Lá do Alto

Bem perto do céu

Por Chris Raphael

Mostra Cavídeo em Berlim

Lá do Alto” é curta-metragem poético, que nos conta uma estória de ninar. Pode embalar qualquer sonho a imaginação deste garotinho fofo que sente saudades da avó. Quem nunca sentiu saudades de alguém que se foi? Quem não tentaria uma estratégia para ter alguns momentos a mais com este alguém? Esta é uma aventura empreendida no despreparo da juventude, com afã sincero mas com um grau de risco elevado. Poderia ter um final trágico. Só que não.

Na realização deste filme participam  Cavideo, Nós do Morro e MZ3 produções. A direção e o roteiro ficam por conta de Luciano Vidigal. A produção é Luciano Vidigal e Vanessa Noronha. Com cenário realista em uma comunidade do Rio de Janeiro, a vista deslumbrante desnudada a partir do ponto mais alto da pedra, faz querer observar um pouco mais. O expectador vai olhar com interesse o desenrolar desta estória bem sucedida de uma empreitada perigosa de criança.

Que impulso impressionante levaria alguém a querer se aproximar ao máximo do céu, mesmo admoestado pelos mais velhos? Porque a dor da saudade é sentida em qualquer idade. O desfecho é inspirador e reflete a salvação da alma, não a do menino mas sim, a do público que o assiste. E na atual situação, todos precisam ser salvos, seja da desesperança, da falta de atenção aos desejos fortes do coração infantil, da dor que atormenta, da saudade que não passa. Vale sair escondido, vale levar o irmão mais velho, vale juntar as mãos em oração.

Procura-se expectativas no cotidiano das pessoas comuns e o trabalho de reinventar as narrativas é que torna as relações interessantes. Enquanto a vida desmorona de um lado, o poder da criatividade levanta uma parede do outro. E abre uma janela para dias melhores.“Lá do Alto”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *