-METRAGENS

Exibições no Cine Brasília (21h) com ingressos a R$ 20 e R$ 10 (meia), e no
Complexo Cultural Samambaia (20h) com entrada franca

10 de dezembro
No Céu da Pátria Nesse Instante
Direção: Sandra Kogut
*exibido também no Complexo Cultural de Planaltina, às 20h

11 de dezembro
Mais um Dia, Zona Norte
Direção: Allan Ribeiro

12 de dezembro
Nós Somos o Amanhã
Direção: Lufe Steffen

13 de dezembro
O Dia Que Te Conheci
Direção: André Novais Oliveira

14 de dezembro
Cartório das Almas
Direção: Leo Bello

15 de dezembro
A Transformação de Canuto
Direção: Ariel Kuaray Ortega e Ernesto de Carvalho


MOSTRA COMPETITIVA NACIONAL
CURTAS-METRAGENS

Exibições no Cine Brasília (21h) com ingressos a R$ 20 e R$ 10 (meia), e no
Complexo Cultural Samambaia (20h) com entrada franca

10 de dezembro
Cidade By Motoboy
Direção: Mariana Vita

Pastrana
Direção: Gabriel Motta e Melissa Brogni
*exibidos também no Complexo Cultural de Planaltina, às 20h

11 de dezembro
Axé Meu Amor
Direção: Thiago Costa

Erguida
Direção: Jhonnã Bao

12 de dezembro
Helena de Guaratiba
Direção: Karen Black

Remendo
Direção: Roger Ghil (GG Fákọ̀làdé)

13 de dezembro
Dona Beatriz Ñsîmba Vita
Direção: Catapreta

Queima Minha Pele
Direção: Leonardo Amorim
*exibidos também no Complexo Cultural de Planaltina, às 20h

14 de dezembro
Cáustico
Direção: Wesley Gondim

O Nada
Direção: André Ladeia

15 de dezembro
A Fumaça e o Diamante
Direção: Bruno Villela, Fábio Bardella e Juliana Almeida

Vão das Almas
Direção: Edileuza Penha de Souza e Santiago Dellape


MOSTRA BRASÍLIA
LONGAS-METRAGENS

Exibições no Cine Brasília (18h) com entrada franca

11 de dezembro
O Sonho de Clarice
Direção: Fernando Gutiérrez e Guto Bicalho

12 de dezembro
Ecos do Silêncio
Direção: André Luiz Oliveira

13 de dezembro
Não Existe Almoço Grátis
Direção: Marcos Nepomuceno e Pedro Charbel
*exibido também no Complexo Cultural de Planaltina, às 20h

14 de dezembro
Rodas de Gigante
Direção: Catarina Accioly


MOSTRA BRASÍLIA
CURTAS-METRAGENS

Exibições no Cine Brasília (18h) com entrada franca

11 de dezembro
Malu e a Máquina
Direção: Ana Luíza Meneses

A Menina Corina em: Quantos Mundos Cabem em um Mundo Só?
Direção: Luciellen Castro

12 de dezembro
Glitter Carnavalesco: a História do Bloco das Montadas
Direção: Marla Galdino

Instante
Direção: Paola Veiga

13 de dezembro
Nada se Perde
Direção: Renan Montenegro

Só Quem Tem Raiz
Direção: Josianne Diniz
*exibidos também no Complexo Cultural de Planaltina, às 20h

14 de dezembro
A Chuva do Caju
Direção: Alan Schvarsberg

Estrela da Tarde
Direção: Francisco Rio


MOSTRA PARALELA
OUTROS OLHARES

Exibições no Cine Brasília com entrada franca

10 de dezembro, às 14h
Uma Carta Para Papai Noel
Direção: Gustavo Spolidoro

13 de dezembro, das 14h às 17h40
Sekhdese
Direção: Graciela Guarani e Alice Gouveia
+ A Batalha da Rua Maria Antônia
Direção: Vera Egito

14 de dezembro, às 14h
Crônicas de Uma Jovem Família Preta!
Direção: Davidson D. Candanda


MOSTRA PARALELA
FESTIVALZINHO

Exibições no Cine Brasília, dias 10 e 16 de dezembro (10h), com entrada franca, e
no Complexo Cultural de Planaltina, dias 13 de dezembro (09h) e 14 de dezembro
(14h)

A Baleia Mágica
Direção: Douglas Alves Ferreira

Agosto dos Ventos
Direção: Paulo Antunes

Anacleto, o Balão
Direção: Carol Sakura e Walkir Fernandes

Brincando de Imaginar
Direção: Otavio Zucon e Nélio Spréa

Contos Mirabolantes – O Olho do Mapinguari
Direção: Andrei Miralha

Cora e os Corais
Direção: Levi Luz e Bia Hetzel

Os Pelúcias
Direção: Vivian Altman e Sergio Pizza

Palavras Mágicas
Direção: Carlon Hardt

Tom Tamborim
Direção: Maria Carolina e Igor Souza

Vovô Joel
Direção: Douglas Gomes


MOSTRA PARALELA
MOSTRA COPRODUÇÕES

Sessões nos dias 11, 12 e 15 de dezembro, no Cine Brasília, com entrada franca

11 de dezembro, às 14h
O Livro dos Prazeres
Direção: Marcela Lordy

12 de dezembro, às 14h
Puan
Direção: María Alché e Benjamín Naishat

15 de dezembro, às 14h
Levante
Direção: Lillah Halla

15 de dezembro, às 18h
Sem Coração
Direção: Tião e Nara Normande


PROGRAMAÇÃO DO AMBIENTE DE MERCADO
CLÍNICAS DE PROJETOS E PITCHINGS ABERTOS

12, 13 e 14 de dezembro, das 10h30 às 12h30, e das 14h às 18h
15 de dezembro, das 10h30 às 12h30, e das 14h às 16h
Infinu – Comunidade Criativa
Clínica de Projetos com Marton Olympo – inscrições encerradas
15 de dezembro, das 16h30 às 18h30
Sala Oscar Niemeyer – Hotel Hplus Vision
Pitchings abertos dos projetos participantes das Clínicas de Projetos para o Canal Brasil,
Paramount+, Box Brazil e a sales agent Júnia Matsuura.

ENCONTROS COM PLAYERS

11 de dezembro, das 14h às 18h
Sala Lucio Costa – Hotel Hplus Vision
Encontros com os players convidados pela ApexBrasil para as rodadas de negócios do
festival. Evento fechado.

11 de dezembro, das 18h às 20h
Sala Lucio Costa – Hotel Hplus Vision
Coquetel ApexBrasil com os convidados nacionais e internacionais. Evento fechado.

14 de dezembro, das 14h às 18h
Sala Lucio Costa – Hotel Hplus Vision
Encontros com alguns dos players convidados pelo Festival de Brasília para a presente
edição do Ambiente de Mercado: Globo Filmes, Box Prime, Canal Brasil, Boutique
Filmes, Glaz, Cine Group, Paramount e EBC.

RODADAS DE NEGÓCIOS

12 de dezembro, das 16h30 às 18h30
13 de dezembro, das 14h às 16h
14 e 15 de dezembro, das 11h às 13h
Sala Oscar Niemeyer – Hotel Hplus Vision
Rodadas de negócios com os players convidados pelo Festival de Brasília para a
presente edição do Ambiente de Mercado: Globo Filmes, Cardume, Descoloniza
Filmes, Olhar FIlmes, Vitrine-Manequim, Boutique, Todes Play, Cinegroup, Canal
Brasil, Glaz, Box Brazil, Paramount, EBC e a sales agent Júnia Matsuura.

ENCONTROS SETORIAIS

12 de dezembro, das 14h às 16h
Sala Lucio Costa – Hotel Hplus Vision
Encontro da Conexão Audiovisual Centro-Oeste, Norte, Nordeste (Conne)
Com Cibele Amaral (Conne), Patrick D’Jhong (Aprocine), Núbia Santana (Aprocine),
Péterson Paim (ABCV), Tiago de Aragão (Convergências) e representantes da Apan e
da Sapi. Mediação: Clemilson Farias

13 de dezembro, das 9h às 12h
Sala Oscar Niemeyer – Hotel Hplus Vision
Internacionalização do Cinema Brasileiro com a Apex, com representantes da Ancine,
Bravi, MinC e ApexBrasil.

13 de dezembro, das 16h30 às 18h30
Sala Lucio Costa – Hotel Hplus Vision
Encontro de Festivais e Distribuidoras de Cinema Nacionais e Internacionais
Com Ibirá Machado (Descoloniza Filmes), Paula Gomes (Olhar Filmes), Luciana
Damasceno (Cardume), Ana Caroline (Todesplay) e Júnia Matsuura (Sales Agent).
Mediação: Anna Karina de Carvalho

15 de dezembro, das 14h às 16h
Sala Lucio Costa – Hotel Hplus Vision
Encontro da Imprensa Especializada
Com Cecília Barroso (Cenas de Cinema), Flavia Guerra (Plano Geral) e Robledo Milani
(Papo de Cinema).
Mediação: Guilherme Lobão

PROGRAMAÇÃO DE ATIVIDADES FORMATIVAS
DEBATES

10 de dezembro, às 9h30
Sala Lucio Costa – Hotel Hplus Vision
Debate sobre o filme de abertura: Ninguém Sai Vivo Daqui.
Mediação: Anna Karina de Carvalho

11 de dezembro, às 9h30
Sala Lucio Costa – Hotel Hplus Vision
Debate da Mostra Competitiva Nacional: filmes “No Céu da Pátria Nesse Instante”,
“Cidade Motoboy” e “Pastrana”.
Mediação: Flávia Guerra

12 de dezembro, às 9h30
Sala Lucio Costa – Hotel Hplus Vision
Debate da Mostra Competitiva Nacional: filmes “Mais Um Dia, Zona Norte”, “Axé Meu
Amor” e “Erguida”.
Mediação: Lorenna Montenegro

12 de dezembro, às 14h
Feira Cultural no Cine Brasília
Debate da Mostra Brasília: filmes “O Sonho de Clarice”, “Malu e a Máquina” e “A
Menina Corina em: Quantos Mundos Cabem em um Mundo Só?”

13 de dezembro, às 9h30
Sala Lucio Costa – Hotel Hplus Vision
Debate da Mostra Competitiva Nacional: filmes “Nós Somos o Amanhã”, “Helena de
Guaratiba” e “Remendo”.
Mediação: Lorenna Montenegro

13 de dezembro, às 14h
Feira Cultural no Cine Brasília
Debate da Mostra Brasília: filmes “Ecos do Silêncio”, “Glitter Carnavalesco: a História
do Bloco das Montadas” e “Instante”.

14 de dezembro, às 9h30
Sala Lucio Costa – Hotel Hplus Vision
Debate da Mostra Competitiva Nacional: filmes “O Dia Que Te Conheci”, “Dona
Beatriz Ñsîmba Vita” e “Queima Minha Pele”.
Mediação: Camila de Moraes

14 de dezembro, às 14h
Feira Cultural no Cine Brasília
Debate da Mostra Brasília: filmes “Não Existe Almoço Grátis”, “Nada se Perde” e “Só
Quem Tem Raiz”.

15 de dezembro, às 9h30
Sala Lucio Costa – Hotel Hplus Vision
Debate da Mostra Competitiva Nacional: filmes “Cartório das Almas”, “Cáustico” e “O
Nada”.
Mediação: Marcio de Andrade

15 de dezembro, às 14h
Feira Cultural no Cine Brasília
Debate da Mostra Brasília: filmes “Rodas de Gigante”, “A Chuva do Caju” e “Estrela da
Tarde”.

15 de dezembro, às 18h
Feira Cultural no Cine Brasília
Debate da Mostra Outros Olhares: filmes “Uma Carta Para Papai Noel”, “Sekhdese”, “A
Batalha da Rua Maria Antônia” e “Crônicas de Uma Jovem Família Preta!”.
Mediação: Anna Karina de Carvalho

16 de dezembro, às 9h30
Sala Lucio Costa – Hotel Hplus Vision
Debate da Mostra Competitiva Nacional: filmes “A Transformação de Canuto”, “A
Fumaça e o Diamante” e “Vão das Almas”.
Mediação: Flávia Guerra

16 de dezembro, às 10h
Feira Cultural no Cine Brasília
Debate da Mostra Coproduções: filmes “O Livro dos Prazeres”, “Puan”, “Levante” e
“Sem Coração”.
Mediação: Anna Karina de Carvalho

OFICINAS ONLINE

Oficinas demandavam inscrições prévias (encerradas) e são apresentadas através
da plataforma Zoom em link direto para os participantes.
11 e 12 de dezembro, 14h às 17h (online)
Funcionamento de salas de roteiros
Com Francine Barbosa (roteirista, professora e consultora de roteiro)
11 e 12 de dezembro, 14h às 17h (online)
Preparação de Projetos e Produtores para Mercados Audiovisuais
Com Krishna Mahon (fundadora da Imprensa Mahon)
13 e 14 de dezembro, 14h às 17h (online)
Desenho de Audiência: Novos Caminhos para Distribuição e Comercialização de
Filmes Brasileiros
Com Marina Tarabay (distribuidora, comunicadora e pesquisadora)
13 e 15 de dezembro, 14h às 17h (online)
Curadoria e Programação de Cinema no Brasil: Pesquisas, Conceitos e Práticas
Com Pedro Azevedo (pesquisador e curador independente de cinema, ex-curador do
Cinema do Dragão e coordenador de acervo e pesquisa do MIS-CE)
14 e 15 de dezembro, 14h às 17h (online)
Produção Executiva – Introdução a Modelos e Aplicação
Com Flávia Santana (diretora Executiva da Mulungu Realizações Culturais)

MASTERCLASS

A Masterclass é a única atividade que acontece no Auditório II do Museu Nacional
da República, dia 10 de dezembro, das 16h às 19h, com inscrições prévias
(encerradas) e conteúdo disponibilizado pelo Youtube posteriormente.
10 de dezembro, 16h às 19h
Auditório II do Museu Nacional da República
Cinemas Fora do Eixo representando o Brasil pelo mundo
Com Gabriel Martins (Filmes de Plástico)

PALESTRAS

Palestras serão realizadas no Espaço Cultural Renato Russo
(508 Sul), de 11 a 15 de dezembro, das 14 às 18h, com entrada franca
As palestras serão transmitidas ao vivo pelo canal de Youtube do Festival de
Brasília

11 de dezembro, 14h às 16h
Teatro de Bolso Robson Graia – Espaço Cultural Renato Russo
Modelos de Negócios para Curtas-Metragens
Com Daniel Jaber (Cardume), Ana Caroline Brito (Todesplay) e Anna Andrade (Tarrafa
Distribuidora)

11 de dezembro, 16h15 às 18h15
Teatro de Bolso Robson Graia – Espaço Cultural Renato Russo
Perspectivas para realização e distribuição de VR no Brasil e no mundo
Com Ana Arruda (Sétima Produções)

12 de dezembro, 14h às 16h
Teatro de Bolso Robson Graia – Espaço Cultural Renato Russo
Camadas da Atuação em Audiovisual
Com Galba Gogóia, Pâmela Germano, Daniel Jaber e Larissa Mauro

12 de dezembro, 16h15 às 18h15
Teatro de Bolso Robson Graia – Espaço Cultural Renato Russo
Jornadas de Experiência Através da Direção de Arte
Com Andrey Hermuche

13 de dezembro, 14h às 16h
Teatro de Bolso Robson Graia – Espaço Cultural Renato Russo
Audiências pequeninas – Audiovisual pensado para infâncias
Com Aleteia Selonk (“Uma Carta para Papai Noel”), Ana Bárbara Ramos (Semente
Audiovisual), Bethania Maia (Festival Kilombinho) e Luciana Druzina (Druzina
Content)

13 de dezembro, 16h15 às 18h15
Teatro de Bolso Robson Graia – Espaço Cultural Renato Russo
Ficção Especulativa no Cinema Brasileiro
Com Kariny Martins

14 de dezembro, 14h às 16h
Teatro de Bolso Robson Graia – Espaço Cultural Renato Russo
Perspectivas para coproduções internacionais no Brasil em reconstrução

14 de dezembro, 16h15 às 18h15
Teatro de Bolso Robson Graia – Espaço Cultural Renato Russo
Regulamentação de VOD
Com representantes da SAV, Senadore e Luciana Damasceno (Cardume)

15 de dezembro, 14h às 16h
Teatro de Bolso Robson Graia – Espaço Cultural Renato Russo
Difusão além de salas e formação de público para o cinema brasileiro
Com Thay Limeira (SAV), Janaína André e Bruna Ruperto

15 de dezembro, 16h15 às 18h15
Teatro de Bolso Robson Graia – Espaço Cultural Renato Russo
Articulação fora do eixo pelo audiovisual
Com Lidiana Reis (Mercado Sapi), Maíra Brito (Apan), Clemilson Farias (Conne) e
Ivan Molina (Ascuri)

SEMINÁRIOS

As atividades serão realizadas no Espaço Cultural Renato Russo
(508 Sul), nos dias 11, 13 e 15 de dezembro, das 10h às 12h30, com entrada franca

11 de dezembro, 10h às 12h30
Teatro de Bolso Robson Graia – Espaço Cultural Renato Russo
Audiovisual e Políticas Públicas
Com Marisa Arraes (mediação), Marcio Damasceno (CoAV), Lila Foster (ABPA),
Sonia Santana, Joelma Gonzaga e Matheus Peçanha (API)

13 de dezembro, 10h às 12h30
Teatro de Bolso Robson Graia – Espaço Cultural Renato Russo
Protagonismo de olhares femininos no audiovisual
Com Bianca Novais (mediação), Bia Pankaru, Isabelle Araújo, Galba Gogóia e Dácia
Ibiapina

15 de dezembro, 10h às 12h30
Teatro de Bolso Robson Graia – Espaço Cultural Renato Russo
Audiovisual e educação
Com Érika Bauer (mediação), Juliane Peixoto, Naiara Rocha, Cled Pereira e Rafael
Ramagem

Sem coracao

SERVIÇO 

56º FESTIVAL DE BRASÍLIA DO CINEMA BRASILEIRO
Data: 9 a 16 de dezembro de 2023
Locais: Cine Brasília (106/107 Sul), Espaço Cultural Renato Russo (508 Sul),
Complexo Cultural de Planaltina, Complexo Cultural Samambaia, Hotel Hplus Vision e
Auditório II do Museu Nacional da República.
Ingressos da Cerimônia de Abertura: Gratuito com retirada na bilheteria do Cine
Brasília a partir de duas horas antes da programação.
Ingressos da Mostra Competitiva Nacional a R$ 20,00 e R$ 10,00, à venda na bilheteria
do Cine Brasília a partir de duas horas antes de cada sessão.
Ingressos da Mostra Competitiva Nacional no Complexo Cultural Samambaia tem
entrada gratuita e retirada de ingresso uma hora antes da sessão.
Ingressos Mostra Brasília no Cine Brasília tem entrada gratuita e retirada de ingressos
duas horas antes da sessão.
Demais exibições com entrada franca.
Programação completa: festcinebrasilia.com.br

Banner Vertentes Anuncio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *