Mel Brooks

Mostra Mel Brooks: Banzé no Cinema

CCBB RJ exibe a mais abrangente retrospectiva sobre o artista

Por Redação

O Centro Cultural Banco do Brasil CCBB/RJ recebe, de 5 de fevereiro a 9 de março de 2020 a Mostra Mel Brooks – Banzé no Cinema. A mostra audiovisual é a mais abrangente retrospectiva sobre o diretor, ator, roteirista, compositor e produtor Mel Brooks, hoje considerado um dos maiores diretores americanos de comédias de todos os tempos, comparado a Jerry Lewis e Jacques Tati, que dedicou, em sua obra, a satirizar os cânones dos mais diversos gêneros cinematográficos. Considerado genial por Billy Wilder e Alfred Hitchcock, Brooks é um dos maiores representantes das comédias nonsense americanas, sua obra é uma mistura única de surrealismo, burlesco, musical, crítica social e análise cinematográfica.

Com curadoria de Eduardo Reginato e José de Aguiar, a mostra exibirá 29 filmes, em digital e 35mm, sendo 11 longas-metragens de Mel Brooks, 1 episódio da série Agente 86 (Mel criou os personagens, produziu e colaborou com os roteiros), 1 curta (animação ganhadora do Oscar que tem a voz de Mel Brooks no protagonista), 5 documentários abrangendo 60 anos de seu trabalho como diretor, ator e produtor, além de 11 longas-metragens de diretores que foram influenciados ou influenciaram Mel Brooks, sendo um deles a produção O Homem-Elefante, de David Lynch, que Mel Brooks produziu quando ninguém acreditava no talento do excêntrico diretor iniciante. Dentre os destaques selecionados, estão Primavera Para Hitler (The Producers, 1967), Banzé no Oeste (Blazing Saddles, 1974), O Jovem Frankenstein (Young Frankenstein, 1974), A Última Loucura de Mel Brooks (Silent Movie, 1976) e A História do Mundo Parte I (History of the World: Part I,1981).

Além da mostra haverá também debate no dia 13 de fevereiro, às 19h, com os palestrantes Gabriel Esteves, roteirista do Porta dos Fundos e João Marcos Rodrigues, Redator-Chefe do programa Lady Night, com mediação do curador Eduardo Reginato. O evento será gratuito e as senhas serão distribuídas a partir das 18h. Já a sessão inclusiva, também com entrada gratuita, acontecerá no dia 27 de fevereiro, às 17h. O filme exibido será Banzé no Oeste, com audiodescrição, libras e legendagem descritiva e com distribuição de senhas às 16h.

O curso acontecerá nos dias 4, 5 e 6 de março, com os curadores Eduardo Reginato e José de Aguiar, das 16h às 18h. O evento será também gratuito com inscrição online pela internet.

“A obra de Mel Brooks é ímpar por diversos fatores, não apenas na compreensão perfeita do timing do humor e da imensa capacidade perceptiva de replicar os gêneros que homenageia pelo viés da paródia. Um desses fatores primordiais é o grupo seleto de atores que se repetem em seus filmes – sejam como protagonistas, sejam em participações especiais – em um entrosamento, dedicação e entrega pouco vistos no cinema: os geniais Gene Wilder, Dom DeLuise e Madeline Kahn, por exemplo. Essas estrelas de extraordinária verve cômica e teatralidade transformam os filmes em eventos que fazem os olhos não só brilharem, mas também gargalharem”, afirma Eduardo Reginato, um dos curadores da mostra.

Mel Brooks não apenas dirigia e roteirizava seus filmes, mas também atuava e compunha os temas musicais. Em filmes de outros diretores também contribuiu com roteiro e protagonizou vários deles. Além de toda sua diversidade artística, também é um bem-sucedido produtor cinematográfico. Brooks ficou conhecido por lutar para que projetos não convencionais fossem filmados. A produtora Brooksfilms foi responsável por aclamadas produções não-cômicas, como os dramas O Homem Elefante (primeiro longa de estúdio do realizador David Lynch), Nunca te vi, sempre te amei e Frances. Além disso, serão exibidos alguns clássicos da comédia como Apertem os cintos…O piloto sumiu!, de David Zucker, Jim Abrahans, Jerry Zucker, Corra que a polícia vem aí!, de David Zucker e O Dorminhoco, de Woody Allen, diretores diretamente influenciados pelo cinema de Mel Brooks.
A mítica crítica americana Pauline Kael em uma de suas inúmeras críticas destruidoras sobre os filmes de Brooks, talvez tenha apresentado o âmago da magia do cinema do irreverente cineasta: “Mel Brooks está em uma posição especial: sua crítica se tornou um ramo do show business – ele é um crítico de dentro. Não se espera que ele seja ordeiro ou disciplinado; ele é o crítico irreprimível como um palhaço. Seus comentários não são censurados pela cautela e pelo sentimentalismo habituais, mas a irreprimibilidade do homem louco torna-o amável; ele pode ser cruel e se safar porque ele é Mel Brooks, que não está no controle de si mesmo. Seu charme único é a liberdade surreal da imaginação de seu kibitzer (em iídiche quer dizer comentário indesejado)”.

“Os filmes de Mel Brooks não são apenas paródias, também são uma profunda análise sobre o cinema. A visão de Brooks esmiúça em cada fotograma seu profundo amor pelos mais diversos gêneros cinematográficos. Onde muitos podem ver piadas grosseiras, há, como dizia Orson Welles, um fluxo constante de sonho. E os sonhos que Mel Brooks proporciona são hilários. Dessa forma, a Mostra proporcionará ao público brasileiro o privilégio único de experimentar em doses cavalares o alívio da boa risada, a sensação de sentir o mundo externo desaparecer e preencher o espírito de alegria, além de apreciar a imensa aula de cinema que cada filme de Brooks proporciona”, celebra José de Aguiar, um dos curadores da mostra.

Por fim, o público poderá perceber que os gêneros cinematográficos possuem estilos e dinâmicas que podem ser apropriadas e transformadas das mais diversas formas. Mel Brooks escolheu o humor para declarar seu amor pelo cinema, escolheu ser um garoto travesso que brinca com as imagens e que apresenta para seus queridos amigos, os espectadores, sua traquinagem. Uma imensa traquinagem que nos faz refletir sobre cinema não apenas como entretenimento, mas como um elemento que pode ser moldado, transformado e refletido em algo que acrescenta à vida um maior entendimento sobre arte e ao espírito um maior entendimento sobre a alegria.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Mostra Mel Brooks

Dia 5/, quarta-feira

*17h: Drácula Morto, mas feliz (Dead and loving it, 1995, EUA, 88min, Bluray) Dir: Mel Brooks

*19h: A louca, louca história de Robin Hood (Robin Hood: Men in Tights, 1993, EUA, 104min, Bluray). Dir: Mel Brooks

Dia 6/2, quinta-feira

*16h30:

– Agente 86 (Get Smart!, EUA, 1965) – série de TV. Sr. Big – episódio 1 – piloto da série Agente 86 (Mr. Big, 1965, EUA, 26 min, Bluray). Dir: Howard Morris;

– A Bomba que desnuda (The Nude Bomb, 1980, EUA, 94 min, Bluray). Dir: Clive Donner

*19h: A história do mundo: Parte I (History of the World: Part I, 1981, EUA, 92min, Bluray). Dir: Mel Brooks

Dia 7/2, sexta-feira

*16h30: Os Produtores (The Producers, 2005, EUA, 134min, Bluray). Dir: Susan Stroman

*19h: S.O.S Tem um louco solto no espaço (Spaceballs, 1987, EUA, 96min, Bluray). Dir: Mel Brooks

Dia 8/2, sábado

*17h: Corra que a polícia vem aí! (The Naked Gun: From the Files of Police Squad!,1988, EUA, 85min, Bluray). Dir: David Zucker

*19h: Drácula Morto mas feliz (Dead and loving it, 1995, EUA, 88min, Bluray). Dir: Mel Brooks

Dia 9/2, domingo

*17h: A louca, louca história de Robin Hood (Robin Hood: Men in Tights, 1993, EUA, 104min, Bluray). Dir: Mel Brooks

*19h10: Que droga de vida (Life Stinks, 1991, EUA, 92min, Bluray). Dir: Mel Brooks

Dia 10/2, segunda-feira

*17h: S.O.S Tem um louco solto no espaço (Spaceballs, 1987, EUA, 96min, Bluray). Dir: Mel Brooks

*19h: O Médico Erótico (The Man with Two Brains, 1983, EUA, 93 min, Bluray). Dir: Carl Reiner

Dia 12/2, quarta-feira

*17h: Top Gang! Ases Muito Loucos (Hot Shots!, 1991, EUA, 84 min, Bluray). Dir: Jim Abrahams

*19h: Alta Ansiedade (High Anxiety, 1977, EUA, 94min, Bluray). Dir: Mel Brooks

Dia 13/2, quinta-feira

*17h: Banzé no Oeste (Blazing Saddles, 1974, EUA, 93min, Bluray). Dir: Mel Brooks

**19h: debate com os palestrantes Gabriel Esteves, roteirista do Porta dos Fundos e João Marcos Rodrigues, Redator-Chefe do programa Lady Night, com mediação do curador Eduardo Reginato. O evento será gratuito e as senhas serão distribuídas a partir das 18h.

Dia 14/2, sexta-feira

*17h: A última loucura de Mel Brooks (Silent Movie, 1976, EUA, 87min, Bluray). Dir: Mel Brooks

*19h: As Três Idades (Three Ages, 1923, EUA, 63 min, Bluray). Dir: Buster Keaton

Dia 15/2, sábado

*17h: A história do mundo: Parte I (History of the World: Part I, 1981, EUA, 92min, Bluray). Dir: Mel Brooks

*19h: Apertem os cintos… o piloto sumiu! (Airplane!, 1980, EUA, 88min, 35mm). Dir: David Zucker, Jim Abrahams e Jerry Zucker

Dia 16/2, domingo

*17h30: As Três Idades (Three Ages, 1923, EUA, 63 min, Bluray). Dir: Buster Keaton

*19h: Banzé no Oeste (Blazing Saddles, 1974, EUA, 93min, Bluray). Dir: Mel Brooks

Dia 17/2, segunda-feira

*17h: Que droga de vida (Life Stinks, 1991, EUA, 92min, Bluray). Dir: Mel Brooks

*19h:

– Agente 86 (Get Smart!, EUA, 1965) – série de TV. Sr. Big – episódio 1 – piloto da série Agente 86 (Mr. Big, 1965, EUA, 26 min, Bluray). Dir: Howard Morris;
– A Bomba que desnuda (The Nude Bomb, 1980, EUA, 94 min, Bluray). Dir: Clive Donner

Dia 19/2, quarta-feira

*17h: Hail Sid Caesar! The Golden Age of Comedy (2001, EUA, 85 min, Bluray). Dir: Peter Jaysen e Rich Tackenberg

*19h: Corra que a polícia vem aí! (The Naked Gun: From the Files of Police Squad!,1988, EUA, 85min, Bluray). Dir: David Zucker

Dia 20/2, quinta-feira

*16h30: GI Jews: Jewish Americans In World War II (2017, EUA, 84min, Bluray). Dir: Lisa Ades

*18h30: Os Produtores (The Producers, 2005, EUA, 134min, Bluray). Dir: Susan Stroman

Dia 21/2, sexta-feira

*16h: Mel and his movies (2013, EUA, 100min, Bluray). Dir: Steve Haberman

*18h20: Apertem os cintos… o piloto sumiu! (Airplane!, 1980, EUA, 88min, 35mm). Dir: David Zucker, Jim Abrahams e Jerry Zucker

Dia 22/2, sábado

*17h: Alta Ansiedade (High Anxiety, 1977, EUA, 94min, Bluray). Dir: Mel Brooks

*19h: A última loucura de Mel Brooks (Silent Movie, 1976, EUA, 87min, Bluray). Dir: Mel Brooks

Dia 23/2, domingo

*17h: Banzé na Rússia (The Twelve Chairs, 1970, EUA, 94min, Bluray). Dir: Mel Brooks.

*19h: Top Gang! Ases Muito Loucos (Hot Shots!, 1991, EUA, 84 min, Bluray). Dir: Jim Abrahams

Dia 26/2, quarta-feira

*17h: GI Jews: Jewish Americans In World War II, 2017, EUA, 84min, Bluray). Dir: Lisa Ades

*19h: Sou ou não sou (To Be or Not to Be, 1983, EUA, 107min, Bluray). Dir: Alan Johnson

Dia 27/2, quinta-feira

*17h: SESSÃO INCLUSIVA – Banzé no Oeste (Blazing Saddles,1974, EUA, 93min, Bluray). Dir: Mel Brooks –

*19h: A história do mundo: Parte I (History of the World: Part I, 1981, EUA, 92min, Bluray). Dir: Mel Brooks

Dia 28/2, sexta-feira

*17h: Hail Sid Caesar! The Golden Age of Comedy (2001, EUA, 85 min, Bluray). Dir: Peter Jaysen e Rich Tackenberg

*19h: Cliente Morto não Paga (Dead Men Don’t Wear Plaid, 1982, EUA, 78 min, Bluray). Dir: Carl Reiner

Dia 29/2, sábado

*17h: Banzé na Rússia (The Twelve Chairs, 1970, EUA, 94min, Bluray). Dir: Mel Brooks.

*19h: O Homem elefante (The Elephant Man, 1980, EUA, 124min, 35mm). Dir: David Lynch

Dia 1º/3, domingo

*16h: O Jovem Frankenstein (Young Frankenstein, 1974, EUA, 106min, 35mm). Dir: Mel Brooks

*18h30: O Dorminhoco (Sleeper, 1973, EUA, 89 min, 35mm). Dir: Woody Allen

Dia 2/3 segunda-feira

*17h: O Médico Erótico (The Man with Two Brains, 1983, EUA, 93 min, Bluray). Dir: Carl Reiner

*19h: Sou ou não sou (To Be or Not to Be, 1983, EUA, 107min, Bluray). Dir: Alan Johnson

Dia 4/3 quarta-feira

*16h: CURSO DIA 1

*18h10: Mel and his movies (2013, EUA, 100min, Bluray). Dir: Steve Haberman

Dia 5/3 quinta-feira

*16h: CURSO DIA 2

*18h10:

– I Thought I was Taller (I Thought I was Taller” – A Short History of Mel Brooks, 1981, Inglaterra, 44 min, Bluray). Dir: Alan Yentob;
– Mel Brooks: Make a Noise (2013, EUA, 52min, Bluray). Dir: Robert Trachtenberg

Dia 6/3 sexta-feira

*16h: CURSO DIA 3

*18h:

– O Crítico (The Critic, 1963, EUA, 4min, 35mm). Dir: Ernst Pintoff;
– Primavera para Hitler (The Producers, 1967, EUA, 88min, 35mm). Dir: Mel Brooks

Dia 7/3 sábado

*17h: O Dorminhoco (Sleeper, 1973, EUA, 89 min, 35mm). Dir: Woody Allen
*19h: O Jovem Frankenstein (Young Frankenstein, 1974, EUA, 106min, 35mm). Dir: Mel Brooks

Dia 8/3 domingo

*17h:
– O Crítico (The Critic, 1963, EUA, 4min, 35mm). Dir: Ernst Pintoff;
– Primavera para Hitler (The Producers, 1967, EUA, 88min, 35mm). Dir: Mel Brooks

*19h: O Homem elefante (The Elephant Man, 1980, EUA, 124min, 35mm). Dir: David Lynch

Dia 9/3 segunda-feira

*17h:

– I Thought I was Taller (I Thought I was Taller” – A Short History of Mel Brooks, 1981, Inglaterra, 44 min, Bluray). Dir: Alan Yentob;
– Mel Brooks: Make a Noise (2013, EUA, 52min, Bluray). Dir: Robert Trachtenberg

*19h: Cliente Morto não Paga (Dead Men Don’t Wear Plaid, 1982, EUA, 78 min, Bluray). Dir: Carl Reiner

SERVIÇO

Mostra Mel Brooks – Banzé no Cinema

Temporada: de 5/2 a 9/3
Centro Cultural Banco do Brasil : Rua Primeiro de Março, 66 – Centro. Cinema 1. Tel: (21) 3808.2020
Sessões: 52 sessões + 1 sessão inclusiva (com libras, audiodescrição e legendagem descritiva) + 1 debate + 1 curso (com duração de 3 dias)
Capacidade: 98 lugares
Ingressos: R$ 10, a inteira, R$ 5, a meia (debate, sessão inclusiva e curso terão entrada gratuita)
Classificação indicativa: 12 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *