O Oscar do Cinema Independente


Os indicados ao Film Independent Spirit Awards 2019 foram anunciados pelas atrizes Gemma Chan e Molly Shannon no W Hollywood Hotel, em Los Angeles (Califórnia). E a cerimônia de entrega da 34a edição do Oscar do cinema independente será realizada no dia 23 de fevereiro, véspera do Oscar, no Píer de Santa Mônica, em Los Angeles. E tem brasileiro concorrendo como melhor ator: Christian Malheiros por sua interpretação em “Sócrates”, do diretor Alex Moratto (leia a crítica e assista nosso vídeo exclusivo AQUI)

Confira a lista completa!


Melhor filme
– “Se a Rua Beale Falasse”
– “Oitava Série”
– “First Reformed”
– “Não Deixe Rastros”
– “Você Nunca Esteve Realmente Aqui”

Melhor direção
– Debra Granik, de “Não Deixe Rastros”;
– Barry Jenkins, de “Se a Rua Beale Falasse”;
– Tamara Jenkins, de “Mais uma Chance”
– Lynne Ramsay, de “Você Nunca Esteve Realmente Aqui”
– Paul Schrader, de “First Reformed”

Melhor filme de estreia
– “Hereditário”
– “Sorry to Bother You”
– “Nós, os Animais”
– “O Conto”
– “Vida Selvagem”

Melhor ator
Christian Malheiros, por “Sócrates”
– Ethan Hawke, por “First Reformed”
– John Cho, por “Buscando…”
– Daveed Diggs, por “Ponto Cego”
– Joaquin Phoenix, por “Você Nunca Esteve Realmente Aqui”

Melhor atriz
– Carey Mulligan, por “Vida Selvagem”
– Glenn Close, por “A Esposa”
– Regina Hall, por “Support the Girls”
– Elsie Fisher, por “Oitava Série”
– Helena Howard, por “Madeline’s Madeline”
– Toni Collette, por “Hereditário”

Melhor ator coadjuvante
– Adam Driver, por “Infiltrado na Klan”
– Josh Hamilton, por “Oitava Série”
– Richard E. Grant, por “Poderia Me Perdoar?”
– John David Washington, por “Monsters and Men”
– Raúl Castillo, por “Nós, os Animais”

Melhor atriz coadjuvante
– J. Smith-Cameron, por “Nancy”
– Regina King, por “Se a Rua Beale Falasse”
– Tyne Daly, por “A Bread Factory, Part One”
– Kayli Carter, por “Mais uma Chance”
– Thomasin McKenzie, por “Não Deixe Rastros”

Melhor roteiro
– Richard Glatzer, Rebecca Lenkiewicz e Wash Westmoreland, por “Colette”
– Tamara Jenkins, por “Mais uma Chance”
– Boots Riley, por “Sorry to Bother You”
– Paul Schrader, por “First Reformed”
– Jeff Whitty e Nicole Holofcener, por “Poderia Me Perdoar?”

Melhor roteiro de estreia
– Bo Burnham, por “Oitava Série”
– Cory Finley, por “Puro-Sangue”
– Quinn Shephard e Laurie Shephard, por “Blame”
– Christina Choe, por “Nancy”
– Jennifer Fox, por “O Conto”

Melhor fotografia
– “Madeline’s Madeline”
– “Suspiria”
– “Nós, os Animais”
– “Mandy”
– “Vida Selvagem”

Melhor filme internacional
– “A Favorita”
– “Em Chamas”
– “Roma”
– “Assunto de Família”
– “Lazzaro Felice”

Melhor documentário
– “Sobre Pais e Filhos”
– “Hale County This Morning, This Evening”
– “Minding the Gap”
– “Shirkers”
– “Won’t You Be My Neighbor?”
– “On Her Shoulders”

Melhor edição
– Nick Fenton, Chris Gill, Julian Hart e Luke Dunkley, por “American Animals”
– Anne Fabini, Alex Hall e Gary Levy, por “O Conto”
– Keiko Deguchi, Brian A. Kates e Jeremiah Zagar, por “Nós, os Animais”
– Nick Houy, por “Mid90s”
– Joe Bini, por “Você Nunca Esteve Realmente Aqui”

John Cassavetes Award
(concedido a produções de orçamento inferior a US$ 500 mil)
– “A Bread Factory, Part One”
– “On the Seventh Day”
– “Thunder Road”
– “Never Goin’ Back”
– “Sócrates”

Truer Than Fiction Award
(concedido a diretores de documentários que ainda não são reconhecidos – 24a edição)
– Alexandria Bombach, por “On Her Shoulders”
– RaMell Ross, por “Hale County This Morning, This Evening”
– Bing Liu, por “Minding the Gap”

Someone to Watch Award
(concedido a cineastas de visão singular que ainda não são reconhecidos – 25a edição)
Alex Moratto, por “Sócrates”
– Jeremiah Zagar, por “Nós, os Animais”
– Ioana Uricaru, por “Lemonade”

Producers Award
(concedido a produtores criativos que oferecem produtos de qualidade apesar do orçamento limitado –  22a edição)

– Gabrielle Nadig
– Shrihari Sathe
– Jonathan Duffy e Kelly Williams

The Bonnie Award
(Patrocinado pela American Airlines, em homenagem à Bonnie Tiburzi Caputo, primeira mulher a pilotar aviões de grande porte em companhias comerciais, é concedido a diretoras – 2a edição)
– Debra Granik
– Tamara Jenkins
– Karyn Kusama

Robert Altman Award
– “Suspiria”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *