Anuncio zazie

Doutores da Alegria retorna aos hospitais do RJ

Doutores da Alegria

Doutores da Alegria retorna aos hospitais do RJ

Retorno após dois anos teve pontapé para o retorno das atividades

Por Redação

O projeto Plateias Hospitalares, programa realizado pelos Doutores da Alegria no Rio de Janeiro, divulgou no dia 11 de fevereiro (sexta-feira) os dezenove selecionados via edital, que vão fazer parte do projeto, de março de 2022 a julho de 2023, para as categorias de artes cênicas, música e dança.

Os selecionados serão convidados para a “Conversa Mole”, uma ação de boas-vindas ao projeto, onde os grupos conhecerão mais sobre o funcionamento do programa, da associação Doutores da Alegria e os próximos passos na execução do projeto.

O Plateias Hospitalares foi criado, em 2009, pelos Doutores da Alegria, com o objetivo de promover o acesso à cultura por meio de uma programação voltada a pacientes adultos e idosos, crianças e comunidades do entorno de hospitais públicos do estado do Rio de Janeiro. A ideia é trabalhar para que, cada vez mais, o hospital seja um espaço não somente de cuidado, mas de promoção da saúde em que a arte é coadjuvante. Inspirado no projeto americano Hospital Audiences, o Plateias Hospitalares tem parceria com a Secretaria de Estado da Saúde do Rio de Janeiro e Secretaria Municipal de Saúde. Em treze anos de existência, já foram realizadas mais de 500 apresentações, envolvendo mais de 300 artistas, para mais de 100 mil pessoas.


Os selecionados

Bagunço – Pílulas Sonoras, o cortejo hospitalar do Bagunço;

Cia de 2 – Balangandã de histórias;

Cia de Palhaços Etcétera e Tal – Pela Ponta do Nariz;

Cia Doispralá Doispracá – Por que o céu é tão longe;

Cia Sapato Velho – (En) Cantando através de Clássicos;

Cia Sapato Velho – Ho Ho Ho com Há Há Há;

Cia Teatral Milongas – Conversas Inversas Histórias Diversas;

Circo Dux – Telepático;

Conexão do Bem – Cortejo Conexão do Bem;

Estrela Prateada – Cortejo Estrela Prateada;

Ilana Pogrebinschi – Contos para fortalecer a coragem;

Juliana Correia – Um mar de histórias;

Léo Gaviole – O Circo do Seu Leo;

Maravilhá – Maravilhá! Cancioneiro Brincante;

Núcleo Na Gema – Kê Gracinha;

Orquestra Circônica – Cortejo de Carnaval da Orquestra Circônica;

Os Ciclomáticos Cia de Teatro – A Farra do boi-bumbá;

Palhaço Funil – O menor picadeiro do mundo;

Papa Vento – Histórias que curam.


Locais das apresentações

Hospital Estadual Adão Pereira Nunes Saracuruna / Duque de Caxias

Hospital Estadual Alberto Torres / São Gonçalo

Hospital Estadual Azevedo Lima / Niterói

Hospital Estadual Eduardo Rabello Campo Grande / Rio de Janeiro

Hospital Estadual da Mulher Heloneida Studart São João de Meriti / Rio de Janeiro

Hospital Municipal da Piedade Piedade / Rio de Janeiro

Instituto Nacional de Cardiologia Laranjeiras / Rio de Janeiro


Sobre Doutores da Alegria

A associação Doutores da Alegria introduziu a arte do palhaço no universo da saúde, intervindo há 30 anos junto a crianças, adolescentes e outros públicos em situação de vulnerabilidade e risco social em hospitais públicos. A partir desta intervenção, se propõe a ampliar canais de diálogos reflexivos com a sociedade, compartilhando o conhecimento produzido através de formação, pesquisa, publicações e manifestações artísticas, contribuindo para a promoção da cultura e da saúde e inspirando políticas públicas universais e democráticas para o desenvolvimento social sustentável. O trabalho é gratuito para os hospitais e mantido por doações de pessoas e empresas. Saiba mais em www.doutoresdaalegria.org.br

Banner Vertentes Anuncio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.