Festival de Berlim 2018: “Don’t Worry, He Won’t Get Far on Foot”


Do diretor americano Gus van Sant (de “Elefante”, “Inquietos“, “The Sea of Trees” – este último tão frágil que teve gente que simplesmente desistiu de o acompanhar). Em “Don’t Worry, He Won’t Get Far on Foot” (da Amazon Studios), o ponto alto esperado é pela presença do ator (sempre irretocável) Joaquin Phoenix. 113 minutos. Ainda no elenco: Jonah Hill, Rooney Mara, Jack Black, Mark Webber, Udo Kier.


John tem uma inclinação para piadas politicamente incorretas – e um problema com bebida. Mas depois de adormecer bêbado no assento passageiro do carro de seu amigo, ele acorda tetraplégico na manhã seguinte no hospital. Precisa agora viver em uma cadeira de rodas, aos 21 anos. Agora potencializa cada gota de seu senso de humor para redescobrir o significado em sua existência. Ele é ajudado por Annu, que traz de volta a luxúria a sua vida, bem como Donny, um hippie, cujas reuniões não convencionais do Alcoólicos Anônimos que reunem pessoas e ajudam a ver as coisas de uma perspectiva totalmente nova. John descobre beleza e humor nas profundezas da experiência humana e usa seu talento artístico para transformar essas descobertas em caricaturas brilhantemente observadas.


O roteiro de Gus Van Sant é baseado nas memórias do cartunista John Callahan. É um retrato ficcional e melancólico, ainda que esperançoso da vida com limitações. O filme foi exibido no Festival de Sundance, que aconteceu em janeiro de 2018, em Park City, Utah, nos Estados Unidos.


“Don’t Worry, He Won’t Get Far on Foot” integra a competição oficial do Festival de Berlim 2018.


Críticas Relacionadas

Crítica: The Sea Of Trees

O elefante preguiçoso de Gus van Sant

Crítica: Inquietos

Vidas que se permitem viver

Pílula-Crítica: Inquietos

A visão jovial da morte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados