A produção cinematográfica sul coreana moderna é um dos raros casos, ao lado da Índia e China, em que os filmes nacionais são mais vistos que seus congêneres americanos. O sucesso não é só um fato local: aclamada pela crítica especializada internacional, os filmes coreanos são distribuídos mundialmente e aguardados com ansiedade pelos cinéfilos, já que nas duas últimas décadas, o cinema sul-coreano tem sido a vitrine artística mais vistosa do país oriental para o mundo. Atento à força dessa obra vigente, o Centro Cultural Banco do Brasil, com o apoio da Embaixada da Coreia do Sul, apresenta, de 13 a 29 de janeiro, a mostra Recortes do Cinema da Coreia do Sul, um painel deste país asiático com uma programação composta por dois tipos de filmes: os primeiros filmes de diretores hoje festejados; os que foram sucesso na Coreia e nos países asiáticos, mas que não chegaram ao Ocidente.
O público poderá conferir títulos assinados pelos mais representativos cineastas coreanos da atualidade, com destaque para uma seleção de 5 filmes do mestre Im Kwon-taek. Completam a programação filmes menos conhecidos internacionalmente, mas que foram sucesso no país natal.
Outra atração são as sessões especiais à meia-noite, sempre às quintas e sextas, que incluem alguns filmes já distribuídos nacionalmente, mas que passaram rapidamente pelas nossa telas e títulos exclusivos da Embaixada e do Consulado da Coreia. A ênfase será temas com terror, violência e um tanto de sexo, drogas e rock’n roll.
COREIA DO SUL
Nação pobre até meados dos anos 1960, a Coreia do Sul experimenta hoje um processo de ascensão econômica inédito na história do país. Este crescimento, conhecido na Coreia como “milagre do rio Han”, ajudou a difundir pelo mundo uma cultura que tem pelo menos cinco mil anos de história.
O sucesso da economia ajudou a criar o “hanly”, expressão que significa “onda cultural coreana”, da qual faz parte, com destaque, o vigoroso cinema deste país asiático.
Um sistema legal de proteção ao produto nacional e a forte tributação do concorrente estrangeiro, aliada aos recursos provenientes do sucesso econômico do país, foram primordiais ingredientes para incrementarem o êxito que o cinema coreano experimentou nos últimos anos.


Crédito video: youtube Canal de ebriccio1982

SERVIÇO
Centro Cultural Banco do Brasil
Rua Primeiro de Março, 66 tel 3808 2020
R$6,00 cine passe
Programação
cinema I
13 de janeiro, sexta-feira
16h00 Minha mãe, A Sereia (Ineo Gongju), de Park Heung-sik (Coréia do Sul, 2004). Com Jeon Do-yeon, Park Hae-il, Ko Du-shin.110 min. 10 anos.110 min
18h30 Luz Secreta (Milyang), de Lee Chang-dong (Coréia do Sul, 2007). Com Jeon Do-yeon, Song Kang-ho, Jo Yeong-jin. 142 minutos. 16 anos anos. 142 min
14 de janeiro, sábado
13h30 Naufrágos da Vida (Kimssi Pyoryugi), de Lee Hae-jun (Coréia do Sul, 2009). Com Hong Min-heui, Jang So-yeon, Jeong Jae-yeong. 116 minutos. 16 anos. 116 min
16h00 A Pior Ressaca do Mundo (Najsul), de Noh Youg-seok (Coréia do Sul, 2008). Com Song Sam-dong, Yuk Sang-yeop, Kim Kang-hee. 116 minutos. 16 anos. 116 min
18h30 Na Estrada com o Amante da Minha Mulher (Ane-eui Aein-eul Mannada), de Kim Tai-sik (Coréia do Sul, 2006). Com Park Kwang-jung, Jeong Bo-seok, Jo Eun-ji. 92 minutos. 16 anos. 92 min
15 de janeiro, domingo
13h30 Zona de Risco 110 min
16h00 Seopyeonje (Seopyeonje), de Im Kwon – taek (Coreia do Sul, 1993). Com Kim Myung-gon, Oh Jung-hae, Kim Kyu-chul. 112 minutos.14 anos. 112 min
18h30 Seguindo Adiante (Aje Aje Bara Aje), de Im Kwon Taek. (Coreia do Sul, 1989). Com Kang Soo-yeon, Jin Yeong-mi, Yu In-chon. 134 minutos.12 anos.134 min
17 de janeiro, terça-feira
16h00 O Rei e o Palhaço (Wang-ui Namja), de Lee Junk-ik (Coréia do Sul, 2005). Com Kam Woo-seok, Jeong Jin-yeong, Kang Seong-yeon. 119 minutos. 16 anos 112 min
18h30 Sem Fôlego (Ddongpari), de Yang Ik-Joon (Coréia do Sul, 2009). Com Yang Ik-Joon , Kim Kot-bi, Jeong Man-shik. 130 minutos. 16 anos.130 min
18 de janeiro, quarta-feira
16h00 Velho Amigo (Wonangsori), de Lee Chung-Ryoul (Coréia do Sul, 2008). Com Choi Won-gyoon, Lee Sam-soon. 78 minutos.10 anos 78 min
18h30 As Montanhas Taebaek (Taebaek Sanmaek), de Im Kwon Taek. (Coréia do Sul, 1994). Com 168 minutos. 14 anos.168 min
19 de janeiro, quinta-feira
16h00 Cão que Ladra Não Morde 106 min
18h30 Adeus, Mãe 111 min
20 de janeiro, sexta-feira
16h00 Chunhyang – Amor Proibido 120 min
18h30 Funeral 93 min
21 de janeiro, sábado
13h30 Fabricantes de Escândalos 108 min
16h00 Minha Mãe, A Sereia 110 min
18h30 Luz Secreta 142 min
22 de janeiro, domingo
13h30 Naufrágos da Vida 116 min
16h00 Na Estrada com o Amante da Minha 92 min
18h30 A Pior Ressaca do Mundo 116 min
24 de janeiro, terça-feira
16h00 Zona de Risco 110 min
18h30 Decolar 137 min
25 de janeiro, quarta-feira
16h00 Seopyeonje 112 min
18h30 Seguindo Adiante 134 min
26 de janeiro, quinta-feira
16h00 Velho Amigo 78 min
18h30 Sem Fôlego 130 min
24 de janeiro, terça-feira
16h00 O Rei e o Palhaço 112 min
18h30 As Montanhas Taebaek 168 min
24 de janeiro, terça-feira
16h00 Seopyeonje 112 min
18h30 Mesa-redonda com João Juarez Guimarães (curador da mostra Recortes do Cinema da Coréia do Sul), Leonardo Luiz Ferreira (jornalista, crítico de cinema e codiretor do documentário Chantal Akerman, de Cá) e Sergio Alpendre (jornalista e crítico de cinema).
25 de janeiro, quarta-feira
16h00 O Rei e o Palhaço 112 min
18h30 Funeral 93 min
26 de janeiro, quinta-feira
16h00 Cão que Ladra não Morde 106 minutos
18h30 Seguindo Adiante 134 min
27 de janeiro, sexta-feira
16h00 Naufrágos da Vida 116 min
18h30 Velho Amigo 78 min
28 de janeiro, sábado
13h30 A Pior Ressaca do Mundo 116 min
16h00 Na Estrada com o Amante da Minha (Ane-eui Aein-eul Mannada), de Kim Tai-sik (Coréia do Sul, 2006). Com Park Kwang-jung, Jeong Bo-seok, Jo Eun-ji. 92 minutos. 16 anos. 92 min
18h30 Luz Secreta 142 min
29 de janeiro, domingo
13h30 As Montanhas Taebaek 168 min
18h30 Sem Fôlego 130 min
**
cinema II
13 de janeiro, sexta-feira
24h00 Mentiras (Gojitmal), de Jang Sun-woo (Coreia do Sul, 1999). Com Lee Sang Hyun, Kim Tae Yeon, Choi Hyun Joo. 112 minutos. 18 anos. 112 min
19 de janeiro, quinta-feira
24h00 Na Estrada com o Amante da Minha Mulher 92 min
20 de janeiro, sexta-feira
24h00 Sem Fôlego 130 min
26 de janeiro, quinta-feira
24h00 Tokyo! (Tokyo!), de Joon-ho Bong, Leos Carax e Michel Gondry (Coreia do Sul-França-Japão-Alemanha, 2008). Com Yû Aoi, Teruyuki Kagawa, Naoto Takenaka. 112 minutos. 14 anos.112 min
27 de janeiro, sexta-feira
24h00 Zona de Risco (Gongdong Gyeongbi Guyeok JSA), de Park Chan-wook (Coréia do Sul, 2000). Com Lee Yeong-ae, Lee Byung-hun, Song Kang-ho. 110 minutos. 16 anos.110 min

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados