Un Certain Regard anuncia seus vencedores e filme brasileiro ganha o Grand Prix

Facebook
Twitter
WhatsApp
Pinterest
LinkedIn

Os premiados da mostra Um Certo Olhar

A mostra Un Certain Regard, paralela do Festival de Cannes 2019, anunciou na noite desta sexta-feira seus vencedores. E o prêmio máximo da cerimônia foi para o filme brasileiro “A Vida Invisível de Eurídice Gusmão”, do diretor Karim Aïnouz.

Un Certain Regard 2019 apresentou 18 filmes em competição. 9 deles foram primeiros filmes (diretores estreantes). Sob a presidência de Nadine Labaki (diretor e atriz, Líbano), o Júri era formado por Marina Foïs (atriz, França), Nurhan Sekerci-Porst (produtor, Alemanha), Lisandro Alonso (diretor, Argentina) e Lukas Dhont (diretor, Bélgica), que justificou a escolha do prêmio:

“O Júri gostaria de expressar o grande prazer que tivemos ao mergulhar na diversidade desta seleção. Isso em muitos níveis: nos assuntos, no modo como as ferramentas cinematográficas eram usadas e no comportamento de seus personagens. Foi muito estimulante ter visto, lado a lado, cineastas que dominam sua linguagem tão bem e outros ainda encontram seu caminho para a maestria. Ficamos honrados em ser transportados para todos esses diferentes universos. O cinema mundial continua muito vivo e em boa forma!”

Extremamente emocionado, o discurso de Karim Aïnouz: “Eu vou falar em português. Eu tenho muita honra de estar representando o Brasil aqui hoje.Eu também queria celebrar os outros filmes brasileiros que estão na seleção deste ano. É uma seleção impressionante. Eu também queria dizer que a gente está passando por um momento no Brasil, onde a intolerância é algo que é muito forte. As ameaças contra a educação, a criatividade, a cultura e a diversidade são gigantescas. E eu queria portanto dedicar este prêmio à vivacidade do cinema brasileiro e queria dedicar as minhas atrizes que estão aqui. Agradecer aos meus produtores. E eu queria sobretudo dedicar este prêmio a Fernanda Montenegro, que é uma atriz impressionante, e a todas as mulheres do mundo. Que o futuro seja melhor que o presente!”

Os Vencedores

UN CERTAIN REGARD PRIZE

A VIDA INVISÍVEL DE EURÍDICE GUSMÃO, de KARIM AÏNOUZ

PRÊMIO DO JÚRI

O QUE ARDE (VIENDRA LE FEU/FIRE WILL COME), de OLIVER LAXE

PRÊMIO DE MELHOR PERFORMANCE (ATRIZ)

CHIARA MASTROIANNI, por CHAMBRE 212 (ON A MAGICAL NIGHT), de CHRISTOPHE HONORÉ

PRÊMIO DE MELHOR DIRETOR

KANTEMIR BALAGOV, por BEANPOLE (UNE GRANDE FILLE)

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI

LIBERTÉ, de ALBERT SERRA

PRÊMIO DO JÚRI (AMOR DE CORAÇÃO) JURY’S « COUP DE CŒUR » (Ex-aequo)

LA FEMME DE MON FRÈRE (A BROTHER’S LOVE), de MONIA CHOKRI

THE CLIMB, de MICHAEL ANGELO COVINO

MENÇÃO ESPECIAL DO JÚRI
JEANNE
(JOAN OF ARC), de BRUNO DUMONT

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *