É fato que um festival de cinema é uma maratona. E para os fortes. O Festival do Rio não poderia ser diferente. Com mais de 200 filmes, os espectadores cinéfilos entram em um transe esquizofrênico de uma catarse coletiva. É o amor incondicional pela sétima arte que pulsa incessante.

De hoje, dia primeiro de novembro até o dia onze, os vertenteiros poderão conferir diariamente as críticas, pílulas-resenhas, entrevistas, vídeos exclusivos e matérias especiais. E também acompanhe nosso Instagram e nossa página do Facebook.

Nossa equipe de críticos: Fabricio Duque, Vitor Velloso, Gabriel Silveira e Pedro Guedes. E nossa equipe de cobertura midiática: Lisandra Detulio, Camila Rangel e Rodrigo Puchetti.

Nossa cobertura já começou. Confira as críticas com notas de vários filmes, incluindo a do filme de abertura do Festival do Rio, “As Viúvas”, que acontece hoje, no Odeon, Rio de Janeiro. Mas não se desespere: após a sessão para convidados, o público pode conferir o filme no mesmo dia e no mesmo cinema, às 23:59.


Vídeos Exclusivos


Críticas Relacionadas

Crítica: Deslembro

Ao som de ele não, francês não.

Crítica: A Sombra do Pai

Pulsar a vida com a morte

Crítica: Torre das Donzelas

Mulheres unidas, jamais serão vencidas

Crítica: Eleições

Botando fé nesses guris. Vêm eleições 2030 (Pelo amor)!

Crítica: Museu

Artefatos sem valor

Crítica: A Rota Selvagem

Vamos, público, chore!

Crítica: As Viúvas

Lutos em reação

Crítica: Sem Rastros

O ser humano em contato com a Natureza

Crítica: Luna

Uma jornada para descobrir a força da própria existência

Crítica: Diamantino

Da fantasia resignada à realidade surreal

Crítica: Ilha

Utopias no limite tênue da pretensão e da ingenuidade

Crítica: Godard’s The Image Book

Competição. As verborrágicas imagens de Godard.

Crítica: Plaire, aimer et courir vite

Competição. Sobre os encontros errados para chegar ao certo.

Crítica: Cold War

Competição. Preto-e-branco é a cor mais quente.

Crítica: Tá Rindo de Quê? Humor e Ditadura

O bom humor como ferramenta crítica

Crítica: Summer | Leto

Competição. Em busca do dia perfeito.

Crítica: A Casa Que Jack Construiu

A mórbida consciência arquitetada de Lars

Crítica: Skate Kitchen

Skate Kitchen não é uma escola

Crítica: Yomeddine

Competição. Vidas expostas em uma jornada de renovação.

Crítica: Obscuro Barroco

Uma vida em poesia e ação

Crítica: A Queda do Império Americano

Divertido e moderadamente engajado

Crítica: Operação Overlord

Entretenimento de primeira?

Crítica: Cano Serrado

Bancada da Bala Cristã

Pílula-Crítica: Sócrates

Palmeira lavada de sangue

Pílula-Crítica: Rafiki

Resistência entreguista

Pílula-Crítica: Vermelho Sol

Retrato Latino de um moralismo ético

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados