Icamiabas

Lendas Atualizadas

Por Jorge Cruz

Mostra Sesc de Cinema 2019

Icamiabas” é um ótimo exemplo de como a renovação e o aumento do acesso aos meios de produção audiovisual podem ser usados em benefício direto para um grupo ou uma localidade. Vencedor de edital da TV Cultura do Pará, Otoniel Oliveira preparou uma série de curtas-metragem de pouco mais de um minuto se valendo da lenda referenciada no título. São amazonas que defendem uma sociedade matriarcal no coração da floresta. Em 2012, foram produzidos quinze episódios de um minuto ao custo de R$ 18 mil reais. Diante do bom resultado, uma remessa de novos programas começou a ser exibida em 2017.

Não bastasse a premissa bastante antenada com as questões sociais, o roteiro dessa produção – que traz uma história mais longa, de pouco mais de dez minutos – ainda consegue atualizar o antagonismo, que beira a perfeição. A genialidade de opor às heroínas com um bufão capitalista, que aplica sua ideologia colonizadora para levar as riquezas do Pará faz com que o filme, exibido na sequência de “Vivi e o Quadro Mágico” na 3ª Mostra Sesc de Cinema encha de esperança o cinéfilo que acredita na produção nacional e na arte como palco de representatividade.

A abertura referenciado animações mais próximas do início dos anos 2000 talvez atraia mais os jovens adultos do que as crianças. A trilha insere o tecnobrega na trama aventuresca, outro caso formidável de transmissão cultural com atualização de linguagem. O roteiro ainda ousa lançar expressões como luta de classes e meritocracia em seu texto. Talvez aqui é possível que “Icamiabas” seja visto mais como uma esquete para os mais velhos do que um produto precipuamente infantil. Só que quando o pirata moderno, o empresário ganancioso, começa a praticar suas maldades, o curta-metragem ganha muita força narrativa. Se há planos de ampliar o projeto fazemos votos de que a mensagem de respeito à cultura local se espalhe por todo o país e que o orgulho paraense seja ainda mais reconhecido.

Anuncie no Vertentes do Cinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *