l-amant-dun-jour-poster

Festival de Cannes 2017: “L’Amant D’un Jour”


Do diretor francês Philippe Garrel (de “À Sombra de Uma Mulher“, “O Ciúme“, “Amantes Constantes”), 76 minutos. Com Eric Caravaca, Louise Chevillotte, Esther Garrel (filha do diretor).

Uma jovem (Esther Garrel) acabou de tomar uma difícil decisão, mesmo com partes de sua mente negando a atitude. Isso porque, ainda ressentida com problemas do passado, ela acaba de retornar para viver com seu pai, após uma ruptura traumática tempo atrás. O problema é que, ao encontrá-lo, percebe que agora ele vive com uma mulher da mesma idade que ela.

“L’Amant D’un Jour – O Amante do Dia” integra a competição oficial da 49a Quinzaine des Réalisateurs do Festival de Cannes 2017. Aguarde a crítica!


O diretor Philippe Garrel tem 69 anos e nasceu em 6 de abril de 1948. Dirigiu seu primeiro curta-metragem já aos 13 anos, “Une plume pour Carole” (1963). Em 1964, fez o que considera sua verdadeira estreia com “Les Enfants désaccordés”, seguido de vários outros curtas. Entre seus longas mais recentes estão “Amantes constantes” (Leão de Prata no Festival de Veneza 2005), “A fronteira da alvorada” (Cannes 2008), “Um verão escaldante” (Veneza 2011) e “O ciúme” (Veneza 2013).


Críticas Relacionadas

Crítica: À Sombra de Duas Mulheres

O momento prolongado de Philippe Garrel

Crítica: O Ciúme

A condição existencial humana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados