Festival de Berlim 2018: “Figlia mia”


Da diretora italiana Laura Bispuri (de “Vergine giurata (Sworn Virgin)”, cujo filme estreia integrou a mostra competitiva da Berlinale no ano de 2015), 100 minutos. Com Valeria Golino, Alba Rohrwacher, Udo Kier.


Vittoria, de dez anos de idade, está crescendo em uma vila da Sardenha. Um dia em um rodeio, ela encontra a impetuosa Angélica, que é completamente diferente da sua própria mãe, Tina. Vittoria não suspeita que as duas mulheres estejam conectadas por um segredo. Tina visitou Angélica há muito tempo na fazenda degradada, onde Angelica vive uma vida feliz com alguns cavalos velhos e um cão fiel. Tina não está feliz com Angelica e sua filha Vittoria. Em dívida, Angelica decide mudar-se para o continente. Aliviada, Tina oferece seu apoio financeiro, mas não consegue evitar novos encontros entre as duas. Laura Bispuri, mais uma vez, segue sua protagonista enquanto ela encontra, imita e questiona, vários modelos a seguir até descobrir gradualmente quem ela é.


“Figlia mia (Daughter of Mine)” integra a mostra competitiva do Festival de Berlim 2018.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados