Os Vencedores do Olhar de Cinema 2021

Os premiados do Festival Internacional de Curitiba foram anunciados nesta quarta (14/10) e consagrou “Rio Doce” como Melhor Filme

Por Redação

A edição 2021 do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba chega aos dez anos, e, pelo segundo ano consecutivo, de forma totalmente online, de de 06 a 14 de outubro. Por um preço de cinco reais, o público pode conferir uma seleção diversificada de geografias, identidades, atitudes, narrativas e experiências com e/ou sobre o cinema. O Festival Internacional de Cinema de Curitiba, fundado por Antonio Gonçalves Jr e Aly Muritiba, que assume a Direção Artística, tem curadoria (nos Longas-metragens) de Eduardo ValenteCarla ItalianoCamila Macedo e Leonardo Bomfim. Nos Curtas-metragens, Marisa Merlo, Fundadora / Coordenação de Programação; e curadoria de Carol AlmeidaKariny Martins e Ewerton Belico, Assistência de Curadoria.

O Júri da Mostra Competitiva Oficial: a diretora de fotografia e cineasta Heloisa Passos; a Pesquisadora e curadora Janaína Oliveira; e a curadora e diretora portuguesa Cíntia Gil. Na mostra Outros Olhares: Wood Lin, Dea Ferraz e Alia Ayman. No júri Novos Olhares/Melhor Filme Brasileiro: Greg de Cuir Jr., Emilie Bujès e Ana Souza. No da Abraccine: Yasmine Evaristo, Wallace Andrioli e Emanuela Siqueira. No AVEC-PR: Cíntia Domit Bittar, Flávio Rocha e Catalina Sofia.

Todas as justificativas estão no vídeo da Cerimônia de Premiação (assista acima). A cobertura do Vertentes do Cinema foi intensa. Um dos motivos é que o Olhar de Cinema aconteceu no mesmo período da Mostra Recine 2021, que nosso site participou da organização e curadoria da mostra paralela Vertentes da Memória. Mas não se preocupe, porque nossas críticas e matérias especiais serão publicadas até domingo (17/10)! Confira tudo!

Tudo Sobre o Festival Olhar de Cinema 2021

Acompanhe AQUI nossa cobertura diária que acontecerá até domingo!

OS PREMIADOS DO FESTIVAL OLHAR DE CINEMA 2021

Rio Doce

MOSTRA COMPETITIVA

LONGAS-METRAGENS

Prêmio Olhar de Melhor Filme

Rio Doce, de Fellipe Fernandes

Prêmio Especial do Júri

Rolê – Histórias dos rolezinhos, de Vladimir Seixas

Prêmio de Contribuição Artística

Sonhos de Damasco | Damascus Dreams, de Emilie Serri


MOSTRA COMPETITIVA

CURTAS-METRAGENS

Prêmio Olhar de Melhor Filme

Vikken | Vikken, de Dounia Sichov

Menção Honrosa

Ouça a batida das nossas imagens, de Maxime Jean-Baptiste e Audrey Jean-Baptiste


MOSTRA OUTROS OLHARES

Melhor longa-metragem

Rumo ao Norte / North By Current, de Angelo Madsen Minax

Menção honrosa

Apenas o Sol / Nothing But The Sun, de Arami Ullon


MOSTRA NOVOS OLHARES

Novos Olhares – Melhor Filme 

Crime Culposo | Careless Crime, de Shahram Mokri

Menção Honrosa

A Cidade Dos Abismos, de Priscyla Bettim e Renato Coelho


Prêmio de Melhor Longa Brasileiro das Mostras Competitiva, Outros Olhares e Novos Olhares. 

Rio Doce, de Fellipe Fernandes

Menção Honrosa

A Matéria Noturna, de Bernard Lessa


Prêmio de Melhor Curta Brasileiro das Mostras Competitiva e Outros Olhares

Uma Paciência Selvagem Me Trouxe Até Aqui, de Érica Sarmet

Menção Honrosa

Chão De Fábrica, de Nina Kopko


AVEC-PR

Prêmio AVEC-PR Leandro Schip Olhar de Cinema

Mirador, de Bruno Costa

Menção honrosa do Júri AVEC-PR

Perto de você, de Cássio Kelm


ABRACCINE

Vencedor

Estilhaços | Splinters, de Natalia Garayalde

Menção honrosa

O Sonho do Inútil, de José Marques de Carvalho Jr


PRÊMIO DO PÚBLICO

Rolê – Histórias dos rolezinhos, de Vladimir Seixas

Olhar de Cinema 2021

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =