PERFIL SUSAN SARANDON
Foto: Annie Leibovitz

Por Fabricio Duque
A atriz, indicada cinco vezes ao Oscar (por  “Atlantic City” em 1982, “Thelma & Louise” em 1992, “Óleo de Lorenzo” em 1993, “O Cliente” em 1995 e “Os Últimos Passos de um Homem, em 1996, vencendo neste último a categoria de Melhor Atriz. Susan adora a arte de atuar, realizando o ofício de forma plena, intensa e “gulosa”, visto que, praticamente, não desiste de nenhum projeto que é convidada. A atriz quer a experimentação, a novidade e o desafio. Eu tive o prazer de conhecê-la (pessoalmente, porém em cera). Ela está no Museu Madame Tussaud em Nova Iorque, mesmo lugar onde nasceu, aniversariando no dia 4 de outubro de 1946. Com algumas tatuagens no corpo, já foi casada com Tim Robbins, já namorou Sean Penn e os cineastas Louis Malle e Franco Amurri, com quem teve uma filha, a atriz Eva Amurri. É envolvida em causas políticas socialistas e minoritárias. Susan não tem aparelho de televisão em casa. Fica sabendo das notícias pelo New York Times e pelo programa (na internet) do “Daily Show”. “Tenho a sorte de receber informações em primeira mão de militantes, artistas, documentaristas. Você não encontra mais investigação imparcial na mídia corporativa americana”, disse a atriz a Eduardo Graça, do jornal O Globo. Não, Susan, nem aqui no Brasil também. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados