Festival Anima Mundi 2011
ANIMA MUNDI. Chega à 19ª edição com fôlego de iniciante. De 15 a 24 de julho, o festival toma conta do Rio de Janeiro, no Centro Cultural Banco do Brasil, Centro Cultural Correios, Casa França-Brasil, Odeon BR, Arteplex Botafogo e Oi Futuro Flamengo e Ipanema. Os diretores do festival, Aída Queiroz, Cesar Coelho, Lea Zagury e Marcos Magalhães, selecionaram 421 filmes de 44 países para as mostras principais.

Da improvável Estônia vem também toda a programação visual do festival. O animador estoniano Priit Pärn, convidado especial da edição 2009, criou o conceito de todas as peças gráficas do Anima Mundi 2011: logo, cartazes, catálogos e produtos.

O Festival contará com a presença do diretor do filme Rio, Carlos Saldanha, que terá um Papo Animado dedicado aos seus trabalhos e também participará de um dos debates do VI Anima Forum, série de encontros que debate os rumos e as novidades do mercado. A palestra de Saldanha (‘Rio – Quadro a Quadro’) vai abordar detalhadamente todos os passos necessários para se realizar uma superprodução animada, da concepção ao lançamento em escala mundial. O encontro coroa o amadurecimento da animação brasileira e prepara o terreno para se investir nesta modalidade de produção bem mais exigente em termos de preparação, estrutura e investimento.

VEJA OS VIDEOS da Coletiva de Imprensa no Museu Nacional de Belas Artes, que teve a presença ilustre de Carlos Saldanha explanando sobre o gênero Animação.

CLIQUE –> AQUI

Já a competição de longas vai reunir quatro obras voltadas para o público infantil: ‘The Sandman and the Lost Sand of Dreams’ (França / Alemanha), ‘El Lince Perdido’ (Espanha), ‘Light of the River’ (Japão) e ‘Heart and Yummie’ (Japão).

Os diretores do festival ainda convidaram outros quatro longas, que integram as mostras não-competitivas. Entre eles, estão o brasileiro ‘Morte e Vida Severina’, inspirado no poema de João Cabral de Melo Neto, e ‘Chico e Rita’, primeiro longa de animação do diretor espanhol Fernando Trueba, co-dirigido com o desenhista Javier Mariscal e seu irmão, Tono Errando. A obra retrata a história de amor entre uma cantora e um pianista na Havana de 1948, com música do cubano Bebo Valdés e participação da cantora de flamenco Estrella Morente. Trueba estará presente para apresentar seu filme.

SAIBA MAIS SOBRE A MOSTRA E SUA PROGRAMAÇÃO –> AQUI

Banner Vertentes Anuncio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *