A Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Por Fabricio Duque


O Centro cultural é reconhecido internacionalmente, principalmente por seu acervo cinematográfico, que foi aumentado pelo apoio do Estação. A curadoria é do Jornalista Ricardo Cota, que sente na pele as dificuldades para manter o local funcionando e realizar uma programação diversa e multi-cultural. É um ato de resistência ajudado pela paixão incondicional do historiador Hernani Heffner. E na entrevista exclusiva ao Vertentes do Cinema, disse que em certos momentos, todo o engessamento, causa confusão e desânimo. Nosso site participa com o Cineclube Clássicos, já exibindo “O Demônio das Onze Horas”, de Jean-Luc Godard (no foco França) e “Os Boas Vidas” (foco Itália), de Federico Fellini.ENTRADA FRANCA.


O Poder da Imaginação

Com uma das mais criativas mentes da atualidade o cineasta oriental Tsui Hark exarcebou o potencial fabular e fantástico da mitologia milenar chinesa, combinando-o com as tradições do cinema de aventuras à la Fritz Lang, com seus intrincados percursos, câmaras secretas e dispositivos inusitados, e do wuxia, com suas artes marciais, códigos de honra e melancolia. Expoente da chamada Nouvelle Vague de Hong-Kong na virada para os anos 1980, Hark evoluiu rapidamente de uma visão crítica do colonialismo ocidental no Extremo Oriente para uma investigação das raízes culturais chinesas, mesclando com maestria ópera, fantasia e efeitos especiais, amálgama do qual foi um dos pioneiros e principal cultor. Em uma prolífica carreira como produtor e diretor, que já ultrapassa 70 filmes, explora os mais diferentes gêneros, sempre privilegiando a experimentação técnica e estética e o caráter eminentemente popular da arte cinematográfica, um aspecto em baixa no cinema ocidental.


Homenagem a Sérgio Sanz

Recentemente falecido, o cineasta Sérgio Sanz será homenageado por sua família e pela Cinemateca com a exibição de seu último trabalho, o longa metragem Devoção, que investiga a religiosidade brasileira. Integrante de primeira hora do movimento do Cinema Novo, começou sua carreira em 1959, mesma época que seu pai José Sanz assumia a condução da Cinemateca do MAM. Trabalhou como montador, fotógrafo, produtor e roteirista, assumindo crescente militância política a partir do Golpe de1964. Foi fundador e dirigente da Associação Brasileira de Documentaristas, tendo presidido também o Sindicato de Artistas, o Centro Técnico Audiovisual e a Associação Brasileira de Cineastas. Como professor esteve à frente da Escola de Teatro Martins Pena. Entre seus trabalhos mais destacados estão as assistências de direção para clássicos como Porto das Caixas e Os Fuzis, a direção de fotografia de Ladrões de Cinema e a trajetória como realizador de documentários, sempre registrando processos de transição, no limite entre um passado longínquo e uma realidade imediata. A sessão será seguida de um elogio ao cineasta, proferido pela também cineasta e irmão Luís Alberto Sanz.


Programação Completa


sex 1
18h30 – Parataxe Temporal – A vila (The village) de M. Night Shyamalan. EUA, 2004. Com Bryce Dallas Howard, Joaquin Phoenix, William Hurt, Adrien Brody e Sigourney Weaver. 108’. Legendas em português. Exibição em MKV.
Classificação indicativa 14 anos

sab 2
16h – Parataxe Temporal – Adeus, Lenin! (Good Bye Lenin!) de Wolfgang Becker. Alemanha, 2003. Daniel Brühl, Katrin Saß e Chulpan Khamatova. 121’. Legendas em português. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 14 anos

dom 3
16h – Parataxe Temporal – Hibernatus de Édouard Molinaro. França/Itália, 1969. Louis de Funès, Michel Lonsdale e Claude Gonsac. 82’. Legendas em português. Exibição em MP4 (H264).
Classificação indicativa Livre

qua 6
18h30 – O Poder da Imaginação: O Cinema de Tsui Hark – Os assassinatos da Borboleta (蝶變/Dip bin) de Tsui Hark. Hong-Kong, 1979. Com Lau Siu-ming e Michelle Yim. 88′. Legendas em português. Exibição em DVD.
Classificação indicativa 14 anos

qui 7
18h30 – O Poder da Imaginação: O Cinema de Tsui Hark – Não brinque com fogo (第一類型危險/Di ye lei xing wei xian) de Tsui Hark. Hong-Kong, 1980. Versão do diretor. Com Lieh Lo, Chen Chi Lin e Albert Au. 95′. Legendas em português. Exibição em DVD.
Classificação indicativa 16 anos

sex 8
18h30 – O Poder da Imaginação: O Cinema de Tsui Hark – Sonhos da Ópera de Pequim (刀馬旦/Do ma daan) de Tsui Hark. Hong-Kong, 1986. Com Brigitte Lin, Sally Yeh e Cherie Chung. 95′. Legendas em português. Exibição em Bluray.
Classificação indicativa 14 anos

sab 9
15h – O Poder da Imaginação: O Cinema de Tsui Hark – Detetive D e o Império Celestial (狄仁傑之通天帝國/Di renjie: Tong tian di guo) de Tsui Hark. Hong-Kong, 2010. Com Andy Lau, Tony Ka Fai Leung, Chao Deng e Carina Lau. 123′. Legendas em português. Exibição em Bluray.
Classificação indicativa 10 anos

17h30 – O Poder da Imaginação: O Cinema de Tsui Hark – Tríade (鐵三角/Tiet sam gok) de Tsui Hark, Ringo Lam e Johnnie To. Hong-Kong/China, 2007. Com Louis Koo, Simon Yam e Honglei Sun. 93′. Legendas em português. Exibição em Bluray.
Classificação indicativa 10 anos

dom 10
15h – O Poder da Imaginação: O Cinema de Tsui Hark – A tomada da Montanha do Tigre (智取威虎山/Zhi qu wei hu shan) de Tsui Hark. China, 2014. Com Hanyu Zhang, Tony Ka Fai Leung e Genxin Lin. 141′. Legendas em português. Exibição em Bluray.
Classificação indicativa 14 anos

17h30 – O Poder da Imaginação: O Cinema de Tsui Hark – Jovem Detetive D: ascenção do Dragão do Mar (狄仁傑之神都龍王/Di Renjie: Shen du long wang) de Tsui Hark. China, 2013. Com Mark Chao, Carina Lau e Chien Sheng. 134′. Legendas em português. Exibição em Bluray.
Classificação indicativa 10 anos

qua 13
18h30 – 2 X Orson Welles – Otelo (The tragedy of Othello: the moor of Venice) de Orson Welles. Marrocos/Itália, 1951. Com Orson Welles, Micheál MacLiammóir, Robert Coote e Suzanne Cloutier. 90’. Legendas em português. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 14 anos

qui 14
18h30 – Sessão Retrolâmpago – O homem mosca (Safety last!) de Fred C. Newmayer e Sam Taylor. EUA, 1923. Com Harold Lloyd e Mildred Davis. 73’. Legendas em português. Exibição em DVD. Sessão seguida de roda de conversa.
Classificação indicativa Livre
Curadoria Igor Pontes Andrade

sex 15
18h30 – L. U. T. O. – O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro de Glauber Rocha. França/Brasil/Alemanha Ocidental/EUA, 1968. Com Maurício do Valle, Othon Bastos, Jofre Soares e Odete Lara. 100’. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 14 anos

sab 16
16h – Paralelo – Osso, amor e papagaios de Carlos Alberto de Souza Barros e César Mêmolo Jr. Brasil, 1957. Com Jayme Costa, Modesto de Souza, Wilson Grey e Ruth de Souza. 91’. Exibição em MP4 (H264).
Classificação indicativa Livre

dom 17
16h – Paralelo – Guantanamera de Tomás Gutiérrez-Alea e Juan Carlos Tabío. Cuba/Espanha/Alemanha, 1995. Com Carlos Cruz, Mirta Ibarra e Jorge Perrugoría. 105’. Exibição em MP4 (H264).
Classificação indicativa Livre
ter 19
19h – Pré-estréia – Menino de 47 – A resistência do Samba de Elber Xavier. Brasil, 2019. Documentário. 121’34”. Exibição em mov (H264). Sessão seguida de coquetel.
Classificação indicativa Livre

qua 20
18h30 – 2 X Orson Welles – O processo (Le procès) de Orson Welles. França/Alemanha Ocidental/Itália, 1962. Com Anthony Perkins, Arnoldo Foà e Jess Hahn. 119’. Legendas em português. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 14 anos

qui 21
18h30 – Antes da Tempestade – A regra do jogo (La règle du jeu) de Jean Renoir. França, 1939. Com Marcel Dalio, Nora Gregor, Paulette Dubost e Jean Renoir. Legendas em português. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 14 anos

sex 22
18h – Sessão Comentada: Luzes sobre Um Cão Andaluz – Um cão andaluz (Un chien andalou) de Luis Buñuel. França, 1929. Com Simone Mareuil e Pierre Batcheff. 21’49”. Legendas em português. Exibição em DVD. Sessão comentada pelo cineasta Philip Johnston, comemorativa dos 119 anos de nascimento de Buñuel e 90 anos de lançamento do filme.
Classificação indicativa 16 anos.

sab 23
16h – Extra – Ondas do destino (Breaking the waves) de Lars von Trier. Dinamarca/Suécia/França/Holanda/Noruega/Islândia/Espanha/Grã-Bretanha, 1996. Com Emily Watson e Stellan Skarsgård. 159’. Legendas em português. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 16 anos.

20h – Homenagem a Sérgio Sanz – Devoção de Sérgio Sanz. Brasil, 2008. Documentário. 83’. Exibição em 35mm. Sessão seguida de roda de conversa com o cineasta Luís Alberto Sanz e batuque com a Mãe de Santo
Classificação indicativa 14 anos

dom 24
18h – Inhotim Arte Presente – Rirkrit Tiravanija de Pedro Urano. Brasil, 2016. Documentário. 52’. + Cildo Meireles de Pedro Urano. Brasil, 2016. Documentário. 52’. Exibição em mov. (H264). Sessão seguida de roda de conversa.
Classificação indicativa Livre

seg 25
18h30 – Cine Fantástico – A morte num beijo (Kiss me deadly) de Robert Aldrich. EUA, 1955. Com Ralph Meeker, Albert Dekker e Paul Stewart. 106’. Legendas em português. Exibição em MP4 (H264).
Classificação indicativa 16 anos.

qui 28
18h30 – Cineclube Golden Swallow – Fronteiras do inferno/Lonesome Women de Walter Hugo Khouri. Brasil/Estados Unidos, 1958. Versão internacional. Com Hélio Souto, Luigi Picchi, Aurora Duarte, Victor Merinov e Ruth de Souza. 97’. Legendas em português. Exibição em MP4 (H264). Sessão seguida de roda de conversa.
Classificação indicativa 14 anos
Curadoria Yuri Ferreira

Anuncie no Vertentes do Cinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *