“Merveilleuse!”

A opinião (por Marise Carpenter)

O encontro das mulheres espanholas com os franceses é divertidíssimo e muito mais: retrata cada povo, cada cultura, cada comportamento. Isso é o melhor do filme. Ou melhor, isso é o filme. Paris, 1960, prédio de classe média. O último andar serve de moradia das empregadas dos apartamentos de baixo e é uma animação só, cheio de vida em contraste com o tédio da vida dos franceses ricos. Naturalmente isso vai mexer com a vida de um casal onde ele é o dono do prédio. Em mais uma interpretação merveilleuse do ator Fabrice Luchini, o filme é uma delícia de assistir. A primeira metade é tão genial que faz com que a segunda seja vista como muito boa. Não sei, mas vi o filme assim, em dois andares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados