Entre a Bíblia e o Ipad 2 

Por Marise Carpenter

Deve estar certo o Homem que “faça a coisa certa”. Que não se esconda entre
as palavras de Jesus e nem entre os aplicativos de Steve Jobs. Que
tenha a palavra mas não tenha o discurso, que não tenha fé mas tenha a
vontade, que não seja bom mas conheça o mal, então, esse Homem terá a
liberdade e com ela a esperança de um mundo mais alegre, colorido,
vibrante e grande. Um Red Hook de pessoas vivas. Flik Royale é um adolescente entediado e sem amigos da classe média de Atlanta. Ele é levado por sua mãe para passar o verão em Red Hook, tradicional bairro no Brooklyn, junto com o avô Enoch, que ele nunca conheceu. Enoch é pastor de uma igreja local, e tenta convencê-lo a “conhecer Jesus Cristo” de qualquer maneira. Quando seu verão parece estar perdido, Flik conhece Chazz Morningstar, uma jovem da sua idade e também religiosa. É com ela, e agora com as influências do avô, que Flik se abre para perceber um mundo bem mais amplo do que conhecia. Sundance Film Festival 2012.
 

Anuncie no Vertentes do Cinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *