Balanço, Cotações e Vencedores do Festival de Sundance 2022

Balanço, Cotações e Vencedores do Festival de Sundance 2022

Confira tudo o que aconteceu na edição online do festival mais independente dos Estados Unidos

Por Fabricio Duque

O Festival de Sundance sempre foi uma opção distante. Talvez por causa de ser em Salt Lake City, Utah, um estado americano um tanto quanto fora de mão, no meio de um inverno super frio, logo no início de janeiro e bem mais caro que os outros festivais. Quem inventou moda foi Lisandra Detulio, que em 2018 colocou possibilidades irrecusáveis com a atitude de “Eu já estou aqui e quero cobrir Sundance”. O ano não poderia ser melhor para a estreia do Vertentes do Cinema, visto que os filmes “Benzinho”, de Gustavo Pizzi, e “Ferrugem”, de Aly Muritiba, eram exibidos pela primeira vez em terras estrangeiras. Lisandra entregou-se completamente à cobertura, produzindo horas e horas de material, além das críticas, as únicas brasileiras. Muito disso que ainda falta ser editado e postado (é, acho que nosso site precisa de mutirão para finalizar tudo). A experiência foi muito incrível, digamos até viciante, porque ficou a sensação de quero mais no próximo ano. O vendedor do Grande Prêmio do Júri na categoria ficção foi “O Mau Exemplo de Cameron Post”, de Desiree Akhavan (disponível na plataforma Globoplay).

Mas a vida segue seu rumo. Novos desafios e limitações. Só que a pandemia explodiu no mundo. E o Festival de Sundance precisou se readaptar, e assim, no ano passado, foi obrigado a migrar para o virtual. Essa decisão foi exatamente o que o festival precisava para crescer o número de acessos, tanto que os organizadores disseram que a partir de agora todo ano haverá a opção online. O retorno do Vertentes do Cinema, de novo, não poderia ter sido mais especial, especialmente pela exibição de “A Nuvem Rosa”, considerado o melhor filme de 2021 pelo nosso site. Sim, nós damos sorte. Ou Sundance nunca decepciona. Talvez pela forma despretensiosa com que se apresenta desde agosto de 1978, ano de sua primeira edição, fundado anos antes por Robert Redford com o intuito de ajudar novos cineastas. E é considerado o maior festival de cinema independente dos Estados Unidos. Em 2021, o vencedor do Grande Prêmio do Júri foi na categoria de ficção “No Ritmo do Coração”, de Sian Heder (disponível na plataforma Amazon Prime Video), e “Summer of Soul”, de Questlove (disponível na plataforma Globoplay), na categoria documentário.

Essa percepção é corroborada pela análise da edição de 2022, que acontece de 20 a 30 de janeiro, também online, por causa do alerta da variante Omicron. Neste período, nós do Vertentes do Cinema assistimos 24 filmes, com destaque para o novo longa-metragem “Marte Um” solo do cineasta mineiro Gabriel Martins. O Festival de Sundance foi dividido em 13 mostras categorias. A Competição Drama Estados Unidos, a Competição Documentário Estados Unidos, a Competição Drama Internacional, a Competição Documentário Internacional, Premières, Spotlight (um tributo ao “cinema que amamos que veio do ano passado”), Next (uma abordagem pela inovação e “pensamento à frente de seu tempo”), Midnight (sessões de gênero), Indie Episodic Program (dedicado aos criadores iniciantes e independentes que produziram conteúdo episódico), Short Film Program (seleção de curtas-metragens), Sessões Especiais (um olhar aos trabalhos mais independentes e únicos), Kids (ao público mais jovem) e Collection (clássicos do cinema independente da UCLA). Cada um dos filmes recebeu atenção especial e tratamento privilegiado. Todos eram igualmente importantes. As sessões contaram com apresentação de seus diretores e Q&A (bate-papo mais aprofundado após as exibições – disponíveis de graça no youtube do festival).

Logicamente, é inevitável a subjetividade deste crítico que enxergou cada filme de uma maneira totalmente individual. Essa é a maravilha da sétima arte: a de permitir emoções diversas e tão contrapostas. No todo, é sempre uma opinião, ainda que “recheada” de análises mais técnicas. Sim, no fundo o que se aborda é um caldeirão de vivências e conhecimentos adquiridos por toda uma vida. Outra coisa que este mesmo crítico percebeu é que muitas obras necessitam de um tempo maior de degustação. Dessa forma, ao longo do mês de fevereiro e de março de 2022, as críticas serão lançadas, com a prioridade aos que estrearão. Contudo, a seguir será possível conferir o ranking das cotações de cada filme. Uma prévia que ajuda a programar o espectador-leitor na escolha dos filmes. E logo depois, a lista completa dos vencedores do Festival de Sundance 2022. Vamos lá!


COTAÇÕES DOS FILMES EXIBIDOS NO FESTIVAL DE SUNDANCE 2022 PELO VERTENTES DO CINEMA

Fire of Love

5 CÂMERAS

  • Fire of Love (Documentário, 2022, Estados Unidos, Canadá, 93 minutos, de Sara Dosa; Jonathan Oppenheim Editing Award: U.S. Documentary e Melhor Doc pelo Vertentes do Cinema)
  • When You Finish Saving the World (Ficção, 2021, Estados Unidos, 88 minutos, de Jesse Eisenberg; Melhor Fic pelo Vertentes do Cinema)
  • Gentle (Ficção, 2021, Hungria, 93 minutos, de Anna Eszter Nemes e László Csuja)

4 CÂMERAS

  • Nothing Compares (Documentário, 2022, Irlanda, Reino Unido, 97 minutos, de Kathryn Ferguson)
  • Brainwashed: Sex-Camera-Power (Documentário, Ted Talking, 2022, Estados Unidos, 105 minutos, de Nina Menkes)
  • The Territory (Documentário, 2022, Brasil, Dinamarca, Estados Unidos, 86 minutos, de Alex Pritz; World Cinema Documentary Special Jury Award: Documentary Craft)
  • Resurrection (Ficção, 2022, Estados Unidos, 103 minutos, de Andrew Semans)
  • Palm Trees and Power Lines (Ficção, 2022, Estados Unidos, 110 minutos, de Jamie Dack; Directing Award: U.S. Dramatic)
  • Emily The Criminal (Ficção, 2022, Estados Unidos, 96 minutos, de John Patton Ford)

3 CÂMERAS

  • The Princess (Documentário, 2022, Reino Unido, 106 minutos, de Ed Perkins)
  • Alice (Ficção, 2021, Estados Unidos, 100 minutos, de Krystin Ver Linden)
  • Call Jane (Ficção, 2021, Estados Unidos, 121 minutos, de Phyllis Nagy)
  • Speak No Evil (Ficção, 2021, Dinamarca, 98 minutos, de Christian Tafdrup)
  • Framing Agnes (Documentário, 2021, Canadá, Estados Unidos, 75 minutos, de Chase Joynt; NEXT Innovator Award Presented by Adobe)
  • Every Day in Kaimukī (Ficção, 2022, Estados Unidos, 81 minutos, de Alika Tengan)

2 CÂMERAS

  • The Incredibly True Adventure of Two Girls in Love (Ficção, 1995, Estados Unidos, 90 minutos, de Maria Maggenti)
  • Marte Um (Ficção, 2022, Brasil, 115 minutos, de Gabriel Martins)
  • You Won’t Be Alone (Ficção, 2021, Austrália, 108 minutos, de Goran Stolevski)
  • Dos Estaciones (Ficção, 2022, México, 98 minutos, de Juan Pablo González; World Cinema Dramatic Special Jury Award: Acting)

1 CÂMERA

  • After Yang (Ficção, 2021, Estados Unidos, 96 minutos, de Kogonada; Alfred P. Sloan Feature Film Prize)
  • Emergency (Ficção, 2021, Estados Unidos, 104 minutos, de Carey Williams; Waldo Salt Screenwriting Award: U.S. Dramatic)
  • Dual (Ficção, 2021, Estados Unidos, 95 minutos, de Riley Stearns)
  • Good Luck To You, Leo Grande (Ficção, 2022, Reino Unido, 97 minutos, de Sophie Hyde)
  • Cha Cha Real Smoth (Ficção, 2022, Estados Unidos, 107 minutos, de Cooper Raiff; Audience Award: U.S. Dramatic Presented by Acura)

LISTA DOS VENCEDORES DO FESTIVAL DE SUNDANCE 2022

Jury Sundance 2022

GRANDE PRÊMIO DO JÚRI

  • U.S. Dramatic Competition – Nanny (Nikyatu Jusu)
  • U.S. Documentary Competition – The Exiles (Ben Klein and Violet Columbus)
  • World Cinema Dramatic Competition – Utama (Alejandro Loayza Grisi)
  • World Cinema Documentary Competition – All That Breathes (Shaunak Sen)

PRÊMIO DA AUDIÊNCIA (PÚBLICO)

  • Festival Favorite – Navalny (Daniel Roher)
  • U.S. Dramatic Competition – Cha Cha Real Smooth (Cooper Raiff)
  • U.S. Documentary Competition – Navalny (Daniel Roher)
  • World Cinema Dramatic Competition – Girl Picture (Alli Haapasalo)
  • World Cinema Documentary Competition – The Territory (Alex Pritz)
  • NEXT – Framing Agnes (Chase Joynt)

MELHOR DIREÇÃO, ROTEIRO E EDIÇÃO

  • U.S. Dramatic Competition – Jamie Dack for Palm Trees and Power Lines
  • U.S. Documentary Competition – Reid Davenport for I Didn’t See You There
  • World Cinema Dramatic Competition – Maryna Er Gorbach for Klondike
  • World Cinema Documentary Competition – Simon Lereng Wilmont for A House Made of Splinters
  • Waldo Salt Screenwriting Award – K.D. Dávila for Emergency
  • Jonathan Oppenheim Editing Award: U.S. Documentary – Erin Casper and Jocelyne Chaput for Fire of Love
  • NEXT Innovator Price – Chase Joynt for Framing Agnes

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI

  • U.S. Dramatic Special Jury Award: Ensemble Cast – The cast of 892
  • U.S. Dramatic Special Jury Award: Uncompromising Artistic Vision – Bradley Rust Gray for blood
  • U.S. Documentary Special Jury Award: Creative Vision – Margaret Brown for Descendant
  • U.S. Documentary Special Jury Award: Impact for Change – Paula Eiselt and Tonya Lewis Lee for Aftershock
  • World Cinema Dramatic Special Jury Award: Acting – Teresa Sánchez for Dos Estaciones
  • World Cinema Dramatic Special Jury Award: Innovative Spirit – Martika Ramirez Escobar for Leonor Will Never Die
  • World Cinema Documentary Special Jury Award: Excellence in Verité Filmmaking – Snow Hnin Ei Hlaing for Midwives
  • World Cinema Documentary Special Jury Award: Documentary Craft – Alex Pritz for The Territory

MELHORES CURTAS-METRAGENS

  • Short Film Grand Jury Prize – The Headhunter’s Daughter
  • Short Film Jury Award: U.S. Fiction – If I Go Will They Miss Me
  • Short Film Jury Award: International Fiction – Warsha
  • Short Film Jury Award: Nonfiction – Displaced
  • Short Film Jury Award: Animation – Night Bus
  • Short Film Special Jury Award for Ensemble Cast – A Wild Patience Has Taken Me Here
  • Short Film Special Jury Award for Screenwriting – Stranger Than Rotterdam with Sara Driver

PRÊMIOS ESPECIAIS (MENÇÕES HONROSAS)

  • Alfred P. Sloan Feature Film Prize – After Yang
  • Sundance Institute/Amazon Studios Producers Award for Nonfiction – Su Kim for Free Chol Soo Lee
  • Sundance Institute/Amazon Studios Producers Award for Fiction – Amanda Marshall for God’s Country
  • Sundance Institute/Adobe Mentorship Award for Editing Nonfiction – Toby Shimin
  • Sundance Institute/Adobe Mentorship Award for Editing Fiction – Dody Dorn
  • Sundance Institute/NHK Award – Hasan Hadi for The President’s Cake

Nanny

FILMES JÁ COMPRADOS

  • 2nd Chance: Showtime Documentary Films
  • 892: Bleecker Street (US distribution)
  • A Love Song: Cinetic Media (North American rights); Films Boutique (International sales)
  • Alice: Vertical Entertainment and Roadside Attractions
  • Am I OK?: Warner Bros. Pictures and HBO Max
  • Brian And Charles: Focus Features (US distribution); Universal Pictures (International distribution)
  • Calendar Girls: Juno Films (US distribution)
  • Cha Cha Real Smooth: Apple TV+
  • Descendant: Netflix and Higher Ground Productions
  • Dual: RLJE Films (US distribution]
  • Emily the Criminal: Vertical Entertainment and Roadside Attractions
  • Fire of Love: National Geographic Documentary Films
  • Free Chol Soo Lee: MUBI
  • Fresh: Searchlight Pictures and Hulu
  • Good Luck To You, Leo Grande: Searchlight Pictures and Hulu
  • Living: Sony Pictures Classics (select territories including North America)
  • Mars One: Magnolia Pictures
  • Neptune Frost: Kino Lorber
  • Nothing Compares: Showtime Documentary Films
  • Piggy: Filmax (distribution in Spain)
  • Resurrection: IFC Films and Shudder
  • Speak No Evil: Shudder
  • The Territory: National Geographic Documentary Films
  • Watcher: IFC Midnight and Shudder

Banner Vertentes Anuncio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.