mostra-atom-egoyan

CAIXA CULTURAL APRESENTA PRIMEIRA RETROSPECTIVA DO CINEASTA

ATOM EGOYAN NO RIO DE JANEIRO

Programação com entrada franca apresenta filmes de ficção do premiado diretor egípcio-canadense e terá sessões comentadas

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 27 de setembro a 9 de outubro (terça-feira a domingo), a mostra Atom Egoyan – A realidade distorcida do cinema egípcio, que apresenta todos os 15 longa-metragens de ficção dirigidos por Atom Egoyan, desde os clássicos Next of kin (1984) e Family Viewing (1987), até Memórias Secretas (2015), seu último trabalho. A entrada para todas as sessões será franca, com distribuição de senhas a partir da abertura da bilheteria. O projeto tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e Governo Federal.

Será a mais completa retrospectiva dos filmes de Atom Egoyan no Rio de Janeiro. Entre os destaques da programação estão Exótica (1994), filme de abertura da mostra e seu primeiro grande sucesso, indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, e Doce Amanhã (1997), considerado pela crítica como um dos seus melhores trabalhos, ganhador do Prêmio do Grande Júri, do Troféu FIPRESCI e do Troféu do Júri Ecumênico no Festival de Cannes.

“A mostra Atom Egoyan – A Realidade Distorcida do Cinema Egípcio apresenta os clássicos do diretor canadiano Atom Egoyan. A atmosfera erótica e sombria de filmes como Exótica, O Corretor e À Procura se destacam na seleção de filmes independentes e enigmáticos sobre a realidade distorcida do aclamado diretor”, comenta o curador Alexander Mello.

Nas últimas três décadas, Atom Egoyan vem conquistando respeito e visibilidade através da sua participação e premiação em diversos festivais internacionais, se estabelecendo como um importante autor cinematográfico contemporâneo. Egoyan é descendente de armênios, nascido no Cairo, e se mudou com a família ainda criança para o Canadá. Ele passou de filmes independentes para um trio de adaptações literárias densas e meticulosamente realizadas, interrompendo este percurso para escrever, realizar e produzir um drama épico sobre genocídio armênio na Turquia antes da Primeira Grande Guerra, que condensou todos os temas de Egoyan e se tornou o filme mais pessoal realizado até hoje: Ararat(2002).

Nos dois finais de semana, a mostra terá sessões comentadas dos filmes Ararat e Exótica pelos críticos Marcelo Müller e Rodrigo Gerace. Durante o evento, será lançando um catálogo sobre a mostra.

Outras informações sobre a mostra podem ser acessadas no endereço: www.facebook.com/MostraAtomEgoyan.


mostra-atom-egoyan-caixa

Programação

27 de setembro (terça-feira)
18h30 – Exótica (1994), de Atom Egoyan, Canadá, 103 min, 16 anos.

28 de setembro (quarta-feira)
18h30 – Sem Evidências (2012), de Atom Egoyan, EUA, 114 min, 12 anos.

29 de setembro (quinta-feira)
18h30 – À Procura (2014), de Atom Egoyan, Canadá, 112 min, 12 anos

30 de setembro (sexta-feira)
18h30 – Verdade Nua (2005), de Atom Egoyan, Canadá/Reino Unido, 107 min, 16 anos.

1º de outubro (sábado)
15h00 – Adoração (2008), de Atom Egoyan, Canadá, 100 min, 12 anos.
17h20 – Ararat (2002), de Atom Egoyan, Canadá/França, 115 min, 12 anos. Sessão comentada pelo crítico Marcelo Müller.

2 de outubro (domingo)
15h – O Corretor (1991), de Atom Egoyan, Canadá, 72 min, 16 anos.
17h20 – O Doce Amanhã (1997), de Atom Egoyan, Canadá, 112min, 1997, 16 anos.

4 de outubro (terça-feira)
18:30 – O Preço da Traição (2009), de Atom Egoyan, Canadá/EUA/França, 99 min, 12 anos.

5 de outubro (quarta-feira)
18h30 – O Fio da Inocência (1999), de Atom Egoyan, Canadá /Reino Unido, 116 min, 16 anos.

6 de outubro (quinta-feira)
18h30 – Next of Kin (1984), de Atom Egoyan, Canadá, 105 min, 16 anos.

7 de outubro (sexta-feira)
18h30 – Calendário (1993), de Atom Egoyan, Canadá/Armênia/Alemanha, 74 min, 16 anos.

8 de outubro (sábado)
15h – Speaking Parts (1989), de Atom Egoyan, Canadá, 93 min, 16 anos.
17h20 – Exótica (1994), de Atom Egoyan, Canadá, 103 min, 16 anos. Sessão comentada pelo crítico e pesquisador Rodrigo Gerace.

9 de outubro (domingo)
15h – Memórias Secretas (2015), de Atom Egoyan, Canadá/Alemanha, 95 min, 14 anos.
17h20 – Family Viewing (1987), de Atom Egoyan, Canadá, 86min, 16 anos.


Serviço
Mostra Atom Egoyan – A realidade distorcida do cinema egípcio
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô: Estação Carioca)
Telefone: (21) 3980-3815
Data: 27 de setembro a 9 de outubro de 2016 (terça-feira a domingo)
Ingressos:entrada franca
Lotação: 78 lugares (mais 3 para cadeirantes)
Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados