O Cine Concerto, com a apresentação ao vivo de “Um homem com uma câmera” (1929, de Dziga Vertov) acontecerá nesta terça-feira, 31 de outubro, às 20h, com Entrada Franca

+ Mostra Arte e Revolução Russa na Auditório da PUC RJ


Mais de 30 músicos e convidados especiais criando a trilha sonora e sonoplastia ao vivo de um dos maiores clássicos do cinema soviético! A Cineorquestra Soundpainting Rio, regida e coordenada por Taiyo Omura, após 8 cine concertos, apresentará pela primeira vez no Cine Odeon, e terá como desafio a criação coletiva da experiência sonora de um clássico da vanguarda cinematográfica soviética. Utilizando o Soundpainting e Conduction (linguagens de sinais para composição ao vivo/ improvisação dirigida) com uma orquestra performática, adentraremos numa aventura kinomusical!

Apresentação do filme e do evento pelo Professor Miguel Pereira, do Departamento de Comunicação da PUC-Rio


Cineorquestra

– Leonardo Dias (bateria e percussão)
– Marcelo Conti (contrabaixo acústico)
– Bryony Duncan (trompa)
– Ana Cândida Machado (voz)
– Vanessa Dias (voz e acordeon)
– Lucca Totti (guitarra)
– Achiles Lemos Neves (surdo)
– Alberto Goyena (voz e sax barítono)
– Ana Martins (trompete)
– Juliana Cardoso Franco (lira metálica)
– Jonas Ferreira (sax alto)
– Débora Rebel (percussão)
– Daniel Rodrigues Braz (baixo elétrico)
– Hugo Abrahão (sax alto)
– Veronica Lorena Calvo Mora (voz)
– Samuel Hamilton de Azevedo (cello)
– Gabriela Rodrigues (violino)
– Paula Soledad Otero (cello)
– Sergio Otero (violão)
– Michel Moreaux (clarinete, flautas)
– Gabriel Pontes – (sax soprano)
– Fábio Gomes Nagô (percussão)
– Mitul Verma (bansuri)
– Eduardo Nogueira (percussão eletrônica e efeitos)
– Gabriel Serrano (teclado)
– Frank Lemos (teclado)
– Marlon Cardozo (rabeca)
– Thaís Bezerra (percussão)
– Felipe Tupinambá (voz)
– Giulia Galvão (voz)

Participação Especial

– Coral da ASA / Associação Scholem Aleichem (vozes)
– Alê Fonseca (sintetizador)
– Aleksander Palamarczuk (bateria)
– Baby Pedra e o Alicate (?)
– Lucas de Casttelo (voz, rima e russo-profano)
– Jonas Hocherman Corrêa (trombone)

Regência e Coordenação

– Taiyo Jean Omura

Engenheiro de som

– Vitor Granete

Uma Mulher com uma Camera

– Raquel Gandra


Programação Completa do Seminário

ARTE E REVOLUÇÃO RUSSA, 100 ANOS DEPOIS

ABERTURA – Cine Odeon, na Cinelândia

dia 31/10, terça-feira, 20h
Abertura do Seminário com a exibição de Um homem com uma câmera (1929, 68min), de Dziga Vertov, no Cine Odeon, com acompanhamento do grupo musical performático de Soundpainting CineOrquestra e apresentação do Professor do Departamento de Comunicação da PUC-Rio, Miguel Pereira

SEMINÁRIO – Auditório, sala 102 do prédio John Kennedy, na PUC-Rio

dia 07/11, terça-feira, 9h
Exibição do filme inédito Sonhos interrompidos (2017, 90 min), de Silvio Tendler

Cinema, Utopia e Revolução Russa.
Com o cineasta e professor do Departamento de Comunicação da PUC-Rio, Silvio Tendler, o cientista político e professor do Departamento de Relações Internacionais da PUC-Rio, Luis Fernandes, e o professor emérito da UFRJ, José Paulo Netto.

dia 10/11, sexta-feira, 9h
Exibição de trechos de filmes de Einsenstein, Vertov, Medvedkin, Grigoryi Aleksandrov, Chris Marker, Jorge Sanjinés e dos Grupos Médvedkine de Besançon e Sochaux.

Cinema Militante: Revolução na forma e para além dela Com o professor do Departamento de Filosofia da PUC-Rio, Rodrigo Nunes, e mediação da professora do Departamento de Comunicação da PUC-Rio, Denise Costa Lopes.

13h – Exibição do filme Terra em transe (1967, 111min), de Glauber Rocha
Cinema Novo, Filosofia e Revolução Russa.
Com o professor de Filosofia da UFRRJ, Pedro Hussak, e mediação do coordenador do Curso de Cinema do Departamento de Comunicação da PUC-Rio, Ney Costa Santos.

dia 13/11, segunda-feira, 14h
Artes Plásticas e Revolução Russa com o curador, crítico e professor do Departamento de História da PUC-Rio, Ronaldo Brito, e mediação das professoras do Departamento de Comunicação da PUC-Rio, Denise Costa Lopes e Liliane Heynemann.

dia 17/11, sexta-feira, 9h
Apresentação da peça Marx baixou em mim (60min), com Jitman Vibranovski
Karl Marx pede para voltar do além porque está indignado com o que fizeram de suas ideias e com a crescente concentração de riqueza, e conta sua vida com todas as contradições. Monólogo traduzido por Tereza Briggs a partir do original de Howard Zinn, Marx in Soho. Direção e interpretação de Jitman Vibranovski.

Teatro e Revolução Russa com o diretor e ator Jitman Vibranovski e os professores do Departamento de Comunicação da PUC-Rio Vera Novello e Flávio Kactuz.


Ficha técnica

Organização: Denise Costa Lopes
Curadoria: Angeluccia Habert, Denise Costa Lopes e Silvio Tendler
Produção Odeon – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro: Arturo Netto
Apoio: Odeon – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados