Conhecendo o Festival de Veneza

O Festival Internacional de Cinema de Veneza (Mostra Internazionale d’Arte Cinematografica) é um festival anual de cinema que é realizado na cidade de Veneza, na Itália, desde 1932, no Palazzo del Cinema. Embora seja anual, o Festival está englobado no que se designa como Bienal de Veneza, uma exposição internacional das artes que, como o seu nome indica, se celebra a cada dois anos nesta cidade italiana. 
O principal prêmio, o de melhor filme, é denominado Leão de Ouro (Leone d’Oro). O júri também concede o prêmio Leão de Prata (Leone d’Argento) ao melhor diretor/realizador e o Leão de Prata – Grande Prêmio do Júri.
A edição 70 do Festival Internacional de Cinema de Veneza, de 28 agosto a 7 setembro de 2013, é dirigido por Alberto Barbera. O objetivo do Festival é promover a sensibilização e promover os vários aspectos do cinema internacional em todos suas formas: como arte, entretenimento e como uma indústria, em um espírito de liberdade e diálogo. O Festival também organiza retrospectivas e homenagens a grandes figuras, como uma contribuição para uma melhor compreensão da história do cinema.
O diretor italiano Bernardo Bertolucci (completando 70 anos) presidiu o júri do evento. Confira AQUI o pdf de toda programação e a seguir os vencedores da edição 2013.
Os vencedores do 70º Festival de Cinema de Veneza
Mostra Competitiva Oficial
Leão de Ouro: “Sacro Gra”, de Gianfranco Rosi (Itália)
Grande Prêmio do Júri: “Stray Dogs”, de Tsai Ming-Liang (China)
Leão de Prata de Direção: Alexandros Avranas, por “Miss Violence” (Grécia)
Coppa Volpi de Melhor Ator: Themis Panou, por “Miss Violence”
Coppa Volpi de Melhor Atriz: Elena Cotta, “Via Castellana Bandiera” (Itália)
Prêmio Marcello Mastroianni de Revelação: Tye Sheridan, por “Joe” (EUA)
Roteiro: Steve Coogan e Jeff Pope, por “Philomena” (Inglaterra)
Prêmio especial do Júri: “Die Frau des Polizisten” (Alemanha)
Prêmio Luigi de Laurentiis para filme de estreia: “White Shadow”, de Noaz Deshe
Mostra paralela Orizzonti
Melhor filme: “Eastern Boys”, de Robin Campillo
Melhor Diretor: Uberto Pasolini, por “Still Life”
Prêmio Especial do Júri: “Ruin”, Michael Cody e Courtin Wilson
Gran Prix: “Fish and Cat”, de Sharam Mokri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados