7º PANORAMA DO CINEMA SUÍÇO CONTEMPORÂNEO CHEGA AO RIO DE JANEIRO EM 30 DE MAIO

Por Release Oficial


Entre os dias 30 de maio e 18 de junho, acontece na cidade do Rio de Janeiro a 7ª edição do Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo, uma parceria entre o Centro Cultural Banco do Brasil, o Sesc SP e o Consulado da Suíça em São Paulo.

Entre os destaques na programação está o documentário “Sobre Ovelhas e Homens”, de Karim Sayad, que virá ao Rio de Janeiro para participar de um debate, dia 30 de maio, às 19h.

A Suíça é um país que tem investido, cada vez mais, em sua produção cinematográfica. Anualmente, dezenas de filmes chegam ao mercado, muitos deles conquistando prêmios em alguns dos principais festivais europeus. No Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo o público carioca terá acesso a novas produções de longas e curtas-metragens suíços.

Além do filme de abertura, o público terá acesso a 13 longas-metragens, nos gêneros documentário e ficção, destaque para o inédito “Diário da Minha Cabeça” (Journal de Ma Tête), de Ursula Meier, vencedora do Urso de Prata no Festival de Berlim 2012 com o filme “Minha Irmã”; “O Som da Voz” (Der Klang der Stimme), de Bernard Weber, que recebeu o Prêmio do Público no 53º Solothurner Filmtage; e “Sobre Ovelhas e Homens” (Des Moutons et des Hommes), de Karim Sayad, que o foi o filme vencedor do Prêmio do Júri no 53º Solothurner Filmtage; entre outros.

A Mostra apresenta uma seleção especial de oito curtas‐metragens selecionados no festival de cinema “53èmes Journées de Soleure”, que acontece entre janeiro e fevereiro na Suíça e é considerado um dos eventos mais tradicionais do país: “Rewind Forward”, “Between Lands”, “La Bataille de San Romano”, “Casa Son Duno”, “In Takt”, “Blind Date”, “Au large” e “Parzival”.

“O 7º Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo traz uma seleção de filmes em diferentes formatos, estéticas, vozes e questionamentos. Os longas e curtas-metragens selecionados (documentários, ficções, animações, experimentais), dirigidos por homens e mulheres, de diversas partes da Suíça, convidam o público a mergulhar na atual cinematografia do país com suas singularidades e pluralidades”, afirmam Celia Gambini e Talita Rebizzi, curadoras do Panorama.

A 7ª edição do Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo foi exibida no Cinesesc e no CCBB SP, em maio e está em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília (CCBB DF), até 10 de junho. O Rio de Janeiro é a última cidade da itinerância, sendo as exibições no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB RJ), de 30 de maio a 16 de junho.


Programação Completa


Quarta-feira, 30.05 às 17h. Eu Não Tenho Idade (Para Te Amar) (Non Ho l’Età), de Olmo Cerri, (Suíça/ Itália, 2017). Documentário, 93 minutos. Livre.

Quarta-feira, 30.05 às 19h. Sobre Ovelhas e Homens (Des Moutons et des Hommes), de Karim Sayad, (Suíça/França/Qatar, 2017). Documentário, 78 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.
– Presença do diretor Karim Sayad – debate após sessão

Quinta-feira, 31.05 às 17h. Eu Sou a Gentrificação. Confissões de um Canalha (Die Gentrifizierung Bin Ich. Beichte Eines Finsterlings), deThomas Haemmerli (Suíça, 2017) Documentário, 99 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos.

Quinta-feira, 31.05 às 19h. A Fúria de Ver (La Fureur de Voir), de Manuel von Stürler (Suíça, 2017) Documentário, 84 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Sexta-feira, 01.06 às 17h. BE’ JAM BE Esse Canto Nunca Terá Fim (BE’ JAM BE et Cela n’Aura pas de Fin), de Caroline Parietti, Cyprien Ponson (França/ Suíça, 2017). Documentário, 85 minutos. Não recomendado para menores de 10 anos.

Sexta-feira, 01.06 às 19h. Hafis & Mara (Hafis & Mara), de Mano Khalil (Suíça, 2018.| Documentário, 88 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos.

Sábado, 02.06 às 15h. Programa curtas 01 (64 min.) com os curtas: A Batalha de São Romano, de Georges Schwizgebel (Suíça, 2017) Livre; Casa Son Duno, de Vanessa Rüegger ( Suíça, 2017) Livre; Entre Terras, de Lore Rinsoz (Suíça, 2017) Livre; No Ritmo, de Johannes Bachmann (Suíça, 2017) 12 anos; Rebobinar o Futuro, de Justin Stoneham (Suíça, 2017) Livre.

Sábado, 02.06 às 17h. Golias (Goliath), de Dominik Locher (Suíça, 2017). Ficção, 85 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Domingo, 03.06 às 15h. Amarrados (Encordés), de Frédéric Favre (Suíça, 2017). Documentário, 106 minutos. Não recomendado para menores de 10 anos.

Domingo, 03.06 às 17h. Bem-Vindo à Suíça (Willkommen in der Schweiz), de Sabine Gisiger (Suíça, 2017) Documentário, 83 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos.

Segunda-feira, 04.06 às 17h. Animais (Tiere), de Greg Zglinski (Suíça/ Áustria/ Polônia, 2017) Ficção, 95 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos

Segunda-feira, 04.06 às 19h. Televisões (Televisionen), de Fabian Kaiser e Luca Ribler (Suíça, 2018) Documentário, 52 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Quarta-feira, 06.06 às 17h. A Fúria de Ver (La Fureur de Voir), de Manuel von Stürler (Suíça, 2017) Documentário, 84 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos

Quarta-feira, 06.06 às 19h. BE’ JAM BE Esse Canto Nunca Terá Fim (BE’ JAM BE et Cela n’Aura pas de Fin), de Caroline Parietti, Cyprien Ponson (França/ Suíça, 2017). Documentário, 85 minutos. Não recomendado para menores de 10 anos.

Quinta-feira, 07.06 às 17h. Depois da Guerra (Dopo la Guerra), de Annarita Zambrano (França/ Itália/Suíça, 2017) | Ficção,92 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Quinta-feira, 07.06 às 19h. Não Tenho Idade (Para Te Amar) (Non Ho l’Età), de Olmo Cerri, (Suíça/ Itália, 2017). Documentário, 93 minutos. Livre.

Sexta-feira, 08.06 às 17h. O Som da Voz (Der Klang der Stimme), de Bernard Weber (Suíça, 2017) Documentário, 82 minutos. Livre.

Sexta-feira, 08.06 às 19h. Diário da Minha Cabeça (Journal de Ma Tête), de Ursula Meier (Suíça, 2017) Ficção 70 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Sábado, 09.06 às 15h. Bem-Vindo à Suíça (Willkommen in der Schweiz), de Sabine Gisiger (Suíça, 2017) Documentário,83 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos

Sábado, 09.06 às 17h. Of Sheep and Men (78 min.) Sobre Ovelhas e Homens (Des Moutons et des Hommes), de Karim Sayad, (Suíça/França/Qatar, 2017). Documentário, 78 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Domingo, 10.06 às 15h. Programa curtas 02 (62 min.) com os curtas: Ao Largo, de Natalia Ducrey (Suíça, 2018) 14 anos; Encontro às Cegas, de Christoph Schaub (Suíça, 1998) 12 anos; Parzival, de Christian Laubacher (Suíça, 2017) Livre.

Domingo, 10.06 às 17h. Golias (Goliath), de Dominik Locher (Suíça, 2017) Ficção, 85 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Segunda-feira, 11.06 às 17h. A Fúria de Ver (La Fureur de Voir), de Manuel von Stürler (Suíça, 2017) Documentário, 84 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Segunda-feira, 11.06 às 19h. Eu Sou a Gentrificação (99 min.) Eu Sou a Gentrificação. Confissões de um Canalha (Die Gentrifizierung Bin Ich. Beichte Eines Finsterlings), deThomas Haemmerli (Suíça, 2017) Documentário, 99 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos.

Quarta-feira, 13.06 às 17h. Programa curtas 01 (64 min.) com os curtas: A Batalha de São Romano, de Georges Schwizgebel (Suíça, 2017) Livre; Casa Son Duno, de Vanessa Rüegger ( Suíça, 2017) Livre; Entre Terras, de Lore Rinsoz (Suíça, 2017) Livre; No Ritmo, de Johannes Bachmann (Suíça, 2017) 12 anos; Rebobinar o Futuro, de Justin Stoneham (Suíça, 2017) Livre.

Quarta-feira, 13.06 às 19h. Diário da Minha Cabeça (Journal de Ma Tête), de Ursula Meier (Suíça, 2017) Ficção 70 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Quinta-feira, 14.06 às 17h. Programa curtas 02 (62 min.) com os curtas: Ao Largo, de Natalia Ducrey (Suíça, 2018) 14 anos; Encontro às Cegas, de Christoph Schaub (Suíça, 1998) 12 anos; Parzival, de Christian Laubacher (Suíça, 2017) Livre.

Quinta-feira, 14.06 às 19h. Animais (Tiere), de Greg Zglinski (Suíça/ Áustria/ Polônia, 2017) Ficção, 95 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Sexta-feira, 15.06 às 17h. Hafis & Mara (Hafis & Mara), de Mano Khalil (Suíça, 2018.| Documentário, 88 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos.

Sexta-feira, 15.06 às 19h. O Som da Voz (Der Klang der Stimme), de Bernard Weber (Suíça, 2017) Documentário, 82 minutos. Livre.

Sábado, 16.06 às 15h. Diário da Minha Cabeça (Journal de Ma Tête), de Ursula Meier (Suíça, 2017) Ficção 70 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Sábado, 16.06 às 17h. Amarrados (Encordés), de Frédéric Favre (Suíça, 2017). Documentário, 106 minutos. Não recomendado para menores de 10 anos.

Domingo, 17.06 às 15h. Televisões (Televisionen), de Fabian Kaiser e Luca Ribler (Suíça, 2018) Documentário, 52 minuto. Não recomendado para menores de 14 anos.

Domingo, 17.06 às 17h. BE’ JAM BE Esse Canto Nunca Terá Fim (BE’ JAM BE et Cela n’Aura pas de Fin), de Caroline Parietti, Cyprien Ponson (França/ Suíça, 2017). Documentário, 85 minutos. Não recomendado para menores de 10 anos.

Segunda-feira, 18.06 às 17h. Eu Não Tenho Idade (Para Te Amar) (Non Ho l’Età), de Olmo Cerri, (Suíça/ Itália, 2017). Documentário, 93 minutos. Livre.

Segunda-feira, 18.06 às 19h. Depois da Guerra (Dopo la Guerra), de Annarita Zambrano (França/ Itália/Suíça, 2017). Ficção,92 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.


Informações sobre os longas e curtas-metragens: https://drive.google.com/drive/folders/17DzYRU7hitngLVmSiGNtgHv0RHXonBHe


Serviço


Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro
Data: de 30 de maio e 18 de junho
Rua Primeiro de Março, 66 – Centro
CEP: 20010-000 / Rio de Janeiro (RJ)
(21) 3808-2020
ccbbrio@bb.com.br
Ingressos: 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada).
Acesso e facilidades para pessoas com deficiência | Ar-condicionado | Cafeteria e Restaurante | Loja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados