procura-se-berenice-poster

Uma guerreira emerge das sombras

Por Francisco Carbone

“O resgate de uma personagem silenciada. Procura-se Irenice, integrante da Sessão Curtas-Metragens da vigésima Mostra de Cinema de Tiradentes 2017, é a busca por uma atleta esquecida. O encontro com uma história apagada pela ditadura”. O diretor Thiago B. Mendonça esse ano esteve de muitas formas na Mostra de Tiradentes: como produtor, como diretor de longa, e aqui dirigindo ao lado de Marco Escrivão esse curta documental sobre uma histórica atleta olímpica brasileira que nos anos 60 e 70 foi do céu ao inferno na sua carreira, e gradativamente apagada da história do nosso esporte, até se tornar um espectro difícil de achar. Irenice foi uma campeã e recordista no atletismo que, por racismo, foi perseguida pelo governo militar, teve suas possibilidades cortadas e foi apagada dos livros e registros. O curta mostra de maneira bem jornalística uma busca pelo seu paradeiro, entrevista com seus amigos e parceiros da época, além da família. Com inserções dramáticas puxadas para um lado sensacionalista e brega confundidas com arte, o filme serve completamente para ressaltar a história de Irenice e trazer de volta aos holofotes uma atleta que pode ser referência por suas convicções e sua postura combativa contra o preconceito. É isso que tem de ser lembrado e ressaltado sobre Irenice.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados