Tudo Sobre o Décimo Mês da Mostra Um Curta Por Dia

Tudo Sobre o Décimo Mês da Mostra Um Curta Por Dia

A seleção de curtas-metragens chega a abril com mais 30 filmes, sempre com uma exibição de um filme diferente a cada 24 horas

Por Clarissa Kuschnir

E chegamos em abril. Sim, já se foram três meses deste nosso ano de 2024. E já são dez meses da nossa Mostra Um Curta Por Dia, aqui no site. Toda a seleção (só de filmes brasileiros) traz uma pluralidade cultural dos mais variados assuntos, gêneros, anos, idades, premiados ou não e sem censura. E o melhor de tudo, de graça (e sem  necessidade de cadastro), em nossa plataforma única e exclusiva. Tanto que somos chamado de o “Mubi dos Curtas”. Nós aqui vertenteiros e vertenteiras estamos muito felizes de ver como a mostra tem reverberado de forma tão positiva e feito o site crescer, em número de acessos. Ou seja, é um espaço a mais em que abrimos para os realizadores terem uma janela de exibição online de seus filmes. E para esse mês de abril eu e nosso editor Fabricio Duque trazemos mais 30 títulos na nossa programação.

Como todos os meses, a Mostra Um Curta Por Dia os nossos veteranos cineastas em nossa lista a começar por Joaquim Pedro de Andrade com seu documentário “O Aleijadinho”, de 1978. Aqui, o diretor aborda vários pontos da vida do artista mineiro nascido em Ouro Preto e que ficou reconhecido como um dos maiores escultores do Brasil Colônia. Ainda da mesma década trazemos o documentário Megalópolis” de Leon Hirszman, que fala sobre o acelerado crescimento e a urbanização da região sudeste do país, e dos anos 90, o curta “São Paulo, CinemaCidade”, de Aloysio Raulino.  Ainda na leva dos veteranos, Neville de Almeida está na nossa mostra, em que dirige em conjunto com o escritor, jornalista e cineasta Joaquim Haickel a ficção “Redenção”; Sylvio Lanna, vem com “Forofina – Um Filme a Ser Feito”; Edgard Navarro com “Superoutro”; e Eduardo Coutinho complementa essa turma com seu “O Jogo da Dívida”.

Neste mês de abril teremos duas animações escolhidas por mim que são: o recente“Música das Esferas: Mimi e o Baú Mágico” dos realizadores Marcos A.R. Alves, Luiz César Arashiro e Fernando Uehara; e o premiado curta e de uma sensibilidade tamanha, que fala sobre a seca do Nordeste, “Quando a Chuva Vem?, do pernambucano Jefferson Batista. Inclusive abro um parênteses aqui para dizer que mediarei um debate sobre “Música das Esferas: Mimi e o Baú Mágico”, no dia 20 de abril, no MIS (Museu da Imagem e do Som, em São Paulo). E para você que não é da cidade terá a oportunidade de assistir essa lindo trabalho aqui no Vertentes, que leva a personagem Mimi a viajar por quatro diferentes planetas musicais. 

Leia também:

Tudo Sobre o Primeiro Mês da Mostra Um Curta Por Dia

Tudo Sobre o Segundo Mês da Mostra Um Curta Por Dia

Tudo Sobre o Terceiro Mês da Mostra Um Curta Por Dia

Tudo Sobre o Quarto Mês da Mostra Um Curta Por Dia

Tudo Sobre o Quinto Mês da Mostra Um Curta Por Dia

Tudo Sobre o Sexto Mês da Mostra Um Curta Por Dia

Tudo Sobre o Sétimo Mês da Mostra Um Curta Por Dia

Tudo Sobre o Oitavo Mês da Mostra Um Curta Por Dia

Tudo Sobre o Nono Mês da Mostra Um Curta Por Dia

Com tema futebol Kleber Mendonça Filho firma presença com “A Copa do Mundo no Recife”, em que o cineasta apresenta várias imagens e entrevistas durante os jogos da Copa do Brasil, na capital pernambucana. Já no curta A8″, Lúcio Branco faz um monólogo mostrando que para ter jogo é preciso do adversário. Ambos os curtas fizeram parte da seleção do Cinefoot – Festival de Cinema de Futebol (em anos diferentes), evento que entra em sua 14º edição e acontecerá esse mês entre os dias 25 a 30 de abril, no Rio de Janeiro.

E a diversidade de curta do Vertentes é para todos, como nos documentários “B Não é de Biscoito” das cineastas Hilda Lopes Pontes e Chris Mariani, que fala sobre as questões da bissexualidade; e Aqueles Dois”, de Émerson Maranhão, que apresenta um casal transgênero. De ficção, trazemos o delicado e divertido “Ela que Mora no Andar de Cima”, do paranaense Amarildo Martins. Protagonizado por Marcélia Cartaxo e Raquel Rizzo, o filme é uma bela história de uma amor platônico entre vizinhas. 

E temos também os jovens talentosos e premiados, Gabriel Martins (de “Marte Um”) com a ficções “Nada”; Juliana Rojas com “O Duplo”; Tiago. A Neves com A Conta”; o “faz tudo do cinema brasileiro” Cavi Borges estreando com exclusividade aqui na mostra seu “PC Capoeira e Seu Amigo Chinês”.

E no mês em que temos o Festival É Tudo Verdade em São Paulo e Rio de Janeiro, a Mostra Um Curta Por Dia completa-se com os documentários: “Anamnese”, de Tiago Lipka, que fala sobre o processo da demência degenerativa; “Viva Volta”, de Heloísa Passos que mostra a volta do trombonista Raul de Souza a Bangu reconstruindo sua trajetória; “Casas Marcadas” em que se aborda a desapropriação do Morro da Providência, no Rio de Janeiro, e é realizado em conjunto por Carlos Moreira Beto, Éthel Oliveira, Adriana Barradas, Alessandra Schimite, Ana Clara Chequetti e Juliette Lizeray. 

No gênero ficção, retomamos com “Vai Melhorar” (que fez parte de nossa outra mostra anterior, a Para Votar Bem), curta do Rio Grande do Norte, de Pedro Fiúza e muito premiado pelo Brasil, além de “Cacicus”, de Bruno Cabral e Gabriela Dullius; Férias Para Sempre”, de Pedro Tavares; o belo e poético “Aperto”, de Alexandre Estevanato, e protagonizado por Milton Gonçalves; “Permanências”, de Ricardo Alves Jr;  Palíndromo”, de Phillipe Barcinski, que inovou na linguagem na época de seu lançamento, no começo dos anos 2000; e “A Balada dos Anjos e Demônios”, de Marcelo Domingues, realizado em uma oficina durante o 11ºCineFest Votorantim. E sim, temos dois curtas experimentais nesta seleta lista que são: “Vagalumes”, de Léo Bittencourt; e o interiorano “O Flâneur”, de Guilherme Bonini.

Como todos os meses, também seguindo outra tradição da Mostra Um Curta Por Dia, a cor escolhida em março para nossas artes e materiais de divulgação é o verde e o azul (em dégradé). O verde é dedicado a conscientizar a população sobra a segurança no trabalho e foi escolhido justamente por causa de uma explosão ocorrida em uma mina na cidade de Farmington, no estado da Virginia, Estados Unidos. O acontecimento, que ocorreu em 28 de abril de 1969, matou 78 trabalhadores. Já o azul simboliza a conscientização do espectro autismo contra sua discriminação.

Pix Vertentes do Cinema

E sim, para finalizar, nosso site não conta com nenhum financiamento. Todo o nosso trabalho de realizar esta Mostra um Curta Por Dia totalmente sem grana, e só com muito amor envolvido, precisa de ajuda para continuar sua jornada. São muitos gastos. Por isso, pedimos que quem puder nos ajude e contribua com o que puder. Nossa chave PIX está acima. Muito obrigado!


PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO DÉCIMO MÊS DA MOSTRA UM CURTA POR DIA

DIA 01/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

O ALEIJADINHO 

(O Aleijadinho, 1978, 23 minutos, documentário, de Joaquim Pedro de Andrade). Um inventário da vida e da obra de Antônio Francisco Lisboa, o artista mais expressivo do Brasil colônia. Nascido em 1738 na antiga Vila Rica, hoje Ouro Preto (MG), cedo tornou-se conhecido pelas originais concepções técnicas e artística que introduziu em seu ofício de escultor. Além das obras realizadas em Ouro Preto, trabalhou também em Tiradentes, Congonhas do Campo, Sabará, Mariana e outras cidades vizinhas, mesmo acometido por uma doença que o deformou, mas que não o impediu de continuar sua obra monumental e comovente. Baseado em texto e roteiro de Lúcio Costa.


DIA 02/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

REDENÇÃO 

(Redenção, 2017, 15 minutos, ficção, de Neville d’Almeida e Joaquim Haickel). Com Flávia Bittecourt, Al Danuzio, Neville d’Almeida. Uma jovem vem para a cidade grande com o propósito de resolver uma pendência de vida e de morte! No desenrolar da história, a cidade se expõe e personagens curiosos passeiam pela tela. A música marca as ações, dando ênfase às músicas da cidade.


DIA 03/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

ANAMNESE

(Anamnese, 2021, 14 minutos, documentário, de Tiago Lipka). Com Leonardo Arentz, Luiz Barotto, Juliane Chaves, Elter Correa. Uma representação audiovisual do processo de demência degenerativa à partir de relatos reais de portadores desta condição.


DIA 04/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

PALÍNDROMO 

(Palíndromo, 2001, 11 minutos, ficção, de Phillipe Barcinsk). Com Silvio RestiffeEugenio PuppoEucir de Souza. Um homem perde tudo que tem. Uma história simples contada de forma inusitada.


DIA 05/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

VAGALUMES

(Vagalumes, 2021, 19 minutos, experimental, de Léo Bittencourt). O lado noturno de um ícone modernista. A fauna e flora dos jardins de Roberto Burle Marx habitado pelos frequentadores do Parque do Flamengo enquanto a cidade do Rio de Janeiro adormece.


DIA 06/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

SÃO PAULO, CINEMACIDADE

(São Paulo, Cinemacidade, 1994, 30 minutos, documentário, de Aloysio Raulino, Regina Meyer, Marta Dora Grostein). Misturando novas imagens a fragmentos de filmes realizados em São Paulo, apresenta a cidade sob a perspectiva de cinco atributos: transformação, anonimato, multidão, precariedade e dimensão.


DIA 07/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

APERTO

(Aperto, 2022, 15 minutos, ficção, de Alexandre Estevanato). Com Milton Gonçalves, Ícaro Negroni, Any Ferraz, Ana Laura Ferraz Cardoso, Cauê Jesus. Um senhor de 80 anos retorna ao sítio onde nasceu e viveu a sua infância para reavivar as memórias do passado.


DIA 08/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

VIVA VOLTA

(Viva Volta, 2005, 15 minutos, documentário, de Heloísa Passos). Com Maria BethâniaJaime AlemRaul de Souza. Com o som do seu trombone ao fundo, o filme leva o trombonista Raul de Souza de volta a Bangu (RJ) e reconstrói sua trajetória. Revisita Saravah (filme de 1969), e, em 2005, promove o reencontro dele com Maria Bethânia. Juntos, eles celebram a devoção pela música.


DIA 09/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

SUPEROUTRO

(SuperOutro, 1989, 45 minutos, ficção, de Edgar Navarro). Com Bertrand Duarte e Nilda Spencer. Um louco de rua tenta libertar-se da miséria que o assedia e acaba por subverter a própria lei da gravidade.


DIA 10/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

NADA

(Nada, 2017, 28 minutos, ficção, de Gabriel Martins). Bia acaba de fazer 18 anos. O final do ano se aproxima e, com ele, o Enem. A escola e seus pais a pressionam para que decida em qual curso se inscrever, mas ela não quer fazer nada.


DIA 11/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

FÉRIAS PARA SEMPRE

(Férias Para Sempre, 2018, 23 minutos, ficção, de Pedro Tavares). Com Ariane Ribeiro, Isis Mendes Távora, Johnny Araújo e Messias Oliveira. Messi e Johnny são convidados para uma festa na Barra da Tijuca. Quando ficam presos do lado de fora, eles têm a noite inteira para explorar as ruas e descobrir que esse lugar não foi feito para eles.


DIA 12/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

AQUELES DOIS

(Aqueles Dois, 2018, 15 minutos, documentário, de Émerson Maranhão). Com Caio José e Kaio Lemos. O enfermeiro Caio José tem 25 anos e o pesquisador Kaio Lemos 38. Eles não se diferenciam de outros rapazes que vivem realidades similares, não fosse pelo fato de serem homens transgêneros.


DIA 13/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

CACICUS

(Cacicus, 2021, 14 minutos, ficção, de Bruno Cabral e Gabriela Dullius). Com Jessica Ruviaro, Vick Maciel, Edson Queiroz. Laura vive e trabalha com o pai em uma lavanderia à beira da falência. A troca de mensagens por bilhetes deixados nas roupas com Camila, uma cliente frequente, traz a possibilidade de fugir do mundo barulhento das máquinas de lavar funcionando 24 horas por dia para um momento de paz e silêncio.


DIA 14/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

ELA QUE MORA NO ANDAR DE CIMA

(Ela que Mora no Andar de Cima, 2020, 14 minutos, ficção, de Amarildo Martins). Com Marcélia Cartaxo e Raquel Rizzo). Luzia vira “cobaia” dos doces e quitutes da vizinha confeiteira, Carmem. A amizade evolui para uma paixão platônica, que traz um novo sabor para os dias amargos de Luzia.


DIA 15/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

O JOGO DA DÍVIDA

(O Jogo da Vida,1990, 58 minutos, documentário, de Eduardo Coutinho). Documentário sobre a dívida externa latino-americana, realizado em 5 blocos que abordam desde um breve histórico da dívida até algumas possíveis alternativas de solução, passando por seus mecanismos, suas crises mais graves e suas consequências sociais.


DIA 16/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

PC CAPOEIRA E SEU AMIGO CHINÊS

(PC Capoeira e seu Amigo Chinês, 2024, 5 minutos, documentário, de Cavi Borges). Histórias de PC Capoeira e seu amigo chinês. 


DIA 17/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

MEGALÓPOLIS

(Megalópolis, 1973, 9 minutos, documentário, de Leon Hirszman). Essa obra conta com o roteiro da geógrafa Bertha Becker (in memoriam). Ele é antigo, mas traz uma análise muito interessante do fenômeno de crescimento acelerado da urbanização no Brasil, concentrado no eixo Rio de Janeiro – São Paulo.


DIA 18/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

VAI MELHORAR

(Vai Melhorar, 2020, 19 minutos, ficção, de Pedro Fuiza). Com Alice Carvalho, Andreia Souza, Enio Cavalcante, Pedro Queiroga, Quitéria Kelly e Rodrigo Bico. Nos bastidores de uma campanha política, a apresentadora Luísa sofre com a difícil convivência entre colegas de trabalho. É a última semana antes do primeiro turno e Luísa, longe de sua cidade e sua família, descobre um escândalo que pode comprometer toda a eleição. Agora ela precisa decidir não só o seu destino, mas o de uma cidade inteira.


DIA 19/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

O DUPLO

(O Duplo, 2012, 26 minutos, ficção, de Juliana Rojas). Com Gilda Nomacce, Majeca Angelucci, Sabrina Greve. Silvia é uma jovem professora. Certo dia, sua aula é interrompida quando os alunos veem seu duplo pela janela. Ela tenta ignorar a aparição, mas o evento perturbador passa a impregnar seu cotidiano e alterar sua personalidade.


DIA 20/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

CASAS MARCADAS

(Casas Marcadas, 2012, 10 minutos, documentário, de Carlos Moreira Beto,  Éthel Oliveira, Adriana Barradas, Alessandra Schimite, Ana Clara Chequetti, Juliette Lizeray). O documentário tem como tema as desapropriações no Morro da Providência, favela mais antiga do Brasil, centro da cidade do Rio de Janeiro.


DIA 21/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

PERMANÊNCIAS

(Permanências, 2010, 34 minutos, ficção, de Ricardo Alves Jr.). Com Alisson Machado de Souza, Marcos Magalhães, Vinicius de Morais, Rosemary Santos Cesário, Maria Aparecida, Normando Ferreira, Celso Oliveira. Do lado de dentro o ar é mais denso.


DIA 22/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

A COPA DO MUNDO NO RECIFE

(A Copa do Mundo no Recife, 20154, 14 minutos, de Kleber Mendonça Filho). Em Recife, o berço da lenda do futebol Rivaldo, quase todo mundo parece ser louco por futebol. Ao mesmo tempo que a cidade luta com problemas sociais urgentes e pobreza é inundada pela Copa do Mundo de 2014. O fascinante olhar para esse evento do cineasta residente Kleber Mendonça Filho.


DIA 23/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

FOROFINA – UM FILME A SER FEITO

(Forofina – Um Filme a Ser Feito, 2020, 13 minutos, documentário, de Sylvio Lanna). Com imagens captadas pelo próprio Sylvio em uma travessia pela África nos anos 70, o filme é uma semente para o próximo longa do diretor que está por vir.


DIA 24/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

MÚSICA DAS ESFERAS: MIMI E O BAÚ MÁGICO

(Música das Esferas: Mimi e o Baú Mágico, 2024, 18 minutos, animação de Marcos A.R. Alves, Luiz César Arashiro e Fernando Uehara). Seu Godofredo tem visita importante: hoje, sua neta Lalá, de 6 anos, vem visitá-lo. A mãe de Lalá encosta o carro na frente da casa e Lalá, carregando seu gato Mimi, corre para encontrar o avô. Indiferente ao seu Godofredo e à sua tutora Lalá, o gato Mimi explora a sala misteriosa até encontrar um velho e pequeno baú aberto. Dentro dele: um chapéu palheta, uma camisa listrada, uma fita amarela… Mimi, que, como qualquer gato curioso, pula pra dentro e, inesperadamente, algo incrível começa a acontecer.


DIA 25/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

O FLÂNEUR

(O Flâneur, 2021,12 minutos, experimental, de Guilherme Bonini). O Flâneur é um framedrama que explora a solidão de um indivíduo em busca de um existencialismo numa multidão inexistente, no universo urbano de Araraquara, interior de São Paulo.


DIA 26/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

B NÃO É DE BISCOITO

(B Não é de Biscoito, 2020, 20 minutos, documentário, de Chris Mariani e Hilda Lopes Pontes). Numa tarde, quatro jovens se encontram e compartilham vivências sobre serem bissexuais em um mundo marcado pela heteronormatividade.


DIA 27/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

A CONTA

(A Conta, 2017, 10 minutos, ficção, de Tiago. A.Neves). Qual o sentido da Vida? Quem somos de onde viemos para onde vamos? O feijão deve ficar em cima ou embaixo do arroz?


DIA 28/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

A BALADA DOS ANJOS E DEMÔNIOS

(A Balada dos Anjos e Demônios, 2019, 11 minutos, ficção, de Marcelo Domingues). O filme apresenta uma alegoria sobre a chegada inesperada e assustadora do futuro no mundo.


DIA 29/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

QUANDO A CHUVA VEM?

(Quando a Chuva Vem, 2019, 9 minutos, animação de Jefferson Batista). O filme é uma animação que utiliza a técnica do stop motion para conta a história de uma família sertaneja que vive uma das maiores secas do estado de Pernambuco. A produção do filme aconteceu na cidade de Carpina, interior de Pernambuco. Para a construção dos personagens e cenários foram utilizados vários materiais recicláveis, uma verdadeiro trabalho artesanal.

DIA 30/04 – Início 09:00 – Assista por AQUI

A8

(A8, 2020, 25 minutos, documentário, de Lúcio Branco). Seja no meio de campo, ou em qualquer outro meio, a consciência é o método. No monólogo em curta-metragem A8, Afonsinho usa da mesma visão panorâmica que a sua posição exige. Ele não vê apenas os parceiros de time em campo: – “Pra ter jogo você precisa até do adversário”. O herdeiro da camisa de Zizinho e Didi preza o talento individual, mas não ignora que, sem o carregador de piano, não há apresentação solo. Definitivamente, em A8 não existe dono da bola.


SERVIÇO

Mostra Um Filme Por Dia – Décimo mês

Online no site Vertentes do Cinema

vertentesdocinema.com

De 01 de abril a 30 de abril de 2024

Cada curta será exibido somente por 24 horas.

Evento Gratuito (não é preciso fazer nenhum cadastro)

Mostra Um Curta Por Dia - Mes 10 - abril 2024

OS CARDS DA MOSTRA UM CURTA POR DIA – MÊS 10

Pix Vertentes do Cinema

Deixe uma resposta