PROGRAMA VERTENTES DO CINEMA #03

O  crítico e divino amor de Gabriel Mascaro

Por Redação

O Vertentes do Cinema realizou uma temporada com dez vídeos de conteúdo inédito e exclusivo. Para o terceiro programa, uma edição de 7 minutos com entrevistas do diretor e atores do filme “Divino Amor”, de Gabriel Mascaro. Com Dira Paes e Emílio de Mello. O projeto é uma parceria com Priscilla Martinho, da Berro (berroinc.com.br), que gera conteúdo criativo. O filme pode ser assistido no NOW e na Apple TV (pelo aluguel de R$ 4,90 – em real).

O vídeo completo de 17 minutos pode ser assistido AQUI!

“Em “Divino Amor”, o público é conduzido coercitivamente a uma “nova onda” de assumir não mais o estágio laico do Estado no ano de 2027 (coincidentemente o pós-governo Jair Bolsonaro já com a reeleição).  Pelo contrário, o pensar agora é pela “proteção da família” a qualquer custo, risco e desejo não compatível. Aqui, a ambiência do filme faz com que adentremos nas sutilezas conceituais dessas sub-camadas cognitivas e com temas universais, para assim participar do objetivo essencial de todo processo “evolutivo”: o questionamento crítico, desenvolvido pela abordagem causal e fantasiosa do “e como seria se fosse o outro lado”. É um filme “se”, uma possível profecia do espelhamento do medo do futuro… “Divino Amor”, que se assemelha de certo modo a ficção literária “1984”, do escritor inglês George Orwell, e ou “Metrópolis”, do cineasta alemão Fritz Lang (esta de 1927 que pode ser uma referência direta à data escolhida do daqui), acontece por instantes, estimulando sensações etéreas e enraizando o movimento progressivo. Aos poucos e sem pressa, a história naturaliza-se e as ações, aceitas na nova normalidade.”

Leia a crítica completa AQUI!

Anuncie no Vertentes do Cinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *