Pela linha jornalística, um editorial deve ser apócrifo, sem a obrigação de ter alguma imparcialidade ou objetividade. Assim, o conteúdo expressa a opinião do veículo midiático. O Vertentes do Cinema ocupa a internet, para que possa compartilhar subjetividades a quem aprecia uma nova opinião sobre a sétima arte. De anônimo, o texto não tem nada. Volto a bater na mesma tecla de que o site é conduzido por uma só mão. E, neste momento, gostaria, realmente, de dividir com vocês, leitores-espectadores-cinéfilos, o porquê da lentidão das atualizações. Como sabem, o Vertentes do Cinema fez a cobertura do Festival de Cannes e Paris, in loco, na França. Muitos artigos e matérias já estão publicadas no site e outras tantas ainda estão por vir, incluindo vídeos exclusivos. Acrescente a informação de que filmes não pararam de estrear aqui no Rio de Janeiro (uns bons e ótimos, outros não tão satisfatórios – mas tudo é válido no cinema – uma câmera, uma fotografia e ou um ator podem consagrar um longa-metragem, então toda e qualquer película deve ser vista e revista). 
Acrescente ainda o cansaço da chegada; o fuso horário que demora (sim!) “ir embora”; o retorno ao “trabalho paralelo”; a tentativa de se desacostumar de lá por aqui (das rotinas diferenciadas e de horários quase incompatíveis – aqui, as cabines de imprensa começam às 10:30 da manhã, lá, às 08:30); o clima. Acrescente também o tempo de “recuperação” (como um período de férias “pós-férias”) e mais um período de gripe. Trocando em miúdos: o “site” retornou cansado, gripado e exausto. Acrescente também a quantidade de informações dos jornais para processar e para que pudesse ser atualizada, e a quantidade de filmes estreantes e das novas cabines de imprensa (já disse – reitero). Confesso que fiquei preocupado, ansioso, nervoso até com o “futuro” que me espera, talvez pelo detalhe de estar “sozinho” na jornada (o “monologo” não será por muito tempo – o site está em processo de “contratação de críticos”).
Portanto, caro leitor-espectador-cinéfilo, continue a prestigiar o Vertentes do Cinema, que prepara muitas novidades, críticas dos filmes, artigos, vídeos e o programa homônimo na Radio Uerj. Conteúdos inéditos poderão ser conferidos sempre de quinta para sexta-feira. Obrigado pela compreensão! O que seria do Vertentes do Cinema sem vocês?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados