A Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Por Fabricio Duque

O Centro cultural é reconhecido internacionalmente, principalmente por seu acervo cinematográfico, que foi aumentado pelo apoio do Estação. A curadoria é do Jornalista Ricardo Cota, que sente na pele as dificuldades para manter o local funcionando e realizar uma programação diversa e multi-cultural. É um ato de resistência ajudado pela paixão incondicional do historiador Hernani Heffner. E na entrevista exclusiva ao Vertentes do Cinema, disse que em certos momentos, todo o engessamento, causa confusão e desânimo. Nosso site participa com o Cineclube Clássicos, já exibindo “O Demônio das Onze Horas”, de Jean-Luc Godard (no foco França) e “Os Boas Vidas” (foco Itália), de Federico Fellini.


cinemateca-mam


A Programação Completa

Americana.Doc

Parceria: Consulado dos Estados Unidos da América no Rio de Janeiro
Série que reúne longas metragens documentais independentes contemporâneos, proporcionado um significativo painel da vida estadunidense no século XXI. Explorando questões complexas como migração, educação, artes e gênero, entre outros, os filmes evidenciam os desafios de relacionamento e compreensão diante de espaços de convivência múltiplos como a escola, a igreja, o asilo, a casa de shows e o hospital. Distante de uma visão estilizado e metafórica, comum à produção hollywoodiana, são obras que questionam os rumos do país em seus desafios de desenvolvimento e justiça social.

Em cartaz
O longa metragem brasileiro inédito do mês é a mais recente obra do cineasta, professor e pesquisador Luís Rocha Melo, “O Homem e seu Pecado”. Afastando-se mais fortemente pela primeira vez do eixo recorrente de seu cinema, que investiga as relações entre a expressão audiovisual e o passado cinematográfico brasileiro, a narrativa expõe um inusitado triângulo de relações, reverberando temas e questionamentos cada vez mais presentes na vida brasileira contemporânea.

Centenário da Animação Brasileira
Parceria: Festival Anima Mundi
Em 1917 era lançado nos cinemas brasileiros o primeiro curta de animação feito no Brasil, intitulado “O Kaiser”, realizado pela caricaturista Seth. Expressão audiovisual de grande complexidade técnica, a animação teve no Brasil um desenvolvimento inicial lento e esparso, conquistando com muito esforço e dedicação, por vezes solitária, uma tradição própria, que atinge grande repercussão inicial com a recente indicação de “O menino e o mundo”, de Alê Abreu para o Oscar de Animação. Um ciclo com obras históricas de um período caracterizado pela persistência e pela afirmação de um desejo em torno de um cinema de animação brasileiro.


Programação

sab 1
14h Seminário Revisitando Smetak

dom2
15h Smetak e o Cinema Brasileiro – O cinema falado de Caetano Veloso. Brasil, 1986. Com Regina Casé, Paula Lavigne e Chico Diaz. 110’. Exibição em DVD. + Anil de Fernando Belens. Brasil, 1990. Documentário. 8’. Exibição em 16mm. Classificação indicativa 14 anos

17h Smetak e o Cinema Brasileiro – O trem caipira de Georg Brintrup. Alemanha, 1994. Documentário. 60’. Exibição em MP4. + O alquimista do som de José Walter Lima. Brasil, 1978. Documentário. 11’. Exibição em MP4. Classificação indicativa Livre

seg 3
16h Master Class: Affonso Beato – Apresentação das técnicas, estilo e poética de um dos mais renomados diretores de fotografia do cinema brasileiro e mundial. Classificação indicativa Livre

19h30 II Jornada Interdisciplinar de Som e Música no Audiovisual – Abertura

20h II Jornada Interdisciplinar de Som e Música no Audiovisual – A queda da Casa de Usher (La chute de la Maison Usher) de Jean Epstein. França, 1928. Com Jean Debucourt e Marguerite Gance. 63’. Intertítulos em português. Exibição em bluray. Sessão com acompanhamento musical ao vivo pela orquestra Soundpainting Rio, com regência do maestro Taiyo Omura. Classificação indicativa 12 anos

ter 4
18h30 Americana.Doc – Vivo por dentro (Alive inside) de Michael Rossato-Bennett. EUA, 2014. Documentário. 78’. Legendas em português. Exibição em bluray. Sessão seguida de debate. Classificação indicativa 14 anos

qua 5
18h30 Americana.Doc – Prop 8: casamento gay em julgamento (The case against eight) de Bem Cotner e Ryan White. EUA, 2012. Documentário. 112’. Legendas em português. Exibição em bluray. Classificação indicativa 12 anos

qui 6
18h30 Cineclub Woo! – Castelo de César Rezende. Brasil, 2017. Documentário. 2’. + Os mascarados da Barra do Jucu de Carmen Filgueiras e José Octávio Sebadelhe. Brasil, 2017. Documentário. 20’. + Amor diário de Ange Potier. Brasil, 2017. Com Julian Sanzeri e Patrício Carrogio. 4’. + Cassandra de Monique Nix. Brasil, 2017. Com Samata Sironi e Darlan Silva. 20’. + Buraco de Jéssica Lima e Pedro Fernandez. Brasil, 2017. Com Jéssica Lima. 20’. + Bicho de Renato Benidez. Brasil, 2017. Com Jorge Barros e Francine Flach. 25’. Sessão seguida de debate. Classificação indicativa 14 anos

sex 7
18h30 – Americana.Doc – A lenda do jazz (Keep on keepin’ on) de Al Hicks. EUA, 2014. Documentário. 86’. Legendas em português. Exibição em bluray. Classificação indicativa 10 anos

sab 8
14h – Americana.Doc – Os que chegam com a noite (Overnighters) de Jesse Moss. EUA, 2014. Documentário. 100’.+ Kehinde Wiley: uma economia da graça (Kehinde Wiley: an economy of grace) de Jeff Dupre. EUA, 2014. Documentário. 38’. Legendas em português. Exibição em bluray. Classificação indicativa 14 anos

17h Risco Cinema: Screen Tests – Sessão-Performance a partir do reemprego de imagens criadas em diálogo com o dispositivo dos Screen Tests de Andy Warhol. Concepção: Lucas Murari e Luiz Garcia. Exibição em H264 e 16mm. Experimental. Classificação indicativa 14 anos

dom 9
15h Americana.Doc – Estilingue (Slingshot) de Paul Lazarus. EUA, 2014. Documentário. 88’. Legendas em português. Exibição em bluray. Classificação indicativa 10 anos

17h – Americana.Doc – Mentira branca (Little white lie) de Lacey Schwartz. EUA, 2014. Documentário. 66’. Legendas em português. Exibição em bluray.Classificação indicativa 14 anos

ter 11
18h30 Americana.Doc – Tigres de papel (Paper tigers) de James Redford. EUA, 2015. Documentário. 102’. Legendas em português. Exibição em bluray. Sessão seguida de debate com a professora Adriana Fresquet e o cineasta Cacau Rhoden. Classificação indicativa 14 anos

qua 12
18h30 Americana.Doc – Não deixe de acreditar: a jornada de todos os homens (Don’t stop believin’: everyman’s journey) de Ramona Diaz. EUA, 2012. Documentário. 113’. Legendas em português. Exibição em bluray. Classificação indicativa 10 anos

qui13
18h30 Sala Escura – A Léon (La Léon) de Santiago Otheguy. Argentina/França, 2007. Com Jorge Román e Daniel Valenzuela. 85’. Legendas em português. Exibição em DVD. Classificação indicativa 16 anos

sex 14
18h30 Americana.Doc – Longe de casa (Far from home) de Phil Hessler e Galen Knowles. EUA, 2014. Documentário. 74’. Legendas em português. Exibição em bluray. Classificação indicativa 10 anos

sab 15
15h Americana.Doc – À prova de balas (Becoming bulletproof) de Michael Barnell. EUA, 2014. Documentário. 80’. Legendas em português. Exibição em bluray.Classificação indicativa 10 anos

dom 16
15h Americana.Doc – Através da objetiva (Through a lens darkly) de Thomas Allen Harris. EUA, 2014. Documentário. 92’. Legendas em português. Exibição em bluray. Classificação indicativa 10 anos

seg 17
19h Festival Ecrã – Sessão Cinema – Protocolo Spikes de Pedro Tavares. Brasil, 2017. 9’37”. + Ascendente em dor de corno de Nishmi. Brasil, 2015. 3’50”. + Estudo sobre os sentidos da Carne de Maria Antonia Souza. Brasil, 2016. 2’16”. + Constelações de Caetano Grippo. Brasil, 2016. 11’47”. + O Corpo Nu de Diego Carvalho Sá. Brasil, 2016. 22’50”. + ⁝⁞ċọṟṗọ╵╷╹╻ƒ│╹ụıḏ ◑◉RP◉ ṿ ı ṟ ṫ ṳ ā l (Corpo Fluido, Corpo Virtual) de Malu Laet e Luisa Lemgruber. Brasil, 2016. 6’12”. + Hora de Contando Bicicletas. Brasil, 2017. 4’00”. + Ícaro de Carla Shah e Luciano Romanieli. Brasil, 2016. 11’00”. + Todas as Memórias Falam de Mim de Alice Name-Bomtempo. Brasil, 2015. 14’09”. + Rasa e Profunda de Leonardo Gelio. Brasil, 2017. 5’30”. Exibição em H264. Classificação indicativa 14 anos

ter 18
18h30 Festival Ecrã – Sessão Cinema – Protocolo Spikes de Pedro Tavares. Brasil, 2017. 9’37”. + Ascendente em dor de corno de Nishmi. Brasil, 2015. 3’50”. + Estudo sobre os sentidos da Carne de Maria Antonia Souza. Brasil, 2016. 2’16”. + Constelações de Caetano Grippo. Brasil, 2016. 11’47”. + O Corpo Nu de Diego Carvalho Sá. Brasil, 2016. 22’50”. + ⁝⁞ċọṟṗọ╵╷╹╻ƒ│╹ụıḏ ◑◉RP◉ ṿ ı ṟ ṫ ṳ ā l (Corpo Fluido, Corpo Virtual) de Malu Laet e Luisa Lemgruber. Brasil, 2016. 6’12”. + Hora de Contando Bicicletas. Brasil, 2017. 4’00”. + Ícaro de Carla Shah e Luciano Romanieli. Brasil, 2016. 11’00”. + Todas as Memórias Falam de Mim de Alice Name-Bomtempo. Brasil, 2015. 14’09”. + Rasa e Profunda de Leonardo Gelio. Brasil, 2017. 5’30”. Exibição em H264. Classificação indicativa 14 anos

qua 19
18h30 Festival Ecrã – Sessão Cinema – Protocolo Spikes de Pedro Tavares. Brasil, 2017. 9’37”. + Ascendente em dor de corno de Nishmi. Brasil, 2015. 3’50”. + Estudo sobre os sentidos da Carne de Maria Antonia Souza. Brasil, 2016. 2’16”. + Constelações de Caetano Grippo. Brasil, 2016. 11’47”. + O Corpo Nu de Diego Carvalho Sá. Brasil, 2016. 22’50”. + ⁝⁞ċọṟṗọ╵╷╹╻ƒ│╹ụıḏ ◑◉RP◉ ṿ ı ṟ ṫ ṳ ā l (Corpo Fluido, Corpo Virtual) de Malu Laet e Luisa Lemgruber. Brasil, 2016. 6’12”. + Hora de Contando Bicicletas. Brasil, 2017. 4’00”. + Ícaro de Carla Shah e Luciano Romanieli. Brasil, 2016. 11’00”. + Todas as Memórias Falam de Mim de Alice Name-Bomtempo. Brasil, 2015. 14’09”. + Rasa e Profunda de Leonardo Gelio. Brasil, 2017. 5’30”. Exibição em H264. Classificação indicativa 14 anos

qui 20
18h30 Sala Escula – Pizza, cerveja, cigarros (Pizza, birra, faso) de Adrián Caetano e Bruno Stagnaro. Argentina, 1998. Com Héctor Anglada e Jorge Sésan. 76’. Legendas em português. Exibição em 35mm. Classificação indicativa 14 anos

sex 21
18h30 Sessão Pianeiro – O rink (The rink) de Charles Chaplin (não creditado). EUA, 1916. Com Charles Chaplin e Edna Purviance. 30’. + Vida de cachorro (A dog’s life) de Charles Chaplin (não creditado). Com Charles Chaplin e Edna Purviance. 33’. Exibição em MP4.
Classificação indicativa Livre

sab 22
16h Centenário da Animação Brasileira I – Macaco feio… macaco bonito de Luiz Seel. Brasil, 1929. Fragmento. 2’. + Os azares de Lulu de Anélio Latini Filho. Brasil, 1942-5. 11’. + Trabalhando em desenho animado de Mário Latini. Brasil 1948-51. 10’. Vôo cósmico de Bassano Vaccarini e Rubens F. Luccheti. Brasil 1960. 6’. + O átomo brincalhão de Roberto Miller. Brasil, 1964. 6’. Batuque de Stil. Brasil, 1970. 5’. Vendo/ouvindo de Lula Gonzaga. Brasil, 1972. 6’. Meow! de Marcos Magalhães. Brasil, 1981. 8’. Exibição em H264. Classificação indicativa Livre

18h Centenário da Animação Brasileira II – Cassiopéia de Clóvis Vieira. Brasil, 1996. Com as vozes de Osmar Prado e Jonas Mello. 80’. Classificação indicativa Livre

dom 23
16h Centenário da Animação Brasileira III – Luz, Anima, Ação de Eduardo Calvet. Brasil, 2013. Documentário. 99’. Exibição em H264. Classificação indicativa Livre

18h Centenário da Animação Brasileira IV: Entrega do Troféu Seth a Alê Abreu – O menino e mundo de Alê Abreu. Brasil, 2013. Com as vozes de Vinícius Garcia e Marco Aurélio Campos. 80’. Exibição em H264. Classificação indicativa Livre

seg 24
19h Pré-estréia –O homem e seu pecado de Luís Rocha Melo. Brasil, 2016. Com Anna Karinne Balalai, Pedro Henrique Ferreira e Otoniel Serra. 85’. Exibição em DCP. Sessão seguida de debate com o realizador. Classificação indicativa 16 anos

ter 25
18h30 Em Cartaz – O homem e seu pecado de Luís Rocha Melo. Brasil, 2016. Com Anna Karinne Balalai, Pedro Henrique Ferreira e Otoniel Serra. 85’. Exibição em DCP. Classificação indicativa 16 anos

qua 26
18h30 Em Cartaz – O homem e seu pecado de Luís Rocha Melo. Brasil, 2016. Com Anna Karinne Balalai, Pedro Henrique Ferreira e Otoniel Serra. 85’. Exibição em DCP. Classificação indicativa 16 anos

qui 27
18h30 Em Cartaz – O homem e seu pecado de Luís Rocha Melo. Brasil, 2016. Com Anna Karinne Balalai, Pedro Henrique Ferreira e Otoniel Serra. 85’. Exibição em DCP. Classificação indicativa 16 anos

sex 28
18h30 Em Cartaz – O homem e seu pecado de Luís Rocha Melo. Brasil, 2016. Com Anna Karinne Balalai, Pedro Henrique Ferreira e Otoniel Serra. 85’. Exibição em DCP. Classificação indicativa 16 anos

sab 29
16h Em Cartaz – O homem e seu pecado de Luís Rocha Melo. Brasil, 2016. Com Anna Karinne Balalai, Pedro Henrique Ferreira e Otoniel Serra. 85’. Exibição em DCP. Classificação indicativa 16 anos

dom 30
16h Em Cartaz – O homem e seu pecado de Luís Rocha Melo. Brasil, 2016. Com Anna Karinne Balalai, Pedro Henrique Ferreira e Otoniel Serra. 85’. Exibição em DCP. Classificação indicativa 16 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados