Os Filmes Imperdíveis da Mostra de São Paulo 2022

Os Filmes Imperdíveis da Mostra de Cinema de São Paulo 2022

Confira nossa análise e nossa lista com os 13 melhores filmes da maratona cinematográfica da terra da garoa

Por Fabricio Duque

223 filmes. Sim, a 46a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, acontecendo agora em 2022, exibe mais de duzentas obras. É inevitável que isso cause ansiedade em qualquer cinéfilo de plantão, estes seres que esperam o ano inteiro para vivenciar plenamente a experiência mais maratonesca da sétima arte. É de se esperar também uma maior confusão para escolher os filmes. O que assistir? Preferir os filmes mais badalados e premiados em prévios festivais, como Cannes, Berlim, Veneza; ou optar pelos mais independentes com legendas eletrônicas, estes que muito provavelmente “desaparecerão” da atenção do mundo? Pois é, dúvidas cruéis. Mas alguns até apelarão às utopias impossíveis: brigando contra o tempo para encaixar todas as películas. Mas é claro, afirmarão, queremos tudo e neste exato momento.

Sim, cinéfilos são estranhos e vivem fora da realidade (e que bom que essa sensação existe). E assim, a fim de ajudar, nós do Vertentes do Cinema aceitamos o desafio de listar os 13 melhores e imperdíveis filmes da Mostra de São Paulo (site). Nosso critério foi não ter critério e pontuar premiados e os ainda não comentados. Do mais mainstream até o mais underground. Treze, porque nosso site completou 13 anos neste ano simbólico em que o futuro está no saber votar, tanto que criamos a Mostra Para Votar Bem (já no ar aqui), com curadoria de Clarissa Kuschnir.

O mais legal disso tudo da Mostra de São Paulo é se permitir, sem pré-conceitos e pré-julgamentos sobre os filmes. Ir ao cinema de forma livre, sem “pés atrás”. É aí que reside a liberdade total da cinefilia. A de não esperar nada e ser surpreendido, ora para obras-primas, ora para a pior experiência. Sim, é muito bom vivenciar esses desprendimentos. Então, sem mais delongas, vamos à lista (logicamente ultra mega subjetiva, mas o que não é, não é mesmo?) dos 13 melhores da Mostra de São Paulo.


OS FILMES IMPERDÍVEIS DA MOSTRA DE SÃO PAULO 2022

Luxembourg, Luxembourg

LUXEMBURGO, LUXEMBURGO

(Luxembourg, Luxembourg, 2022, Ucrânia, 105 minutos, de Antonio Lukich)

Há muitos lugares bonitos para morrer. Luxemburgo não é um deles. Mas bonito ou não, morrer em Luxemburgo é muito caro. Quando dois irmãos gêmeos descobrem que seu pai, há muito tempo ausente, está doente em Luxemburgo, eles partem em uma viagem para vê-lo pela última vez. Será que o homem que eles encontrarão será o pai durão de quem se lembram? Exibido na seção Horizontes do Festival de Veneza e no Festival de Toronto.

Paloma

PALOMA

(2022, Brasil, 103 minutos, de Marcelo Gomes)

Paloma é uma mulher trans que está decidida a realizar seu maior sonho: um casamento tradicional, na igreja, com o seu namorado, Zé. Ela trabalha duro como agricultora numa plantação de mamão, e está economizando para pagar a festa. A recusa do padre em aceitar seu pedido obrigará Paloma a enfrentar a sociedade rural. Ela sofre violência, traição, preconceito e injustiça, mas nada abala sua fé. Premiado como Melhor Filme e Prêmio Vertentes do Cinema no Festival do Rio 2022. 

Triangule of Sadness

TRIÂNGULO DA TRISTEZA

(Triangle of Sadness, 2022, Suécia, França, Grécia, Dinamarca, 142 minutos, de Ruben Östlund)

A força da obra pulsa na desconstrução catártica e fisiológica de uma liberdade que encontra a hipocrisia de uma sociedade doente em suas utopias e contradições. Os modelos Carl e Yaya estão navegando pelo mundo da moda enquanto exploram os limites de seu relacionamento. O casal é convidado para um cruzeiro de luxo com uma galeria de passageiros milionários, um oligarca russo, traficantes de armas britânicos e um capitão de personalidade peculiar, alcoólatra e adorador de Marx. A princípio, tudo parece instagramável. Mas uma tempestade começa a se formar e o cruzeiro termina de forma catastrófica. Carl e Yaya se veem abandonados em uma ilha deserta com um grupo de bilionários e uma das faxineiras do navio. É então que a hierarquia entre eles subitamente se transforma. Vencedor da Palma de Ouro do Festival de Cannes.

Fire of Love

FIRE OF LOVE

(2022, Estados Unidos, Canadá, 93 minutos, de Sara Dosa)

Katia e Maurice Krafft amavam duas coisas – um ao outro e vulcões. Por duas décadas, o casal de vulcanólogos franceses percorreu o planeta perseguindo erupções e documentando suas descobertas. Eles acabaram tragicamente morrendo em uma explosão vulcânica em 1991, deixando um legado que enriqueceu o conhecimento sobre esses fenômenos naturais. O documentário celebra o espírito de aventura desses intrépidos cientistas a partir do espetacular material de arquivo dos Kraffts. Vencedor do prêmio de melhor montagem no Festival de Sundance e do Prêmio do Público da seção Grand Angle do festival de documentários Visions du Réel. Melhor Documentário de Sundance 2022 pelo Vertentes do Cinema.

Gentle

GENTIL

(2021, Hungria, 93 minutos, de Anna Eszter Nemes e László Csuja)

Edina é uma fisiculturista disposta a sacrificar tudo pelo sonho que compartilha com Adam, seu parceiro e treinador: ganhar o campeonato mundial. No entanto, o preço dos esteroides e dos suplementos alimentares força Edina a trabalhar paralelamente como acompanhante de luxo. Novas formas de desejo e um estranho amor encontrado pelo caminho a fazem ver a diferença entre seus sonhos e quem ela é de verdade. Exibido no Festival de Sundance.

Fausto Fawcett

FAUSTO FAWCETT NA CABEÇA

(2022, Brasil, 103 minutos, de Victor Lopes)

A obra do cantor, poeta e escritor Fausto Fawcett cruza fronteiras narrativas, filosóficas e temporais que desafiam a aventura humana. Partindo de Copacabana, este filme-transe desvenda a mente de um artista único nos levando para outros mundos. Exibido no Festival do Rio 2022.

O Deus do Cinema

O DEUS DO CINEMA

(Kinema no Kamisama, 2021, Japão, 125 minutos, de Yôji Yamada)

Goh é um apostador apaixonado, mas um pai desocupado, e tanto sua esposa Yoshiko quanto os familiares desistiram dele. No entanto, existe uma coisa pela qual Go sempre se dedicou profundamente: filmes. Ele e Terashin, dono de um cinema especializado em clássicos, são velhos amigos desde os tempos em que trabalhavam num estúdio. Na juventude, Goh e seus colegas passavam cada momento perseguindo seus sonhos, cercados por grandes diretores e estrelas famosas que representavam a era de ouro do cinema japonês. Entretanto, quando Goh e Terashin se apaixonaram pela mesma garota, as rodas do destino entraram em colapso.

Exu e o Universo

EXU E O UNIVERSO

(2022, Brasil, Nigéria, 95 minutos, de Thiago Zanato)

No Brasil, um país onde a liberdade religiosa está sob ataque e o racismo constitui um problema sistêmico, uma comunidade luta para provar que seu deus, Exu, não é o demônio. O documentário reflete sobre a descolonização do pensamento e a liberdade de crença. Exibido no Festival do Rio 2022.

Deus e o Diabo na Terra do Sol

DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL

(1964, Brasil, 120 minutos, de Glauber Rocha)

Manuel e Rosa subexistem no sertão nordestino por meio de trabalhos prestados a um coronel. No dia da partilha de gado entre Manuel e o coronel, os dois discutem e Manuel vinga a injustiça do coronel com sangue. Manuel passa a seguir o beato Sebastião e seus fiéis, mas Rosa, sempre cética ao poder de Sebastião, tenta persuadir o marido a desistir da vida santa. Quando Manuel compartilha com o beato o sacrifício de uma criança, Rosa desesperada, assassina Sebastião, enquanto Antônio das Mortes arrasa todos os seus seguidores. Manuel e Rosa, mais uma vez, se entregam ao destino do sertão, até encontrarem Corisco, o diabo loiro, que aceita a inclusão de Manuel em seu bando. Restaurado a partir do negativo original em 35mm preservado na Cinemateca Brasileira e com uma nova restauração 4K pelos Estudios Cinecolor e Estudios JLS, pelos diretores de fotografia Luís Abramo e Rogério Moraes e com a supervisão de Rodrigo Mercês. Exibido no Festival de Cannes 2022.

Propriedade

PROPRIEDADE

(2022, Brasil, 100 minutos, de Daniel Bandeira)

Para proteger-se de uma revolta dos trabalhadores da fazenda de sua família, uma reclusa estilista enclausura-se em seu carro blindado. Separados por uma camada impenetrável de vidro, dois universos estão prestes a colidir. Exibido no Festival do Rio 2022.

Regra 34

REGRA 34

(2022, Brasil, 100 minutos, de Julia Murat)

Simone é uma jovem defensora pública que protege mulheres em casos de abuso. No entanto, seus próprios interesses sexuais a levam a um mundo de violência e erotismo. Vencedor do Leopardo de Ouro de Melhor Filme no Festival de Locarno. Vencedor de Melhor Roteiro no Festival do Rio 2022.

Transe

TRANSE

(2022, Brasil, 76 minutos, de Carolina Jabor e Anne Pinheiro Guimarães)

Luisa é uma jovem atriz que vive com seu namorado, o músico Ravel. Ela conhece Johnny, um espírito livre, e os três vivem um relacionamento baseado no amor livre quando um perigo iminente ameaça colocar o futuro de todos em risco. Exibido no Festival do Rio 2022.

A FEBRE DO MEDITERRÂNEO

(Mediterranean Fever, 2022, Palestina, Alemanha, França, Chipre, Qatar, 108 minutos, de Maha Haj)

Waleed tem 40 anos e vive em Haifa, Israel, com sua esposa e filhos, e sonha em investir na carreira literária enquanto luta contra uma depressão crônica. Ele desenvolve um relacionamento próximo com seu vizinho, um trambiqueiro, com objetivos secretos a longo prazo. Esses planos se transformam em uma amizade inesperada entre os dois, e os conduz a uma jornada de encontros sombrios. Vencedor do Prêmio de Melhor Roteiro na seção Um Certo Olhar do Festival de Cannes. 


COTAÇÕES DOS FILMES DA MOSTRA DE SÃO PAULO 2022

(atualizado – 56 filmes)

A Mae5 CÂMERAS

  • FAUSTO FAWCETT NA CABEÇA (FAUSTO FAWCETT IN THE HEAD)
  • TRIÂNGULO DA TRISTEZA (TRIANGLE OF SADNESS)
  • PALOMA (PALOMA)
  • DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL (BLACK GOD, WHITE DEVIL)
  • FIRE OF LOVE
  • LUXEMBURGO, LUXEMBURGO
  • GENTIL

4 CÂMERAS

  • EXU E O UNIVERSO (ESU AND THE UNIVERSE)
  • GIGI A LEI (GIGI LA LEGGE (THE ADVENTURES OF GIGI THE LAW)
  • KOBRA AUTO-RETRATO (KOBRA SELF-PORTRAIT)
  • ONE FINE MORNING (ONE FINE MORNING)
  • REGRA 34 (RULE 34)
  • TRANSE (TRANSE)
  • PROPRIEDADE (PROPERTY)
  • A MÃE
  • O DEUS DO CINEMA (IT’S A FLICKERING LIFE)
  • A NOIVA
  • A FEBRE DO MEDITERRÂNEO
  • RODEIO URBANO
  • TERRA DE DEUS

3 CÂMERAS

  • AGITAÇÃO (UNREST)
  • AS OITO MONTANHAS (THE EIGHT MOUNTAINS)
  • BOICOTE (BOYCOTT)
  • CICLO
  • NAÇÃO VALENTE (TOMMY GUNS)
  • PACIFICTION (PACIFICTION)
  • OS IRMÃOS DE LEILA (LEILA’S BROTHERS)
  • TENHO SONHOS ELÉTRICOS
  • PAIXÕES RECORRENTES (ENDLESS PASSION)
  • PLUFT O FANTASMINHA
  • FUMAR CAUSA TOSSE (SMOKING CAUSES COUGHING)
  • BOY FROM HEAVEN (BOY FROM HEAVEN)
  • JOYLAND (JOYLAND)
  • PEDRO (PEDRO)
  • RESTOS DO VENTO (REMAINS OF THE WIND)
  • PATERNO (PATERNO)
  • O CLUBE DOS ANJOS (THE CLUB OF ANGELS)
  • NOITES ALIENÍGENAS (ALIEN NIGHTS)
  • COMO ESTÁ KÁTIA?
  • DERRAPADA
  • DOMINGO E A NEBLINA

2 CÂMERAS

  • ARMAGEDDON TIME (ARMAGEDDON TIME)
  • BENÇÃO (BENEDICTION)
  • PERLIMPS (PERLIMPS)
  • É NOITE NA AMÉRICA (IT IS NIGHT IN AMERICA)
  • O EXCESSO NOS SALVARÁ (EXCESS WILL SAVE US)
  • A ESPOSA DE TCHAIKOVSKY (TCHAIKOVSKY’S WIFE)
  • TODO MUNDO JÁ FOI PRA MARTE 
  • DOS ESTACIONES
  • UM HOMEM
  • FOGARÉU
  • 99 LUAS DE PAIXÃO

1 CÂMERA

  • A COZINHA
  • BOCAINA (BOCAINA)
  • CARVÃO
  • O PASTOR E O GUERRILHEIRO (THE PASTOR AND THE REVOLUTIONARY)

Banner Vertentes Anuncio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.