Primeiras Opiniões


Por Fabricio Duque
(de Cannes)

Partindo do princípio que é unânime a máxima cotidiana que os indivíduos possuem mais de uma opção para realizar uma mesma ação, então, assim, desenvolvo as primeiras opiniões sobre o Festival de Cannes. Aqui, pode-se ficar com chuva na fila de entrada do filme escolhido ou pode-se simplesmente não o assistir (esperando o sol da foto ao lado). Simples assim. Pode-se aproveitar as festas extremamente elegantes e nostálgicas (que são muitas) e perder os filmes ou tentar dormir cedo para chegar às sete e meia da manhã na linha de imprensa. Comecei a analisar o glamour por trás dos festivais de cinema pelo mundo afora. Há uma plastificação da estrutura vip de ser. Quem não participa da “nata” social, só resta “mendigar” um convite. É chique, fancy, imponente. Escolhe-se a embalagem, esquecendo que o conteúdo é o que realmente importa. Confesso que tinha em mente que a cinefilia era o único impulso do Festival de Cannes, mas não. São eventos “aristocráticos” para que se possa vender a imagem sem a imagem. A primeira representa a aceitação da segunda, que nada mais é do que sentar na cadeira de cinema (maravilhosamente confortável), assistindo ao “material bruto” do cinema: seus filmes (em uma exibição de uma perfeita qualidade). A própria Sofia Coppola ao ser entrevistada fez gênero blasé desnorteando a apresentadora (foi engraçado). O Festival de Cannes virou ajuda ao turismo. O preço em tudo é quase surreal. Vamos aos preços da Boutique Oficial: Caneca do Festival (15 euros); Bloco com a Logo (10 euros), Camisa oficial (35 a 56 euros); Bolsa (de 45 a 90 euros); Broche (12 euros), e talvez o mais caro de todos, Guarda-Chuva (35 euros, o pequeno – tudo bem, é com a logo do Festival de Cannes). O jeito é guardar as revistas gratuitas e livros brindes que fornecem na feira do cinema mundial (é lembrança e de graça). E como tem papel. É muita revista, muito jornal, muito livro, reposto toda hora e em todo lugar. É tanto, mas tanto, que você recebe um armário para se “entupir” de impressos. Então, aguarde mais impressões, opiniões, críticas dos filmes e coletivas de imprensas. Tudo com muita calma (já que se tem muito a fazer). Acompanhe também as fotos diárias pelo Instagram (@athoslife).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados