Carnaval de Rua – Porto Alegre

No Ritmo Mudo

Por Vitor Velloso

Durante o CineOP 2020

“Em 2018, o Museu da Comunicação Social Hipólito José da Costa realizou o projeto “Do fotograma ao cinema” e digitalizou parte do seu acervo. O projeto incluiu os materiais da produtora Wilkens Filmes, empresa cinematográfica de Carlos Wilkens (1913-1977) e de Heitor Baptista Wilkens (1921-1993), que noticiou a vida social e política do Rio Grande do Sul nas décadas de 1950 e 1960. “Carnaval de Rua – Porto Alegre” registra as festividades que, na época, ocorriam no coração da cidade, no encontro da Rua dos Andradas e a Avenida Borges Medeiros. Tais imagens compõem importante registro da história local e do filme de não-ficção no Brasil.”

O curta de cinco minutos exibido na sessão da ABPA – Associação Brasileira de Preservação Audiovisual, em uma sessão anterior no Vimeo, agora na 15ª CineOP, “Carnaval de Rua – Porto Alegre” é um deleite. Sem a banda sonora, o espectador se vê espiando um pedaço do que era o “Carnaval de Rua – Porto Alegre”, compreendido nesse espaço e nesse tempo de 59. 

A alegria que transborda da tela e a multidão reunida, abraçada, cantando a felicidade e sorrindo à todos, nos lembra do que era esse mundo antes da pandemia, do isolamento social. Assistir “Carnaval de Rua – Porto Alegre” é uma alegria que todos devem se permitir, pois compreender o movimento cultural de forma seccionada como o filme faz, nos retira do debate materialista intrínseco, das disparidades econômicas e sociais que o carnaval aborda. 

A montagem que nos joga de um lado pro outro, quase que respeitando o ritmo carnavalesco, permite a imaginação ir para o campo extra fílmico com uma facilidade que poucas obras conseguem. Sem dúvida, um dos destaques da sessão da ABPA, que possui filmes primorosos que estarão em breve na sessão de críticas de curtas aqui no site Vertentes do Cinema. Continue acompanhando a cobertura diária dos filmes e dos bate-papos. 

Anuncie no Vertentes do Cinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *