premio-netflix

O Prêmio Netflix de Cinema Brasileiro 2016, em sua segunda edição, selecionou dez filmes concorrentes, e busca assim dar visibilidade a produções independentes, levando filmes brasileiros para uma audiência global.

Um dos filmes será escolhido por voto popular e o outro por um painel formado por nomes do cenário cultural brasileiro, composto pelos atores Alice Braga e Fabrício Boliveira, os diretores Cesar Charlone e Fernando Andrade, a cineasta Adriana Dutra e os influenciadores Hugo Gloss e Lully de Verdade.

Os dez filmes selecionados foram: “Levante!”, de Susanna Lira; “Clarisse ou alguma coisa sobre nós dois”, de Petrus Cariry; “Obra”, de Gregorio Graziosi; “À queima roupa”, de Theresa Jessouroun; “Porque temos esperança”, de Suzanna Lira; “My name is now, Elza Soares”, de Elizabete Martins Campos; “Ventos de agosto”, de Gabriel Mascaro; “O último cine drive-in”, de Iberê Carvalho; “Califórnia”, de Marina Person e “A história da eternidade”, de Camilo Cavalcante.

A Cerimônia de Premiação aconteceu no dia 05 de outubro no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, e foi animada pelo cantor pernambucano Johnny Hooker, ao lado de Seu Jorge. O Júri escolheu “Ventos de agosto”, de Gabriel Mascaro. E o público, “O último cine drive-in”, de Iberê Carvalho, com 35 mil votos. Os dois filmes integrarão o catálogo global da Netflix, e serem assistidos em mais de 190 países.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *