SAIBA TUDO SOBRE O QUE ACONTECEU NA EDIÇÃO 2015
Por Fabricio Duque
A edição 2015 do Festival de Cannes foi considerada uma das melhores dos últimos dez anos. Mas este comentário é sempre dito a cada ano.
Um festival de cinema, qualquer que seja, é uma crueldade ao ser cinéfilo, já que insere uma experiência radical, deixando de se alimentar, vencendo adversidades, “brigando” com a lógica temporal e as consequências físicas do próprio corpo. Cansaço, fome, sono, resfriado, garganta arranhada, nada disso importa e assim ficamos sem comer por horas e horas, dormindo mínimas frações e “aguentando” toda a irritabilidade iminente e ou intimista que nos acomete. Só quem ama o cinema acima de todas as coisas, sabe o que um festival representa. Cada um se diverte como gosta. Uns vão à praia e às festas, outros acordam às 6:30 da manhã para assistir filmes.
No período inteiro do Festival de Cannes, treze dias, o Vertentes do Cinema assistiu os dezenove filmes da mostra competitiva oficial, onze filmes da mostra Un Certain Regard, seis filmes da mostra Fora de Competição, um filme da sessão de meia-noite, um da sessão especial, os nove curtas-metragens da competição oficial, um do Cine Classics, um da Semana da Crítica, um da Quinzena dos Realizadores, totalizando cinquenta filmes. Há quem diga que é muito, porém, para nós, “nem faz cócegas”.
Aqui, trinta críticas (enxutas) já foram realizadas e as vinte restantes estão em fase de produção. Aguarde! Enquanto isso, CONFIRA abaixo, a CRÍTICA, ao lado do nome do filme!

Obrigado a todos! Sem vocês, nosso site não existiria!

 

Vencedores do
Festival de Cannes 2015

APRESENTAÇÃO

Por Fabricio Duque
A edição 2015 do Festival de Cannes está próxima. De 13 a 24 de Maio, o Vertentes do Cinema realizará a cobertura direto da França, em Cannes, com notícias, pílulas e principalmente críticas (curtas, mas que fornecerão ao leitor-espectador uma ideia analítica). Acompanhe tudo por aqui, inclusive as prévias do Festival nesta matéria especial que “disseca” as novidades desta edição. A ansiedade é grande, lógico. O que não perder? Tem o novo filme “Irrational Man” de Woody Allen; o novo “Mad Max” de George Miller; o novo filme “Love” do Gaspar Noé; e também o novo dos diretores Jacques Audiard, Corneliu Porumboiu, Emmanuelle Bercot, Nanni Moretti, Paolo Sorrentino, Valérie Donzelli, Stéphane Brizé, Gus van Sant, Denis Villeneuve, Naomi Kawase, Brillante Mendoza e muito mais. Ufa! Não Perca! Leia tudo!





JÚRI OFICIAL da
Mostra Competitiva.







JOEL & ETHAN COEN (Presidentes) linha superior 2

(Diretores/ Roteiristas / Produtores) – EUA
Leia as Críticas no site: Filmes “Inside Llewyn Davis“, “Um Homem Sério“, “Bravura Indômita
ROSSY DE PALMA linha abaixo 3
(Atriz) – Espanha
Famosa nos filmes do diretor Pedro Almodóvar.
SOPHIE MARCEAU linha superior 1
(Atriz / Diretora) – França
Conhecida internacionalmente pelos papéis da princesa Isabelle em “Coração Valente” e em “007 – O Mundo não é o Bastante”.
SIENNA MILLER linha superior 3
(Atriz) – Inglaterra
Leia a Crítica no site: Filme “Amor Extremo
ROKIA TRAORÉ linha abaixo 1
(Compositora) – Mali, Kolokani
Realizou a trilha de “Crianças Invisíveis”, no segmento “Tanza”.
GUILHERMO DEL TORO linha abaixo 4
(Diretor / Escritor / Roteirista / Produtor) – México
Leia a Crítica no site: Filme “Não Tenha Medo do Escuro
XAVIER DOLAN linha abaixo 5
(Diretor / Roteirsta / Produtor / Ator) – Canadá
Leia as Críticas no site: Filmes “Eu Matei Minha Mãe“, “Amores Imaginários“, “Laurence Anyways“, “Tom Na Fazenda“, “Mommy

 

JAKE GYLLENHAAL linha abaixo 2
(Ator) – EUA
Leia as Críticas no site: Filmes “O Abutre“, “O Homem Duplicado“, “Contra o Tempo“, “Amor e Outras Drogas“, “Entre Irmãos
Filmes da Edição 2015
PALMA DE OURO
Filme de Abertura (fora de competição)
LA TÊTE HAUTE CRÍTICA AQUI
(STANDING TALL),
de Emmanuelle BERCOT
Leia as Críticas dos filmes da diretora no site: “Os Infiéis” e “Polissia” (como roteirista)
Mostra Competitiva
* DHEEPAN, CRÍTICA AQUI CRÍTICA AQUI
de Jacques AUDIARD
Leia as Críticas dos filmes do diretor no site: “O Profeta“, “Ferrugem e Osso
* LA LOI DU MARCHÉ
(THE MEASURE OF A MAN), CRÍTICA AQUI
de Stéphane BRIZÉ
Leia a Crítica do filme da diretora no site: “Mademoiselle Chambon
* MARGUERITE & JULIEN, CRÍTICA AQUI
de Valérie DONZELLI
Leia a Crítica do filme da diretora no site: “A Guerra Está Declarada
* CHRONIC, CRÍTICA AQUI
de Michel FRANCO
Diretor mexicano do filme “Depois de Lúcia”
* IL RACCONTO DEI RACCONTI
(TALE OF TALES), CRÍTICA AQUI
de Matteo GARRONE
Diretor italiano dos filmes “Reality – A Grande Ilusão” e “Gomorra”
* CAROL, CRÍTICA AQUI
de Todd HAYNES
Diretor americano dos filmes “Não Estou Lá” e “Longe do Paraíso”
* NIE YINNIANG CRÍTICA AQUI
(THE ASSASSIN), de HOU Hsiao Hsien
Diretor chinês dos filmes “Flores de Xangai”, “Café Lumiere”, “A Viagem do Balão Vermelho”
* SHAN HE GU REN CRÍTICA AQUI
(MOUNTAINS MAY DEPART),
de JIA Zhang-Ke
Leia a Crítica do filme do diretor no site: “Um Toque de Pecado
* UMIMACHI DIARY
(OUR LITTLE SISTER), CRÍTICA AQUI
de KORE-EDA Hirokazu
Leia a Crítica do filme do diretor no site: “Soshite Chichi Ni Naru (Like Father, Like Son)
* MACBETH, CRÍTICA AQUI
de Justin KURZEL
Diretor australiano do filme “Snowtown”
* THE LOBSTER, CRÍTICA AQUI
de Yorgos LANTHIMOS
Diretor grego do filme “Dente Canino”
* MON ROI, CRÍTICA AQUI
de MAÏWENN
Leia as Críticas dos filmes da diretora no site: “Polissia” e “O Amor é Um Crime Perfeito” (como atriz)
* MIA MADRE
(MY MOTHER), CRÍTICA AQUI + Coletiva AQUI
de Nanni MORETTI
Leia a Crítica do filme do diretor no site: “Habemus Papam
* SAUL FIA CRÍTICA AQUI
(SON OF SAUL),
de László NEMES
Primeiro longa-metragem do diretor húngaro
* VALLEY OF LOVE, CRÍTICA AQUI
de Guillaume NICLOUX
Diretor francês do filme “A Religiosa”
* YOUTH, CRÍTICA AQUI
de Paolo SORRENTINO
Leia as Críticas dos filmes do diretor no site: “A Grande Beleza“, “Il Divo“, “Aqui é o Meu Lugar
* LOUDER THAN BOMBS, CRÍTICA AQUI
de Joachim TRIER
Leia a Crítica do filme do diretor no site: “Oslo, 31 de Agosto
* THE SEA OF TREES, CRÍTICA AQUI
de Gus VAN SANT
Leia a Crítica do filme do diretor no site: “Inquietos” e ouça AQUI o programa de número 06 na Rádio Uerj
* SICARIO, CRÍTICA AQUI
de Denis VILLENEUVE

Leia as Críticas dos filmes do diretor no site: “Incêndios” e “O Homem Duplicado

 

JÚRI OFICIAL da Mostra Un Certain Regard.
Presidido por Isabella Rossellini, o Júri Un Certain Regard é composto, este ano, exclusivamente por artistas de cinema.
ISABELLA ROSSELINI (Presidente) linha 3
(Atriz / Diretora) – EUA / Itália
Leia a Crítica no site: Filme “Late Bloomers – O Amor Não Tem Fim
HAIFFA AL-MANSOUR linha 4
(Diretora) – Arábia Saudita
Diretora do filme “O Sonho de Wadjda
NADINE LABAKI linha 1
(Diretora / Atriz) – Líbano
Diretora dos Filmes: “Caramelo” e “E Agora Onde Vamos?”
PANOS H. KOUTRAS linha 2
(Diretor) – Grécia
Diretor do Filme: “Xenia”
TAHAR RAHIM linha 5
(Ator) – França
Leia as Críticas no site: Filmes “O Profeta” e “O Príncipe do Deserto
Dezenove filmes disputam a mostra criada em 1978, cuja Abertura ocorrerá na quinta-feira dia 14 de Maio com a projeção de “An”, de Naomi Kawase.
No ano passado, o Júri do Un Certain Regard foi presidido pelo realizador argentino Pablo Trapero, que entregou o Prêmio a Kornel Mundrucźo por “White God” e o Prêmio do Júri ao diretor Ruben Östlund, de “Força Maior“.
Filmes Competitivos da Edição 2015
Mostra Un Certain Regard
* AN, de Naomi KAWASE CRÍTICA AQUI
(Filme de Abertura)
Leia o Especial sobre a diretora no site: Naomi Kawase
* MASAAN, CRÍTICA AQUI
de Neeraj GHAYWAN
Primeiro filme do diretor indiano
* HRÚTAR (RAMS), CRÍTICA AQUI
de Grímur HÁKONARSON
Diretor islandês do filme “A Luta”
* KISHIBE NO TABI (JOURNEY TO THE SHORE), de KUROSAWA Kiyoshi
Diretor japonês do filme “Sonata de Tóquio”
* JE SUIS UN SOLDAT CRÍTICA AQUI
(I AM A SOLDIER),
de Laurent LARIVIÈRE
Primeiro filme do diretor francês
* ZVIZDAN (THE HIGH SUN), de Dalibor MATANIĆ
Diretor croata do filme “Kino Lika”
* TAKLUB, de Brillante MENDOZA
Leia as Críticas dos filmes do diretor no site: “Serbis“, “Kinatay“, “Lola“, “Sapi” e o perfil “Brillante Mendoza
* THE OTHER SIDE,
de Roberto MINERVINI
Diretor italiano dos filmes “The Passage” e “Stop the Pounding Heart”
* UN ETAJ MAI JOS (ONE FLOOR BELOW),
de Radu MUNTEAN
Leia a Crítica do filme do diretor no site: “Terça Depois do Natal
* MU-ROE-HAN (THE SHAMELESS), de OH Seung-uk
Diretor sul coreano do filme “Kilimanjaro”
* LAS ELEGIDAS (THE CHOSEN ONES), de David PABLOS
Diretor mexicano do filme “La vida después”
* NAHID, de Ida PANAHANDEH
Primeiro filme da diretora indonésia
* COMOARA (THE TREASURE), de Corneliu PORUMBOIU
Leia as Críticas dos filmes do diretor no site: “12:08 – À Leste de Bucareste“, “Polícia, Adjetivo“, “Quando Cai a Noite em Bucareste ou Metabolismo“, “O Segundo Jogo
* ALIAS MARIA, CRÍTICA AQUI
de José Luis RUGELES GRACIA
Diretor colombiano do filme “García”
* MADONNA,
de SHIN Su-won
Diretor sul coreano do filme “Pluto”
* CHAUTHI KOOT (THE FOURTH DIRECTION), de Gurvinder SINGH
Diretor indiano do filme “Anhey gorhey da daan”
* RAK TI KHON KEAN CRÍTICA AQUI
(CEMETERY OF SPLENDOUR),
de Apichatpong WEERASETHAKUL
Leia as Críticas dos filmes do diretor no site: “Hotel Mekong” e “Tio Boonmee, que Pode Recordar Suas Vidas Passadas
* MARYLAND (DISORDER), de Alice WINOCOUR
Diretora francesa do filme “Augustine”
* LAMB, de Yared ZELEKE
Primeiro filme do diretor etíope

Semana da Crítica
Festival de Cannes 2015


LES DEUX AMIS, de Louis Garrel CRÍTICA AQUI

 

Quinzena dos Realizadores
L´OMBRE DES FEMMES, de Philippe Garrel


Agnès VardaA cineasta AGNÈS VARDA receberá um Prêmio Honorário Palma de Ouro durante a cerimônia de encerramento do Festival de Cannes. Anteriormente, somente Woody Allen, em 2002, Clint Eastwood, em 2009, e Bernardo Bertolucci, em 2011, foram agraciados. O prêmio é concedido a diretores renomados cujas obras têm conseguido um impacto global, mas que, no entanto, nunca ganharam a Palma de Ouro. A diretora é a primeira mulher até então a ser homenageada.

Leia a Crítica do Filme no Site: “As Praias de Agnès



 

O Júri da Cinéfondation e da categoria de Curtas-metragens.

O Júri da Cinéfondation e das Curtas-metragens, criado em 1998, reúne este ano:

ABDERRAHMANE SISSAKO (Presidente)
(Diretor) – Mauritânia
Leia a Crítica do Filme no Site: “Timbuktu


JOANA HADJITHOMAS
(Diretora) – Líbano
Diretora dos Filmes: “Um Dia Perfeito” e “Je veux voir”

CÉCILE DE FRANCE
(Atriz) – Bélgica
Leia as Críticas dos Filmes no Site: “O Enigma Francês“, “O Garoto da Bicicleta“, “Além da Vida“, “Um Segredo de Família


DANIEL OLBRYCHSKI
(Ator) – Polômia
Leia a Crítica do Filme no Site: “Salt


Sabine Azéma, Presidente do Júri da Caméra d’or
É a atriz francesa Sabine Azéma quem presidirá este ano o Júri da Caméra d’or, encarregado de designar o melhor primeiro filme apresentado em Cannes. Após Bong Joon-Ho, Gael García Bernal, Carlos Diegues e Nicole Garcia, Sabine Azéma prepara-se para dedicar o seu entusiasmo e paixão pelo cinema aos realizadores de um primeiro filme, prêmio criado em 1978, em um total de 26 filmes nesta edição.
Também no Júri: a diretora francesa Delphine Gleize (de “A Criança da Meia-Noite”); o ator Melvil Poupaud (de “Laurence Ayways“, “O Refúgio“, “Buraco Negro); o representante da Associação Francesa dos Diretores da Fotografia Cinematográfica (AFC) Claude Garnier; Didier Huck (representante da Federação das Indústrias do Cinema, do Audiovisual e da Multimídia (FICAM); Yann Gonzalez, que representa a Sociedade dos Realizadores de Filmes (SRF); e Bernard Payen, que representa o Sindicato Francês da Crítica de Cinema (SFCC).

Costa-Gavras é o convidado de honra da Cannes Classics, junto com uma celebração “cruzada” de Ingrid Bergman, Orson Welles, Ousmane Sembène, o “pai do cinema africano”, Gaumont homenageado, Hitchcock, Truffaut, Argentinos, Russos, Húngaros, projecções ao ar livre, Marcel Pagnol, Julien Duvivier, documentários sobre o cinema, restauros provenientes de todo o mundo, A Lenda da Palme d’or e os 120 anos do Cinematógrafo Lumière.

CRÍTICAS: Filmes Palmas de Ouro dos Anos Anteriores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados