jeune-et-jolie-poster

Festival de Cannes 2013: “Jeune & Jolie”


A Bela da Tarde de Ozon

Por Fabricio Duque

“Jovem e Bela – Jeune & Jolie”, de François Ozon. Caros espectadores, podem dizer o que quiserem, mas para mim, Ozon é sempre Ozon. Neste filme, a narrativa apresenta-se elegante e sensual (com alto toque sexual). É comum ao tema – misturando a comédia de um dos seus filmes anteriores “Sitcom” com seriedade da abordagem da prostituição. Trocando em miúdos, é a Bruna Surfistinha francesa. Cahiers não, Le Monde adorou e Positif e Premiere ficaram no meio termo.

 

 



O Diretor. François Ozon nasceu em Paris, no dia 15 de Novembro de 1967. É considerado um dos mais importantes jovens realizadores franceses na categoria “New Wave” do cinema francês, tal como Jean-Paul Civeyrac, Philippe Ramos ou Yves Caumon. Em 1990, já depois de se licenciar em cinema pela Universidade de Paris I, François Ozon estudou na escola francesa de cinema La Femis. Ozon realizou diversos curtas metragens, tais como “Une robe d’été” (1996) e “Scènes de lit” (1998), que refletem o seu estilo peculiar.
Filmografia
2012 – Dentro de Casa
2010 – Potiche
2009 – O Refúgio
2009 – Ricky
2007 – Angel
2006 – Un lever de rideau
2005 – O Tempo Que Resta
2004 – 5×2
2003 – Swimming Pool
2002 – 8 mulheres
2000 – Sob a Areia
2000 – Gotas de água em pedras escaldantes
1999 – Os amantes criminosos
1998 – Sitcom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados