Crítica: O Lagosta

A estranheza como condução

Crítica: Meteora

Por Fabricio Duque “Meteora”, exibido no Festival de Cinema de Berlim de 2012, apresenta-se como o novo longa-metragem do diretor grego-colombiano Spiros Stathoulopoulos, que se tornou sensação “evolutiva” com “PVC-1”, em 2007, um plano único de oitenta e cinco minutos.…