O Que Você Não Pode Deixar de Saber sobre o Festival de Cannes

Por Fabricio Duque
(de Cannes)
*  A maioria das pessoas (pedintes de convites) que ficam com avisos (os mais inusitados), procurando por uma “invitation” para uma das sessões, consegue sempre (muitos gritam  literalmente de alívio e de felicidade), porque o Festival de Cannes distribui convites demais (e assim há conflito com as festas da praia). 
* No final, há uma maior tranquilidade para imprensa, visto que as pessoas vão embora a partir de quinta-feira. Com exceção de sexta-feira que fica completamente lotado. 
* O jornalista não precisa usar smoking o tempo todo. Roupa comum é o traje padrão. Mas para o tapete vermelho é obrigatório (só sessões das 19 e 22 horas). 
* As pessoas não possuem a calma da espera. São agitadas e querem entrar logo (para conseguir um lugar bom). 
* As pessoas, além de fumar muito e de conversar (pessoalmente e no celular) leem muito também. Sempre com um livro, uma revista, um jornal. 
* As funcionárias, que conduzem os espectadores às cadeiras, são extremamente pacientes. E precisam conviver com as pessoas que guardam os melhores lugares aos amigos. Cannes deveria canonizá-las. 
* As projeções são fantásticas, competentes, com profundidade de campo (mesmo sem óculos 3D). Mas a tela não é tão grande, se levarmos em conta que é um teatro de dois mil lugares…
* Sempre toca música no Grande Theatre Lumière e as cortinas se abrem e mostram a tela (como no Cinema Odeon Br, no Rio de Janeiro). E sempre o público bate palmas quando a logo do Festival de Cannes aparece projetada.
* Não se consegue entrar quando a sessão começa. E é expressamente proibido comer e beber na sala de cinema. E o filme nunca atrasa, mesmo com toda movimentação do Red Carpet. Sempre iniciando-se na hora, nem um minuto a mais, nem a menos. A organização é sistemática e precisa. Por causa de todas essas regras é que tudo funciona perfeitamente. Tem como não amar aqui?
* A equipe do filme entra de mãos dadas em todas as sessões de Gala. E fica um tempão tirando fotos. São milhares de flashes por segundo. 
* As pessoas param mesmo no Tapete vermelho. Tiram fotos, gritam de excitação e são fotografadas por muitos paparazzis oficiais. O Festival permite que este sentimento seja vivenciado plenamente. 
* Todo mundo fuma e muito aqui. Nos cafés, na espera da fila, na praia. Se alguém tem algum problema de alergia, não venha ao Festival de Cannes. 
* Uma dica importante é sobre o cartão American Express. Não é aceito aqui, apenas para tirar dinheiro em poucos caixas (com taxas). Escolha o Mastercard ou o Visa. 
* Aqui aprendemos a ganhar tempo dentro da espera “imposta”.  Eu, por exemplo, estou escrevendo no bloco de notas do Iphone, enquanto aguardo o trem atrasado.
* E para finalizar, é fascinante a quantidade de pessoas bonitas, com olhos azuis e com estilos verdadeiramente únicos e belezas quase iguais. Talvez, seja pela aceitação de ser o que são. Cada um projeta  autoconfiança a e tranquilidade individual, sempre com o cigarro na mão, como já disse anteriormente. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados