Crítica: Pessoas-Pássaros

3ª Mostra Joias do Cinema Francês