Festival de Berlim 2018: “Mein Bruder Heisst Robert Und Ist Ein Idiot”


Do diretor alemão Philip Gröning (de “Die Frau des Polizisten – The Police Officer”), 174 minutos. Pelo visto este filme competirá também com o segundo título de mais longo da seleção competitiva oficial. Com Josef Mattes, Julia Zange, Urs Jucker.


**** Competição. “Mein Bruder heisst Robert und ist ein idiot – Meu Irmão se chama Robert e é um idiota”, do alemão Phillip Gröning, imerge o espectador no tédio alienante e na máxima de “cabeça vazia oficina do diabo”.


Verão. No meio de campos de milho ondulados ao lado de uma estação de gasolina do país, Robert está ajudando Elena a se preparar para o exame final de filosofia da escola. Os gêmeos vivem em um mundo próprio. Às vezes, são macios um com o outro, outras vezes bastante violentos. Robert gosta de beber cerveja e fala sobre Brentano e Heidegger: “A sensação de ser é o tempo.” Rituais, jogos, ciúmes, amor e apostas os ligam (relacionamento simbiótico). Ela o desafia a uma aposta: “Eu vou dormir com alguém – qualquer um – antes de me formar.” Se ela perder, então ele recebe um carro. Se ela ganhar, ele pode pedir o que quiser. Não importa o que, mas não pode ser um objeto. E assim eles ficam com 48 horas. O jogo fica mais sério quando o fim da infância se aproxima.


“Mein Bruder Heisst Robert Und Ist Ein Idiot (My Brother’s Name is Robert and He is an Idiot)” integra a mostra competitiva oficial do Festival de Berlim 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *