A Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Por Fabricio Duque


O Centro cultural é reconhecido internacionalmente, principalmente por seu acervo cinematográfico, que foi aumentado pelo apoio do Estação. A curadoria é do Jornalista Ricardo Cota, que sente na pele as dificuldades para manter o local funcionando e realizar uma programação diversa e multi-cultural. É um ato de resistência ajudado pela paixão incondicional do historiador Hernani Heffner. E na entrevista exclusiva ao Vertentes do Cinema, disse que em certos momentos, todo o engessamento, causa confusão e desânimo. Nosso site participa com o Cineclube Clássicos, já exibindo “O Demônio das Onze Horas”, de Jean-Luc Godard (no foco França) e “Os Boas Vidas” (foco Itália), de Federico Fellini.


A Programação Completa de Agosto de 2017

I Jornada de Estudos em História do Cinema Brasileiro

Organizado pelos professores e pesquisadores Luciana Corrêa de Araújo, Luís Alberto Rocha Melo e Rafael de Luna Freire, a I Jornada de Estudos em História do Cinema Brasileiro, é uma iniciativa acadêmica com o objetivo de potencializar o conhecimento dos acervos, documentação, obras e estudos em torno da trajetória histórica do cinema brasileiro. Realizada pelo Departamento de Cinema e Vídeo e o Programa de Pós-Graduação em Cinema e Audiovisual da Universidade Federal Fluminense (PPGCine/UFF), e pelos Grupos de Pesquisa “História do cinema no Brasil: recepção, mercado e tecnologia”, “Historiografia audiovisual” e “Cinema brasileiro: história e preservação”, com apoio do PPGIS-UFSCar, PPGACL-UFJF e da Cinemateca, o evento apresentará uma programação especial em seu dia de abertura no Auditório Cosme Alves Netto, prosseguindo nos demais dias junto à UFF, em Niterói. O I Fórum de Pesquisas em História do Cinema Brasileiro, evento integrante da I Jornada de Estudos em História do Cinema Brasileiro, tem o objetivo de aproximar o universo da academia e dos arquivos de filmes e ocorrerá na Cinemateca do MAM.

Em cartaz

O longa metragem brasileiro inédito do mês é o documentário Do outro lado do Atlântico, do casal Daniele Ellery e Márcio Câmara, que investiga as relações entre o Brasil e outros países de língua portuguesa, como Cabo Verde, a partir de políticas de imigração, formação e trocas culturais. Desenvolvidos pelo Brasil, no bojo de uma política externa expansionista, nos anos 1990 e 2000, os programas e projetos realizados durante essas décadas são revisitados pelos realizadores junto aos participantes que retornaram aos seus países de origem e mantiveram uma forte relação com a sociedade e a cultura brasileiras.

Curso

Organizado pelo Grupo de Estudos Mil Brechas, dedicado ao estudo da obra do filósofo francês Gilles Deleuze (1925-1995), o curso “Kinofilosofando: Deleuze e a crise da imagem-ação” vai explorar com base nas obras de Deleuze e Henri Bergson um conjunto de relações entre filosofia e cinema, procurando produzir “um devir filósofo do cinema e um devir-imagem da filosofia”. Serão 12 aulas até o final do mês de outubro. Maiores informações pelo link https://www.facebook.com/events/287197885082536/.

O poeta da película

A obra do cineasta Stan Brakhage tornou-se bastante conhecida a partir de final do século XX, consagrando-o como um dos mais radicais, inovadores e sensíveis realizadores experimentais da segunda metade do século XX. Integrante da chamada vanguarda estadunidense, que girou em torno do famoso Anthology Film Archive, James Stanley Brakhage (1933-2003) explorou temas, abordagens e estéticas comuns aos outros cineastas de sua geração, como o caráter íntimo de alguns dos filmes e o trabalho com o material de arquivo (“found footage”), mas destacou-se principalmente pela criação direta na própria película, quer sob a forma de desenhos e pinturas, quer realizando colagens com materiais os mais diversos, o que torna seus originais de difícil projeção e circulação. Dos seus mais de 400 títulos, a Cinemateca apresenta uma pequena seleção em cópias digitais.

Truffaut em 35mm

Em um nova seção dedicada à difusão de obras criadas originalmente em película, a Cinemateca apresenta um pequeno ciclo com algumas das obras menos exibidas de um dos principais nomes da Nouvelle Vague francesa, o cineasta François Truffaut, Em títulos já relacionados à sua última fase, nos anos 70 e 80, Truffaut investiga sobretudo o feminino, com a delicadeza e a ternura que caracterizaram todo o seus cinema.


Agosto

ter 1
18h30 – Suporte Película: Truffaut – Atirem no pianista (Tirez sur le pianiste) de François Truffaut. França, 1960. Com Charles Aznavour e Marie Dubois. 81’. Legendas em português. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 14 anos

qua 2
18h30 – Suporte Película: Truffaut – A noiva estava de preto (La mariée etait en noir) de François Truffaut. França, 1968. Com Jeanne Moreau e Jean-Claude Brialy. 107’. Legendas em português. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 14 anos

qui 3
19h – Cineclube Woo – Free Time: Um encontro com o Cinema Independente – Bomba voadora (Doodlebug) de Chris Nolan. Grã-Bretanha, 1997. Com Jeremy Theobald. 3’. + Para meus olhos duros de Kadu Soares. Brasil, 2015. Com Tatiana Muniz e Michel Bercovitch. 21’. + Contratempo (Contratiempo) de Ailin Glenny. Argentina, 2012. Com Sofia Luz Traiman. + Rótulo de Felipe Cabral. Brasil, 2013. Com Julia Stockler e Felipe Cabral. 12’. + Guia prático para escolher o sofá dos seus sonhos de Marcelo Engster. Brasil, 2014. Com Bellatrix, Bertha Zoatha e Sandra Barsotti. 14’. + Mindr de Guilherme Valente. Brasil, 2015. Com Iuri Saraiva e Eduardo Parlagreco. 25’. + Gaydar de Felipe Cabral. Brasil, 2012. Com Nívea Richa e André Mansur. 12’. + The player de Carlos Guilherme Vogel. Brasil/República Tcheca, 2016. Com Marek Zelinka, Jana Třisková e Lianne Milton. 7’. + Como eles chegaram lá (How they get there) de Spike Jonze. EUA, 1997. Com Rico Bueno e Lauren Curry. 3’. Exibição em MP4. Sessão seguida de debate com os realizadores.
Classificação indicativa 14 anos

sex 4
18h – Extra – Nação negra (Black nation) de Mats Hjelm. Suécia, 2009. Documentário. 90’. Legendas em português. Exibição em mov H264. Sessão seguida de debate com o realizador.
Classificação indicativa 14 anos

sab 5
17h – Risco Cinema: Ensaios audiovisuais de Adrian Martin e Cristina Álvarez López – Godard Queer (Queer Godard). França, 2017. 12’. + Repulsa ao sexo, de Bela Tarr: fragmentos de uma refilmagem perdida (Bela Tarr’s Repulsion: fragments of a lost remake). França, 2015. 7’. + VISÃO de [De Palma] (De Palma’s [VISION]). França, 2014. 15’. + A máquina pensante 6: pedaços de espaços (The thinking machine: pieces of spaces). França, 2017. 11’. + Todas as festas do amanhã (All tomorrow’s parties). França, 2014. 5’. + Uma temporada no inferno (A season in hell). França, 2017. 4’. + Um acesso para “Depois de horas” (A key to ‘After hours’). França, 2014. 4’. + Contra o real (Against the real). França, 2015. 10’. Legendas em português. Ensaio fílmico. Exibição em mov H264.
Classificação indicativa 16 anos

dom 6
16h – Suporte Película: Truffaut – O garoto selvagem (L’enfant sauvage) de François Truffaut. França, 1970. Com François Truffaut e Jean-Pierre Cargol. 83’. Legendas em português. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 12 anos

seg 7
16h – Master Class ABC: Edgar Moura – A cor na cinematografia digital, palestra precedida da exibição do episódio da série Luz & Sombra: Os mandamentos de Edgar Moura, de Betse de Paula e Jacques Cheuiche. Brasil, 2016. Documentário. 26’. Exibição em mov H264.
Classificação indicativa Livre
Entrada gratuita

19h – Pré-estréia – Caim e Abel Ήθος ανθρώπω δαίμων de Guilherme Pozzibon. Brasil, 2016. Com Oto Henrique Pinto e Diogo Vaz. 79’. Exibição em DCP. Sessão seguida de debate.
Classificação indicativa 12 anos

20h30 – Pré-estréia – A truta de André Warwar. Brasil, 2013. Com Alexandre Mofati e Celso Taddei. 37’. Exibição em 16mm. + O drinque de Thiago Greco e Daniel Warwar. Brasil, 2016. Com Thierry Figueira e Thaiza Malfitano. 15’. Exibição em MP4 H264. + Cena 1 de André Warwar. Brasil, 2001. Com Celso Taddei e José Rubens Hirsch. 19’. Exibição em 35mm. + Diegese rompida de André Warwar. Brasil, 2014. Com Diogo Pivari, Chris Marques e Lu Anastácio. 12’. Exibição em MP4 H264.
Classificação indicativa 14 anos

ter 8
18h – Curso – Kinofilosofia: Deleuze e a crise da imagem-ação. Com os professores Bruno Cava, Camila Vieira, Jocimar Dias Jr. e João Arthur.
Classificação indicativa Livre
Entrada franca

qua 9
18h30 – Suporte Película: Truffaut – A história de Adèle H. (L’histoire d’Adèle H.) de François Truffaut. França, 1973. Com Isabelle Adjani e Bruce Robinson. 96’. Legendas em português. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 14 anos

qui 10
18h30 – Sessão Pianeiro – O castelo Vogelöd (Schloß Vogelöd) de F. W. Murnau. Alemanha, 1921. Versão restaurada em 2002. Com Arnold Korff e Lulu Kyser-Korff. 81’. Legendas em português. Exibição em DVD.
Classificação 12 anos

sex 11
18h30 – Suporte Película: Truffaut – O amor em fuga (L’amour em fuite) de François Truffaut. França, 1979. Com Jean-Pierre Léaud e Marie-France Pisier. 94’. Legendas em português. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 14 anos

sab 12
16h – Suporte Película: Truffaut – O último metrô (Le dernier metro) de François Truffaut. França, 1980. Com Catherine Deneuve e Gérard Depardieu. 131’. Legendas em português. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 14 anos

dom 13
16h – Suporte Película: Truffaut – De repente num domingo (Vivement dimanche!) de François Truffaut. França, 1983. Com Fanny Ardant e Jean-Louis Trintignant. 110’. Legendas em português. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 14 anos

seg 14
19h – Pré-estréia – Saia de boneca de Vanessa Cunha. Brasil, 2017. Com Helena Sacco. 7’27”. + Natureza morta de Tuany Rocha. Brasil, 2017. Com Agnes Hegmann, Anita Vilarinho, Nathalia Cavalcanti, Sâmara Guimarães e Vera Lodi. 8’51”. + Nosotros de Felipe Quadra. Brasil, 2017. Com Diego Queiroz, Isabela Moss, Daria Valdizan e Pedro José. 8’. + Hipercubo de Lennon Bártolo. Brasil, 2017. Com Jeff Novais. 4’54”. + Benção de Cauê Monteiro. Brasil, 2017. Com Letícia Gomes e Marcos Vinicius Moura. 5’27”. + O inferno é aqui de Clodoaldo Lino. Com Marcello Moura, Fernanda Heck, Ariane Rocha, Renata Caldas, Luca da Silva e Camille Campão, Carolina Fontes. 18’. + Caput de Clodoaldo Lino. Brasil, 2017. Com Jacqueline Soares, Bayron Rodrigues, Eduardo Rocha, Mauricio Lustosa e Daniel Leuback. 5’27”. + Incondicional de Rafael Andrade. Brasil, 2017. Documentário. 3’. + Rodo cotidiano de Rafael Andrade. Brasil, 2017. Com Rafael Samona, Renata Caldas e Wilson Granja. 5’. + Tempo livre de Felipe Quadra. Brasil, 2017. Com Pedro José. 5’. Exibição em MP4 H264.
Classificação 10 anos

ter 15
18h – Curso – Kinofilosofia: Deleuze e a crise da imagem-ação. Com os professores Bruno Cava, Camila Vieira, Jocimar Dias Jr. e João Arthur.
Classificação indicativa Livre
Entrada franca

qua 16
14h – Abertura do I Fórum de Pesquisas em História do Cinema Brasileiro, com as seguintes apresentações e estudos de acervos: “Carlos do Amaral Fonseca, sua trajetória e seu acervo”, por Rafael de Luna Freire (UFF) e Natália Teles (UFF), “O acervo fotográfico da Carriço Film: primeiras impressões”, por Alessandra Souza Melett Brum (UFJF), e projeção de filmes 9,5mm do Laboratório Universitário de Preservação Audiovisual – LUPA, por João Luiz Vieira (UFF) e Rafael de Luna Freire (UFF).
Classificação indicativa Livre

16h – I Jornada de Estudos em História do Cinema Brasileiro: Dez anos sem Hilda Machado (1952-2007) – Joilson marcou de Hilda Machado. Brasil, 1986. Com Cachoeira, Dersu, Fuscão Preto, Gilberto e Jorge Odara. 16’. Exibição em 16mm.
Classificação indicativa Livre

16h – I Jornada de Estudos em História do Cinema Brasileiro – Carnaval em lá maior de Adhemar Gonzaga. Brasil, 1956. Com Walter D’Ávila, Randal Juliano e Arrelia. 65’. Exibição em MP4 H264.
Classificação indicativa Livre

18h – I Jornada de Estudos em História do Cinema Brasileiro – Os mendigos de Flávio Migliaccio. Brasil, 1963. Com Vanja Orico, Ruy Guerra, Eduardo Coutinho, Oswaldo Loureiro e Flávio Sabag. 82’ Exibição em mov H264.
Classificação indicativa Livre

20h – I Jornada de Estudos em História do Cinema Brasileiro: Homenagem a Oscarito – Exibição de fragmentos inéditos. 30’. Projeção digital MP4 H264.
Classificação indicativa Livre

20:30 – Encerramento do I Fórum de Pesquisas em História do Cinema Brasileiro
Classificação indicativa Livre

qui 17
18h30 – Sala Escura – Pizza, cerveja, cigarro (Pizza, birra, faso) de Adrián Caetano e Bruno Stagnaro. Argentina, 1998. Com Héctor Anglada e Jorge Sésan. 76’. Legendas em português. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 14 anos

sex 18
18h30 – Brakhage I – Homem de Sirius (Dog star man) de Brakhage. EUA, 1961-4. 73’34”. + O ato de ver com os próprios olhos (The act of seeing with one’s own eyes) de Brakhage. EUA, 1971. 31’50”. + Casa de matrimônio: um intercurso (Wedlock house: an intercourse) de Brakhage. EUA, 1959. 10’47”. Experimental. Exibição em mkv H264.
Classificação indicativa 16 anos

sab 19
16h – Brakhage II – O berço do gato (Cat’s cradle) de Stan Brakhage. EUA, 1959. 6’16”. + O balanço da água do bebê à janela (Window water baby moving) de Stan Brakhage. EUA, 1959. 12’11”. + Mariposa-luz (Mothlight) de Stan Brakhage. EUA, 1963. 10’47”. Mito do olho (Eye mith) de Stan Brakhage. EUA, 1967. 9”. + A sombra do descampado (The wold shadow) de Stan Brakhage. EUA, 1972. 2’24”. + O jardim das delícias terrenas (The garden of earthly delights) de Stan Brakhage. EUA, 1981. 1’43”. + As estrelas são belas (The starts are beautiful) de Stan Brakhage. EUA, 1974. 18’27”. + Brincando (Kindering) de Stan Brakhage. EUA, 1987. 2’51”. + Eu… sonhando (I… dreaming) de Stan Brakhage. EUA, 1988. 6’3”. + O quarteto de Dante (The Dante quartet) de Stan Brakhage. EUA, 1987. 6’03”. + Música da noite (Night music) de Stan Brakhage. EUA, 1987. 30”. + Trama de raiva (Rage net) de Stan Brakhage. EUA, 1988. 35”. + Esmalte de catexia (Glaze of cathexis) de Stan Brakhage. EUA, 1990. 35”. + Acepipes da sinapse de horror liquefeito (Delicacies of molten horror synapse) de Stan Brakhage. EUA, 1990. 8’16”. + Sem título (Para Marilyn) (Untitled (For Marilyn)) de Stan Brakhage. EUA 1992. 10’27”. + Gelo preto (Black ice) de Stan Brakhage. EUA. 1994. 1’49”. + Estudo em cor e preto e branco (Study in color and black and White) de Stan Brakhage. EUA, 1993. 1’35”. + Elogio do vidro quebrado (Crack glass eulogy) de Stan Brakhage. EUA, 1991. 6’06”. + A torre escura (The dark tower) de Stan Brakhage. EUA, 1999. 2’19”. + Recipientes misturados (Commingled containers) de Stan Brakhage. EUA, 1996. 2’42”. + Canção de amor (Lovesong) de Stan Brakhage. EUA, 2001. 10’48”. Experimental. Exibição em mkv H264.
Classificação indicativa 14 anos

19h – CineMAM #9 – Lacerda, o corvo da Guanabara de Sayd Mansur. Brasil, 2017. Pré-estreia. Documentário. 14’. Exibição em mov H264. + Lacuna de André Lavaquial. Brasil, 2012. Com Letícia Nabuco e Felipe Zenicola. 73’. Exibição em DCP. Sessão seguida de debate com os realizadores.
Classificação indicativa 14 anos

dom 20
15h – 18h30 – Brakhage III – O anel maravilha (The wonder ring) de Stan Brakhage. EUA, 1955. 5’34”. + Os mortos (The dead) de Stan Brakhage. EUA, 1960. 10’21”. + Dois: Creeley/McClure (Two: Creeley/McClure) de Stan Brakhage. EUA, 1965. 3’11”. + 23º. verso do salmo (23rd psalm branch) de Stan Brakhage. EUA, 1967. 63’47”. Experimental. Exibição em mkv H264.
Classificação indicativa 14 anos

17h – Brakhage IV – Cenas da infância escondida, seção um (Scenes from under childhood, section one) de Stan Brakhage. EUA, 1967. 23’46”. + A máquina do Éden (The machine of Eden) de Stan Brakhage. EUA, 1970. 10’45”. + Jardim de estrelas (Star garden) de Stan Brakhage. EUA, 1974. 20’58”. + Deserto (Desert) de Stan Brakhage. EUA, 1976. 10’07”. Experimental. Exibição em mkv H264.
Classificação indicativa 14 anos

dia 21
19h – Pré-estréia – Delírius insurgentes de Fernando Mamari. Brasil, 2017. Com Marcel Giubilei, Jessica Anelli e Júlia Gama. 82’. Exibição em mov H264. Sessão seguida de coquetel.
Classificação indicativa 12 anos

20h30 – Pré-estréia – Delírius insurgentes de Fernando Mamari. Brasil, 2017. Com Marcel Giubilei, Jessica Anelli e Júlia Gama. 82’. Exibição em mov H264.
Classificação indicativa 12 anos

ter 22
18h – Curso – Kinofilosofia: Deleuze e a crise da imagem-ação. Com os professores Bruno Cava, Camila Vieira, Jocimar Dias Jr. e João Arthur.
Classificação indicativa Livre
Entrada franca

qua 23
18h30 – Brakhage V – O processo (The process) de Stan Brakhage. EUA, 1972. 8’01”. + Caminho do funeral (Burial path) de Stan Brakhage. EUA, 1978. 8’02”. + Duplicidade III (Duplicity III) de Stan Brakhage. EUA, 1980. 22’18”. + O domínio do momento (The domain of the moment) de Stan Brakhage. EUA, 1977. 14’33”. + Salmo do crime (Murder psalm) de Stan Brakhage. EUA, 1980. 16’24”. + Arábico 12 (Arabic 12) de Stan Brakhage. EUA, 1982. 17’01”. Experimental. Exibição em mkv H264.
Classificação indicativa 14 anos

qui 24
19h – Sessão Plano – Educação sentimental de Júlio Bressane. Brasil, 2013. Com Josie Antello e Bernardo Marinho. 84’. Exibição em 35mm.
Classificação indicativa 14 anos

sex 25
18h30 – Brakhage VI – Visões em meditação #1 (Visions in meditation #1) de Stan Brakhage. EUA, 1989. 16’19”. + Visões em meditação #2 (Mesa Verde) (Visions in meditation #2 (Mesa Verde)) de Stan Brakhage. EUA, 1989. 16’09”. Visões em meditação #3 (Caverna de Platão) (Visions in meditation #3 (Plato’s cave)) de Stan Brakhage. EUA, 1990. 16’36”. Visões em meditação #4 (D. H. Lawrence) (Visions in meditation #4 (D. H. Lawrence) de Stan Brakhage. EUA, 1990. 16’41”. Experimental. Exibição em mkv H264.
Classificação indicativa 14 anos

sab 26
16h – Brakhage VII – Estrato da Londres inconsciente (Visions in meditation #1) de Stan Brakhage. EUA, 1982. 22’15”. + Cascalho azul e pérolas e … (Boulder blues and pearls and…) de Stan Brakhage. EUA, 1994. 22’24”. Os mamíferos de Victoria (The mammals of Victoria) de Stan Brakhage. EUA, 1994. 34’09”. Do Primeiro Hino para a Noite – Novalis (From: Fisrt Hymn to the Night – Novalis) de Stan Brakhage. EUA, 1994. 2’52”. Experimental. Exibição em mkv H264.
Classificação indicativa 14 anos

dom 27
16h – Brakhage VIII – Eu assumi essas verdades (I take theses truths) de Stan Brakhage. EUA, 1995. 17’44”. + O gato do verme do Reino Verde (The cat of the worm’s Green Realm) de Stan Brakhage. EUA, 1997. 14’10”. + Yggdrasill: cujas raízes são estrelas na mente humana (Yggdrasill: whose roots are in the human mind) de Stan Brakhage. EUA, 1997. 16’58”. + “…” Rolo Cinco (“…” Reel Five) de Stan Brakhage. EUA, 1998. 14’06”. + Série Persa (Persian series) de Stan Brakhage. EUA, 1999. 5’54”. + Série Chinesa 1-3 (Chinese Series 1-3) de Stan Brakhage. EUA, 2003. 2’18”. Experimental. Exibição em mkv H264.
Classificação indicativa 14 anos

seg 28
19h – Em Cartaz – Do outro lado do Atlântico de Daniele Ellery e Márcio Câmara. Brasil, 2015. Documentário. 90’. Exibição em DCP. Sessão seguida de debate com os realizadores e a montadora Joanna Collier
Classificação indicativa 14 anos

ter 29
16h – Em Cartaz – Do outro lado do Atlântico de Daniele Ellery e Márcio Câmara. Brasil, 2015. Documentário. 90’. Exibição em DCP.
Classificação indicativa 14 anos

18h – Curso – Kinofilosofia: Deleuze e a crise da imagem-ação. Com os professores Bruno Cava, Camila Vieira, Jocimar Dias Jr. e João Arthur.
Classificação indicativa Livre
Entrada franca

qua 30
18h30 – Em Cartaz – Do outro lado do Atlântico de Daniele Ellery e Márcio Câmara. Brasil, 2015. Documentário. 90’. Exibição em DCP.
Classificação indicativa 14 anos

qui 31
18h30 – Em Cartaz – Do outro lado do Atlântico de Daniele Ellery e Márcio Câmara. Brasil, 2015. Documentário. 90’. Exibição em DCP.
Classificação indicativa 14 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados